Um Estudo Sobre a Aplicação da Gestão do Conhecimento na Administração Pública / A Study on the Application of Knowledge Management in Public Administration

Pablo Machado Amorim, Stella Regina Reis da Costa

Abstract


Ante o cenário atual, onde o nível de exigência do cidadão para a prestação dos serviços públicos é gradativamente elevado, além da crise financeira que vem se alastrando, gerando restrições orçamentárias às organizações, é incabível manterem-se as velhas práticas ineficientes na Administração Pública. Neste sentido, a gestão do conhecimento se torna um fator de suma importância para as organizações, uma vez que a geração e a disseminação do conhecimento é peça fundamental no sucesso de qualquer organização que se espelhe na eficiência como norteador de seus trabalhos. O objetivo desse trabalho é apresentar um levantamento conceitual e teórico, realizando uma revisão da literatura pertinente que fundamentará a presente pesquisa. A pesquisa foi elaborada por meio de um levantamento bibliográfico, onde se abrangeu artigos nacionais e internacionais. O artigo pode ajudar no entendimento dos aspectos teóricos sobre administração pública, eficiência, eficácia e de como a gestão do conhecimento pode contribuir para a melhoria dos serviços públicos colocados à disposição do cidadão. Foi possível concluir que com a gestão do conhecimento é possível atingir a disseminação do conhecimento institucional, gerando maior eficiência, redução de ruídos na comunicação e trabalho uniforme entre todos os funcionários, consequentemente aumentando a satisfação daqueles que utilizam o serviço.

 


Keywords


Gestão do conhecimento; Administração Pública; Eficiência.

References


ADAM, A.; DELIS, M.; KAMMAS, P. Public sector efficiency: leveling the playing field between OECD countries. Public Choice, 146(1), 163-183, 2011.

ALONSO, José M.; CLIFTON, Judith; DÍAZ-FUENTES, Daniel. The impact of New Public Management on efficiency: An analysis of Madrid's hospitals. Health Policy, [s.l.], v. 119, n. 3, p.333-340, mar. 2015. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.healthpol.2014.12.001.

ANDERSSON, Roy et al. Improvement in Public Administration Services: a Case of Business Registration Process. International Journal Of Industrial Engineering And Management, Valencia, v. 9, n. 2, p.109-120, 2018.

ANGELIS, Cristiano Trindade de. Gestão do Conhecimento no setor público: um estudo de caso por meio do método OKA. Revista do Serviço Público, Brasília, v. 62, n. 2, p. 137-166, abr./jun. 2011. Disponível em: https://revista.enap.gov.br/index.php/RSP/article/view/66.

ARANHA, João Gilberto Torres. Plano de desenvolvimento institucional e gestão por competência: percepções de seus desafios por gestores de instituições federais de ensino. 2015.

Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal Fluminense, Niterói.

BATISTA, Fábio Ferreira. Modelo de Gestão do Conhecimento para a Administração Pública Brasileira: Como implementar a Gestão do Conhecimento para produzir resultados em benefício do cidadão. Rio de Janeiro: Ipea, 2012. 134 p.

BEM, Roberta Moraes; PRADO Maria Lourdes; DELFINO, Nelson. Desafios à implantação da gestão do conhecimento: a questão cultural nas organizações pública federais brasileiras. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação. 2013. Disponível em: http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1641.

BOTELHO, Cássia Regina Ossipe Martins. Gestão do Conhecimento para a melhoria da Gestão Pública: os caminhos da implantação da gestão do conhecimento na Câmara dos Deputados. In: CONGRESSO CONSAD DE GESTÃO PÚBLICA, 2., 2009. Disponível em: http://consad.org.br/evento/ii-congresso/.

BRESSER, L. C. P.. Burocracia pública na construção do Brasil. Versão de junho de 2008. Disponível em: .

CASTRO, Bruno. A evolução da administração pública. 2010. Disponível em: .

CEPELOVÁ, Anna; KOREÒOVÁ, Darina. Presumptions of the Process Management Application in Terms of Self-government in the Slovak Republic. Revista Administratie Si Management Public, Romania, v. 28, p.133-152, 2017.

CHIECHELSKI, P. C. S.. Avaliação de programas sociais: abordagens quantitativas e suas limitações. Textos & Contextos, 4(1), 1-12., 2005.

CICCIO, Claudio di; MARRELLA, Andrea; RUSSO, Alessandro. Knowledge-Intensive Processes: Characteristics, Requirements and Analysis of Contemporary Approaches. Journal On Data Semantics, [s.l.], v. 4, n. 1, p.29-57, 9 abr. 2014. Springer Science and Business Media LLC. http://dx.doi.org/10.1007/s13740-014-0038-4.

COUTO, Gilberto de Araújo Brandão et al. Systematic proposal for improving the fuel supply surveillance in Brazil: Application to a real case. Revista Gestão Inovação e Tecnologias, [s.l.], v. 8, n. 4, p.4588-4602, 15 dez. 2018. Associacao Academica de Propriedade Intelectual. http://dx.doi.org/10.7198/geintec.v8i4.1304.

DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito administrativo. 25 ed. São Paulo: Atlas, 2012.

FADUL, Élvia Mirian Cavalcanti; SILVA, Lindomar Pinto da. Retomando o debate sobre a Reforma do Estado e a Nova Administração Pública. In: ENCONTRO NACIONAL DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO - ANPAD, 2008, Rio de Janeiro/RJ.

FERRARI, Alessio et al. Improving the quality of business process descriptions of public administrations. Business Process Management Journal, [s.l.], v. 24, n. 1, p.49-66, 2 fev. 2018. Emerald. http://dx.doi.org/10.1108/bpmj-05-2016-0096.

FRESNEDA, Paulo Sérgio Vilches; GONÇALVES, Sonia Maria Goulart. A Experiência Brasileira na Formulação de uma Proposta de Política de Gestão do Conhecimento para a Administração Pública Federal. Câmara dos Deputados, Brasília, 2007. Disponível em: http://www.bibl.ita.br/PoliticaGC.pdf.

JACOBSEN, Alessandra de Linhares; MORETTO NETO, Luís. Teorias da administração II. Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração / UFSC; [Brasília]: CAPES, 2009. 170 p. Disponível em: < https://canal.cecierj.edu.br/012016/4efa83217ac00f6b1d722c96eb >.

JUÁREZ, Hernándesz José Luis; CERVANTES, Baltazar Pérez. La gestión del conocimiento como estratégia para la mejora continua em la Administración Publica Municipal. La experiencia del H Ayuntamiento de Novolato. Internacional Jounal of Good Conscience, v. 7, n. 3, p. 1-14. nov./2012. Disponível em: http://www.spentamexico.org/v7-n3/7(3)1-14.pdf.

LIMA, Tharcísio Pimentel. A importância da Eficiência e Eficácia na Gestão Pública. 2014. Disponível em: .

MEIRELLES, Hely Lopes. Direito administrativo brasileiro. 23 ed. atual. São Paulo: Malheiros, 1998.

MIRANDA, Lara Caxico Martins; KEMPFER, Marlene. Adminnistração pública gerencial brasileira e os desafios para prosseguir na sua implementação. Revista do Direito Público, [s.l.], v. 13, n. 3, p.130-152, 23 dez. 2018. Universidade Estadual de Londrina. http://dx.doi.org/10.5433/1980-511x.2018v13n3p130.

MULGAN, G.; ALBURY, D. Innovation in the Public Sector. London: Cabinet Office Strategy Unit, 2003. Disponível em: .

NONAKA, I., KONNO, N. The Concept of “Ba': Building Foundation for Knowledge Creation. California Management Review, 40, 3. Spring, 1998.

NONAKA, I.; TAKEUCHI, H. Criação de conhecimento na empresa. Tradução Ana Beatriz Rodrigues. 13. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 1997.

NOVOA, Viviana Duro. Approach to the Application of Business Process Management in the Cuban Public Administration. Gecontec: Revista Internacional de Gestión del Conocimiento y La Tecnología., Havana, v. 6, n. 1, p.59-67, 2018.

PAES DE PAULA, A. P. Por uma nova gestão pública: limites e potencialidades da experiência contemporânea. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2005.

PARDO, Sebastián; CORONEL, Juan Enrique; BERTONE, Rodolfo; THOMAS, Pablo. Gestión del Conocimiento: um enfoque aplicado em la Administración Pública. Argentina, 2013.

SANTOS, Vanessa dos; BASTOS, Rogério Cid, 2019. Avaliação da Maturidade da Gestão do Conhecimento na Administração Pública. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 9, n. 1, pp. 24-41, jan./abr. 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.21714/2236-417X2019v9n1p24.

STASTNA, L.; GREGOR, M. Local government efficiency: evidence from the Czech municipalities (IES Working Paper No. 14, 2011). Prague, Czech Republic: Charles University, 2011.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n8-263

Refbacks

  • There are currently no refbacks.