Educação profissional, reflexão e mercado de trabalho: a experiência de uma egressa do curso técnico em açúcar e álcool / Professional education, reflection and the labour market: the experience of a technical course in sugar and alcohol

Paulo Cesar Fernandes da Rosa Junior, Julianne Caju de Oliveira Souza Moraes

Abstract


O objetivo desse artigo é discutir sobre o papel da Educação Profissional e o Mercado de trabalho a partir de experiências realizadas por uma aluna de Educação Profissional de uma escola técnica situada no município de Rondonópolis. A primeira parte do texto traz diálogos sobre conceitos que ajudarão a refletir sobre as contribuições do processo de ensino-aprendizagem para além da relação de oferta e demanda de emprego. Para realizar tal tarefa estaremos ancorados na visão do pragmatismo sobre o conhecimento e sua relação com a educação; as proposições sobre conhecimento contextual, trabalhadas por John Dewey; e perspectivas sobre o mercado de trabalho. Lançamos mão também da contribuição de Pierre Bourdieu, que concebe o mercado como um ambiente em que há relações de poder de múltiplas óticas. As ideias dele são baseadas nas concepções de Marx, Durkleim e Weber. A segunda parte apresentamos uma entrevista realizada com a egressa em que ela avalia a grade curricular, as aulas práticas e o uso de objetos e instrumentos específicos do curso. A terceira parte promovemos uma análise dos caminhos que levaram a egressa a construir a lógica do seu discurso, baseada numa concessão, vimos surgir propriedades que desprenderam o significado do curso técnico de açúcar e álcool da esfera empregatícia. Ao final deste artigo trazemos considerações que perpassam sobre a educação como uma das áreas que fomentam uma relação de poder e também desejo dos indivíduos. O pensamento da egressa é um dos exemplos de que nem sempre a educação dará conta de alocar todos os egressos em uma empresa, porque isso depende de muitos outros fatores.


Keywords


Educação Profissional, Experiência, Mercado de Trabalho.

References


COSTA, A. Fenomenologia e subjetividade. Análise fenomenológica do conhecimento: representacionismo versus antirrepresentacionismo. Revista Estudos Filosóficos nº 13/2014 – versão eletrônica – ISSN 2177-2967. DFIME – UFSJ - São João del-Rei-MG. Disponível em: http://www.ufsj.edu.br/revistaestudosfilosoficos Acesso: 27/04/16.

DE WALL, C. Sobre Pragmatismo. São Paulo. Edições Loyola. 2007.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia – saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

DEWEY, John. Como Pensamos. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1959.

DEWEY, John. Experiência e Natureza. In. Dewey: Os Pensadores. 2. ed. São Paulo: Abril Cultural, 1985.

______. Experiência e Educação. Petrópolis/ RJ: Vozes, 2010.

Dicionário Michaelis on-line. Disponível em: http://michaelis.uol.com.br Acesso: 10/11/16

DURKHEIM, É. As Regras do Método Sociológico. Tradução Paulo Neves, revisão da tradução Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

FALCÃO, C. O Pragmatismo Estético e Social de John Dewey. Revista Acadêmica, Vol. 85, Nº1. 2013. Disponível em: http://www.repositorios.ufpe.br/revistas/index.php/ACADEMICA/index Acesso: 22/07/16.

LEI DE DIRETRIZES DE BASE DA EDUCAÇÃO nº 9.394/96. São Paulo: Federação dos Professores do Estado de São Paulo. Dezembro, 1996.

MARK, K.; FERNANDES, F. (Org.). Trabalho alienado e superação positiva da autoalienação humana (Manuscritos econômicos e filosóficos). K. Marx, F. Engels – História. São Paulo: Ática, 1983.

OLIVEIRA, S. R; PICCININI, V. C. Mercado De Trabalho: Múltiplos (Des)Entendimentos. Revista de Administração Pública (RAP) — Rio De Janeiro 45(5):1517-538, Set./Out. 2011 Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-76122011000500012 Acesso: 21/11/16

PEREIRA JUNIOR, L. C. Pragmatismo e Educação. Convenit Internacional CEMOrOc-Feusp / IJI - Univ. do Porto, 8 jan-abr 2012. Disponível em: http://www.hottopos.com/convenit8/25-30LCosta.pdf Acesso: 20/09/2016

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

WEBER, M. A ética protestante e o “espírito” do capitalismo. Tradução José Marcos Mariani de Macedo, edição Antônio Flávio Pierucci. São Paulo: Editora Schwarcz, 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-394

Refbacks

  • There are currently no refbacks.