Programa Saúde na Escola (PSE): o processo de formação dos profissionais no município do Crato, Ceará, Brasil / School Sealth Program: the process of training of professional in the municipality of Crato, Ceará, Brazil

Bruna Cavalcante Domingos Dias, Maysa de Oliveira Barbosa, Mirna Neyara Alexandre de Sá Barreto Marinho, Rosa Maria Grangeiro Martins, Ana Paula Agostinho Alencar, Dailon de Araújo Alves, Izabel Cristina Santiago Lemos de Beltrão, Maria de Fátima Antero Sousa Machado

Abstract


O Programa Saúde na Escola (PSE) tem como finalidade contribuir positivamente para a formação de estudantes e profissionais de saúde e educação. O presente estudo objetivou compreender a formação dos profissionais da saúde voltada ao PSE, a opinião deles acerca do programa e o modo como a capacitação que recebem tem influência na execução das ações. Estudo descritivo com abordagem qualitativa, realizado com 12 profissionais da ESF do município do Crato, Ceará. Os dados foram analisados segundo o método de Minayo e correlacionados com a literatura. Constatou-se que a formação dos profissionais em relação ao PSE não ocorre de maneira continuada. Além disso, os profissionais relataram o distanciamento entre os setores saúde e educação para o desenvolvimento das ações do PSE. A realização desse trabalho permitiu contribuir com a literatura a respeito do PSE, principalmente evidenciando a importância da formação dos profissionais para o desenvolvimento das ações. Considera-se relevante o desenvolvimento de pesquisas futuras com os profissionais da educação, no intuito de compreender as potencialidades e fragilidades desse grupo tão importante para o sucesso do PSE.


Keywords


Programa Saúde na Escola, Estratégia Saúde da Família, Promoção da Saúde.

References


BEZERRA, I.M.P. et al. Programa Saúde nas Escolas: o Olhar dos Profissionais da Saúde. Anais do II Congresso Online de Gestão, Educação e Promoção da Saúde- II CONVIBRA SAÚDE, p. 1-5, 2013.

BRASIL. E. G. M. Promoção da saúde de adolescentes e Programa Saúde na Escola: complexidade na articulação saúde e educação. Revista da Escola de Enfermagem da USP. v. 51, p. e03276, 2017. URL: https://www.scielo.br/pdf/reeusp/v51/1980-220X-reeusp-S1980-220X2016039303276.pdf

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Educação. Orientações sobre o Programa Saúde na Escola para a elaboração de projetos locais. Brasília. DF, 2007. URL: http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/orientacoes_pse.pdf

BRASIL. Ministério da Saúde. Passo a Passo PSE Programa Saúde na Escola. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Brasília. DF, 2011. URL: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/passo_a_passo_programa_saude_escola.pdf.

BRASIL. Ministério da Saúde. Resolução Nº 466, de 12 de dezembro de 2012: trata de pesquisas em seres humanos e atualiza a resolução 196. Brasília. DF, 2012. URL: https://conselho.saude.gov.br/ultimas_noticias/2013/06_jun_14_publicada_resolucao.html

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Manual Instrutivo. Programa Saúde na Escola. Brasília, DF, 2013. URL: http://www.pmf.sc.gov.br/arquivos/arquivos/pdf/19_06_2013_16.21.18.880166244cb983df2c85e0bcc746a73b.pdf

BRITO, M. F. S. F. Fatores associados ao estilo de vida de estudantes do ensino médio de escolas públicas. Revista Gaúcha de Enfermagem. v. 40, p. e20180168. URL: https://www.scielo.br/pdf/rgenf/v40/1983-1447-rgenf-40-e20180168.pdf

CASEMIRO, J. P.; FONSECA, A. B. C.; SECCO, F. V. M. Promover saúde na escola: reflexões a partir de uma revisão sobre saúde escolar na América Latina. Ciência e Saúde Coletiva. v. 19, n.03, p. 829-840, 2014. URL: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232014000300829&lng=pt&tlng=pt

CHIARI, A. P. G. Rede intersetorial do Programa Saúde na Escola: sujeitos, percepções e práticas. Cadernos de Saúde Pública. v. 34, n. 5, p. 1-15. URL: https://www.scielo.br/pdf/csp/v34n5/1678-4464-csp-34-05-e00104217.pdf

COUTO, A. N. et al. O ambiente escolar e as ações de promoção da saúde. Cinergis. v. 17, supl. 1, p. 378-383, 2016. URL: https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/8150

DINIZ, C. B. C. et al. Acompanhamento nutricional de adolescentes no Programa Saúde na Escola. Journal of Human Growth and Development. v. 30, n. 1, p. 32-39, 2020. URL: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0104-12822020000100004&lng=pt&nrm=iso

FARIAS, I. C. V. et al. Análise da Intersetorialidade no Programa Saúde na Escola. Revista Brasileira de Educação Médica. v. 40, n. 2, p. 261-267, 2016. URL: https://www.scielo.br/pdf/rbem/v40n2/1981-5271-rbem-40-2-0261.pdf

FERREIRA, A. M. D. et al. Roteiro adaptado de análise de conteúdo - modalidade temática: relato de experiência. Journal of Nursing Health. v. 10, 1, p. e20101001, 2020. URL: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/enfermagem/article/view/14534/11115

FERREIRA, I. R. C. et al. Diplomas Normativos do Programa Saúde na Escola: Análise de Conteúdo Associada à Ferramenta. Ciência & Saúde Coletiva. v. 17, n. 12, p. 3385- 3398, 2012. URL: http://www.scielo.br/pdf/csc/v17n12/23.pdf

FONTENELE, R.M. et al. Construção e Validação Participativa do Modelo Lógico do Programa Saúde na Escola. Saúde Debate, Rio de Janeiro, v. 41, n. Especial, p. 167-179, 2017. URL: http://www.scielo.br/pdf/sdeb/v41nspe/0103-1104-sdeb-41-nspe-0167.pdf.

GRACIANO, A.M.C. et al. Promoção da Saúde na Escola: História e Perspectivas. J. Health Biol Sci. v. 3, n. 1, p. 34-38, 2015. URL: http://periodicos.unichristus.edu.br/index.php/jhbs/article/view/110/100

GUIMARÃES, G.; AERTS, D.; CÂMARA, S.G. A escola promotora da saúde e o desenvolvimento de habilidades sociais. Rev. da Socied. de Psicol. do Rio Grande do Sul. v. 12, n. 2, p. 88-95, 2012. URL: http://www.sprgs.org.br/diaphora/ojs/index.php/diaphora/article/view/76

MARINHO, M. N. A. S. B. et al. Programa saúde na escola: dos processos formativos aos cenários de práticas. Journal of Human Growth and Development. v. 28, n. 2, p. 175-182. URL: http://www.journals.usp.br/jhgd/article/view/147219

MEDEIROS, E. R.; PINTO, E. S. G. Experiência e capacitação profissional na execução do Programa Saúde na Escola. Revista da Escola de Enfermagem da USP. v. 52, p. e03378. URL: http://dx.doi.org/10.1590/S1980-220X2017048603378

MINAYO, M.C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec; 2014.

SCHALL, V. T.; STRUCHINER, M. Educação no contexto da epidemia de HIV/Aids: Teorias e tendências pedagógicas. In: Aids, Pesquisa Social e Educação (D. Czeresnia, E. M. Santos, R. H. S. Barbosa & S. Monteiro, org.), pp. 84-105, São Paulo: Editora Hucitec /Rio de Janeiro: Abrasco, 1995.

SILVA, A.R.S. et al. Políticas Públicas na Promoção à Saúde do Adolescente Escolar: Concepção de Gestores. Enfermería Global. v. 14, n. 37, p. 250-267, 2015. URL: http://scielo.isciii.es/pdf/eg/v14n37/pt_administracion1.pdf

SILVA, K. L. et al. Promoção da saúde no Programa Saúde na Escola e a inserção da Enfermagem. REME: Revista Mineira de Enfermagem. v. 18, n. 3, p. 614-622, 2014. URL: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/950

SILVA-SOBRINHO, R. A. et al. Percepção dos profissionais da educação e saúde sobre o Programa Saúde na Escola. Revista Pesquisa Qualitativa. v. 5, n. 7, p. 93-108, 2017. URL: https://editora.sepq.org.br/index.php/rpq/article/view/77

SOUSA, M. C.; ESPERIDIÃO, M. A.; MEDINA, M. G. A intersetorialidade no Programa Saúde na Escola: Avaliação do processo político-gerencial e das práticas de trabalho. Ciência e Saúde Coletiva. v. 22, n. 6, p. 1781-1790. URL: https://www.scielo.br/pdf/csc/v22n6/1413-8123-csc-22-06-1781.pdf

VIEIRA, L. S.; BELISÁRIO, S. A. Intersetorialidade na promoção da saúde escolar: um estudo do Programa Saúde na Escola. Saúde em Debate. v. 42, n. Especial 2, p. 120-133, 2018. URL: https://www.scielo.br/pdf/sdeb/v42nspe4/0103-1104-sdeb-42-spe04-0120.pdf




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n9-014

Refbacks

  • There are currently no refbacks.