A presença da concordancia nominal na fala dos estudantes do municipio de Jitaúna - BA / The presence of nominal agreement in the speech of students from the municipality of Jitaúna - BA

Jefferson Manoel da Silva, Adriana Reis

Abstract


Este artigo baseia-se nos estudos da sociolinguística, tendo como principal alicerce os estudos Labovianos, também conhecido como a Teoria da Variação e Mudança Linguística. Seu objeto de estudo é a variação e mudança da língua no contexto social perpassando a comunidade de fala. O objetivo geral desta pesquisa é observar a variação linguística entre os estudantes do ensino médio, baseando na zona de moradia, a idade e o grau de formação, por meio de entrevista com os estudantes. Os objetivos específicos são: analisar a concordância da marcação dos sintagmas nominais; analisar marcação do plural na posição do sintagma nominal; analisar as contribuições das variantes para marcação do sintagma nominal. Foi realizada uma entrevista semiestruturada nos dias 27 e 28 de novembro de 2018, na cidade de Jitaúna, com os estudantes do ensino médio, do Colégio Estadual Gilda Ramos dos Santos por meio de entrevistas gravadas através de aparelhos celulares, foram obtidos resultados dos fatores linguísticos que a marcação do plural no sujeito foi de uso recorrente, quanto dos fatores extralinguísticos, e percebeu-se que a faixa etária influenciou no desvio de concordância.

 


Keywords


Sociolinguística; Estudantes; Fatores Linguísticos; Fatores Extralinguísticos.

References


ALKMIN, T. A. Sociolinguística: parte I. In: MUSSULIM, F.; BENTES, A. C. (Orgs.).

Introdução à linguística: domínios e fronteiras. São Paulo: Cortez, 2001. V. 1.

BECHARA, Evanildo. Gramática escolar da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna, 2006.

FIGUEROA, Ester. Sociolinguistic metalheory. Oxford: Pergamon, 1996.

LABOV, Willian. Padrões sociolinguísticos. Trad. De M. Bagno; M. M. P. Scherre; C. R. Cardoso. São Paulo: Parábola Editorial, 2008 [1972].

LABOV, William. Where does the linguistic variable stop? Sociolinguistic working papers.

Austin, Texas, n. 44, abril, 1978.

LABOV, William. Where does the linguistic variable stop? A Response to Beatriz Lavandeira. In: Sociolinguistic working Papers, 44. p. 43 – 88. 1978.

PERINI, Mario A. Gramática descritiva do português. São Paulo: Ática, Ed.4ª, 2002. SAUSSURE, F. Curso de linguística geral. São Paulo: Cultrix, 1995 [1916].

PAIVA, Maria da Conceição. A variável gênero/sexo. In: MOLLICA, Maria Cecília; BRAGA, Maria Luiza (orgs). Introdução à sociolinguística: o tratamento da variação. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2004. p. 33-42.

MONTEIRO, José Lemos, 1944. Para compreender Labov. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000.

TARALLO, Fernando. A pesquisa sociolinguística. São Paulo: Ática, 1990.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-509

Refbacks

  • There are currently no refbacks.