SARAU: A arte como processo da construção identitária do adolescente / SARAU: Art as a Process of Identity Building for Adolescents

Lucas Glasner Pessoa, Gabriel Luiz Bezerra Teixeira, Artur Davies Alves Muniz

Abstract


A escola é um ambiente de construção, de conhecimentos e de diversas relações interpessoais que influenciam a constituição da identidade. Numa sala de aula do 9º ano de uma escola de referência na cidade do Recife-PE, campo de prática da Faculdade Pernambucana de Saúde, foi observado uma dinâmica escolar influenciada pelo ensino tradicional, com verticalização da relação professor-aluno caracterizada por pouco espaço para fala, acarretando, na maioria das vezes, uma não utilização da criatividade no processo de aprendizagem do educando, o que repercute, de certa forma, na construção de sua identidade. Essa formação de identidade que perpassa toda a fase da adolescência terá uma estrita ligação com as relações interpessoais desse adolescente dentro do seu ambiente escolar, de sua posição ativa dentro da sala e de sua produção como sujeito, que é intermediada pela criatividade (aquilo que ‘eu’ produzo se torna aquilo que é parte de ‘mim’ no mundo). Com a identificação dessa demanda, foi realizada uma intervenção intitulada "Sarau Paulo Freire - Um Local Para Existir", consistindo em um encontro no qual os participantes compartilharam suas manifestações artísticas independente do formato, criando, assim, um ambiente onde a criatividade pudesse emergir como forma de expressão do ser, facilitando o crescimento do eu e favorecendo o processo de construção da identidade do adolescente.


Keywords


Educação, Arte, Adolescência, Identidade.

References


BERBEL, Neusi Aparecida Navas. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, v. 32, n. 1, p. 25-40, 2011.

CAPELO, Fernanda de Mendonça. Aprendizagem centrada na pessoa: Contributo para a compreensão do modelo educativo proposto por Carl Rogers. Estudos Rogerianos A Pessoa como Centro, n.5, 2000.

EISENSTEIN, Evelyn. Adolescência: definições, conceitos e critérios. Adolescência e Saúde, v. 2, n. 2, p. 6-7, 2005.

ERIKSON, Erik H.Identidade, Juventude e Crise. Editora Guanabara. Rio de Janeiro 2ª Edição, 1987.

FADIMAN, James; FRAGER, R. Carl Rogers e a perspectiva centrada no cliente. J. Fadiman & R. Frager. Teorias da personalidade, p. 222-258, 1986.

FREIRE, Paulo. Educação "bancária" e educação libertadora. In Pedagogia do oprimido. Editora Paz e Terra, Rio de Janeiro, 1970.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. TupyKurumin, 2006.

LAMI, Débora Marongio. Arte e Educação. UNISAL. Lorena, 2009.

MIRANDA, Carmen Silvia Nunes de; FREIRE, José Célio. A comunicação terapêutica na abordagem centrada na pessoa. Arquivos Brasileiros de Psicologia, v. 64, n. 1, p. 78-94, 2012.

PATTO, Maria Helena Souza. Introdução à psicologia escolar. Casa do Psicólogo, 1997.

RABELLO, Elaine; PASSOS, José Silveira. Erikson e a teoria psicossocial do desenvolvimento. Consultado em, v. 16, p. 08-13, 2008.

ROGERS, Carl R. Tornar-se pessoa. WWF Martins Fontes, 2017.

ROGERS, Carl Ransom; ROSENBERG, Rachel Lea. A pessoa como centro. EPU, 1977.

SILVA, Fransuelen Geremias et al. Saraus contemporâneos: a importância dos saraus como espaço político de socialização. Cadernos CESPUC de Pesquisa Série Ensaios, n. 29, p. 150-167, 2016.

SUÁREZ, Adolfo Semo. Crise de identidade na adolescência: breve análise e implicações para a práxis religiosa segundo a teoria de Erik Erikson. Acta Científica. Ciências Humanas, v. 2, n. 9, p. 31-38, 2005.

VERISSIMO, Ramiro. Desenvolvimento psicossocial (Erik Erikson). 2002. Disponível em: https://repositorio-aberto.up.pt/bitstream/10216/9133/2/13864.pdf Acesso em 06 abr 2018.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n5-1585

Refbacks

  • There are currently no refbacks.