Avaliação da atividade antinflamatória do extrato etanólico de byrsonima sericea em edema de pata induzido por carragenina em camundongos / Evaluation of the anti-flammatory activity of the ethanolic extract of byrsonima sericea in carragenin-induced paw edema in mice

Lorena Taúsz Tavares Ramos, Patrícia de Araújo Rodrigues, Rutyleia Alves Soares, Maria Izabel Florindo Guedes

Abstract


As plantas medicinais se destacam como grandes fontes para o desenvolvimento de medicamentos. O gênero Byrsonima é conhecido pela utilização pelo emprego com fins medicinais. Foi obtida uma fração etanólica das folhas de Byrsonima sericea e a partir disto foi avaliada a atividade antiinflamatória através dos modelos edema de pata induzido pela carragenina, em diferentes concentrações. A atividade antiinflamatória da fração foi evidenciada pela redução do edema de pata. A concentração de 500 mg/Kg apresentou ação anti-inflamatória significante (p < 0,05) a partir dos primeiros 30 minutos e a concentração de 250 mg/Kg também apresentou ação anti-inflamatória significante a partir dos 60 minutos. Essa atividade anti-inflamatória pode ser atribuída aos flavonóides presentes na fração.


Keywords


Byrsonima sericea, Edema de pata, Plantas medicinais.

References


ALVES, L. F. O laboratório da Flora Medicinal: marco no estudo das plantas medicinais Brasileiras. Revistas Fitos, São Paulo, v. 1: p. 30 - 40. 2005.

ARCOLINE, T. Plantas Medicinais, saúde e cura pelas plantas. Fitoterapia. São Paulo: On Line, n. 1, p. 34, 2003.

BATISTA, E. K. F. et al. Atividades antinociceptiva e antiinflamatória do extrato etanólico de Luehea divaricata. Revista Brasileira de Plantas Medicinais. Campinas. v. 18, n. 2, p. 433-441, 2016.

BECHARA, G. H.; SZABÓ, M. P. J. Processo Inflamatório. 1. Alterações Vasculares e Mediação Química. 2006. Disponível em: < http://www.fcav.unesp.br/Home/departamentos/patologia/GERVASIOHENRIQUEBECHARA/inflam_aspectosvasculares2006.pdf>. Acesso em: 27 jul. 2018.

CARVALHO, A.M.R. Estudo da atividade antinociceptiva e antiinflamatória da riparina II (o-metil-n-2-hidroxibenzoil tiramina) em modelos experimentais. 2011. 90 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza.

CASTRO, R.A. Avaliação do Potencial Analgésico e Anti-inflamatório do Composto Pirazólico 1,5-difenil-3-hidrazinopirazol (a) – DHP. Seropédica. Originalmente apresentada como dissertação de mestrado. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, 2011.

CRUVINEL, W.M. et al. Sistema Imunitário – Parte I- hresposta inflamatória. Rev Bras Reumatol, v.50, n.4, 2010.

FUCHS, F.D.; WANNMACHER, L. Farmacologia clínica: Fundamentos da terapêutica racional. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010.

HAVSTEEN, B.H. The biochemistry and medical significance of the flavonoids. Pharmacology & Therapeutics, v. 96, p. 67-202, 2002.

KUMAR, V. et al. Patologia básica. Rio de Janeiro: Editora Elvesier, 2013.

KUMARI, K.D.K.P. et al. Anti-inflammatory activity of dried flower extracts of Aegle

marmelos in Wistar rats. Journal Ethnopharmacol., v. 151, p. 1202–1208, 2014.

MABBERLEY, D. J. The Plant-Book. A portable dictionary of the higher plants. Cambridge University Press. 4° ed. New York, p.520, 1993.

MENDES, C.C.; CRUZ, F.G.; DAVID, J.M.; NASCIMENTO, I.P.; DAVID, J.P.; Triterpenes esterified with fatty acid and triterpene acids isolated from Byrsonima microphylla. Química Nova, v.22, p.185-188, 1999.

O’BYRNE, D. J. et al. Comparison of the antioxidant effects of Concord grape juice flavonoids α-tocopherol on markers of oxidative stress in healthy adults. American Journal of Clinical Nutrition, v. 76, n. 6, p. 1367-1374, 2002.

PINHEIRO, R.M.; WANNMACHER, L. Uso Racional de Anti-inflamatórios Não

Esteroides. Brasília: Ministério da Saúde: Editora MS, 2010.

PIRES, P.A. Potencial Analgésico, Anti-edematogênico, Antipirético e Atividade Ulcerogênica de Fármacos Anti-inflamatórios em Roedores. Seropédica. Originalmente apresentada como dissertação de mestrado. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, 2009.

UENO, A. et al. Intrinsic prostacyclin contributes to exudation induced by bradykinin or carrageenin: a study on the paw edema induced in ip-receptor-deficient mice. Life Science, v. 66, n. 12, p.155-160, 2000.

XU, Q. et al. Anti-inflammatory and analgesic activity of aqueous extract of Flos populi. Journal Ethnopharmacol., v. 152, p. 540–545, 2014.

ZHAN, J.; ZHOU, P.A. Simplified method to evaluate the acute toxicity of ricin and ricius agglutinin. Toxicology, v. 186, p. 119-123, 2003.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-499

Refbacks

  • There are currently no refbacks.