A interferência da experiência profissional na prática dos docentes dos cursos de fisioterapia: revisão integrativa da literatura / The interference of professional experience in the practice of teachers in physiotherapy courses: integrative literature review

Paula Almeida Pinto Coelho, Matilde Meire Miranda Cadete

Abstract


Objetivo: analisar as evidências apresentadas na literatura cientifica a respeito da prática docente no exercício didático dos docentes do curso de Fisioterapia. Métodos: revisão integrativa de literatura por meio da busca de publicações nos periódicos indexados nas bases de dados SciELO, MEDLINE e LILACS. Resultados: a amostra final foi limitada a nove artigos dos quais 33% foram publicados em 2015, 12% em 2016, 33% em 2017 e 22% em 2018. Em relação ao tipo de metodologia, a mais utilizada foi a qualitativa, totalizando 77,7%, e o restante dos 22,3% foi um estudo experimental e uma pesquisa-ação. O principal idioma de divulgação foi o inglês (55,5%). Dos estudos selecionados, seis discorreram sobre a prática clínica do fisioterapeuta e a evidenciaram como essencial para a formação do raciocínio clínico; dois artigos referiram a importância da prática docente dos professores dos cursos da saúde; e somente dois dos nove artigos fizeram correlação entre a prática profissional e a prática docente. Conclusão: os resultados evidenciaram acentuada lacuna acerca dessa temática e, apesar dessa escassez, foi possível apreender que a experiência profissional impacta no processo ensino-aprendizagem. São necessários mais estudos sobre essa temática, uma vez ser fundamental ter habilidades práticas para que o conhecimento, dinâmico e reconstrutivo, alimente a prática e esta o retroalimente a fim de que a formação do graduando em fisioterapia também se embase em competência técnica, humana e ética.  

 

 


Keywords


Docência. Fisioterapia. Experiência Profissional. Desenvolvimento Local.

References


AMATUZZI, M.M. Experiência: um termo-chave para a Psicologia. Memorandum, v. 13, p. 08¬- 15, 2007.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70 - Brasil, 2010.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução CNE/CES nº 4 de 19 fev. 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Fisioterapia. CNE. Resolução CNE/CES 4/2002. Diário Oficial da União, Brasília, seção 1, p. 11, 4 mar. 2002.

BRASIL. Presidência da Republica. Casa Civil. Decreto Lei nº 938, de 13 de outubro de 1969. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto lei/1965 1988/Del0938. htm. Acesso em: 29 mar. 2020.

BUARQUE, S.C. Construindo o desenvolvimento local sustentável: metodologia de planejamento. 4. ed., Rio de Janeiro: Garamond, 2008.

CACHONI, L.F. et al. O uso de filme didático como recurso no ensino-aprendizagem da técnica de massagem miofascial. Fisioter Pesq, São Paulo, v. 25, n. 4, p. 410-417, dez. 2018.

CEOLIN, S. et al. Bases teóricas de pensamento crítico na Enfermagem ibero-americana: revisão integrativa da literatura. Texto Contexto - Enferm, Florianópolis, v. 26, n. 4, e3830016, 2017.

COLIN, E.C.S.; PELICIONI, M.C.F. Territorialidade, desenvolvimento local e promoção da saúde: estudo de caso em uma vila histórica de Santo André, São Paulo. Saúde Soc, São Paulo, v. 27, n. 4, p. 1246-1260, out. 2018

CROSSETTI, M.G.O. et al. Estratégias de ensino das habilidades do pensamento crítico na enfermagem. Rev Gaúcha Enferm (Online), Porto Alegre, v. 30, n. 4, p. 732-741, dez. 2009.

ENGEL, E.P.J; VOLPATO, G. Profissional liberal na universidade: a constituição do saber docente no início de carreira. Rev Ens Educa Ciênc Hum, Londrina, v. 17, n. 3, p. 266-275, 2016.

FERREIRA, A.B.H. Novo Aurélio Século XXI: o dicionário da língua portuguesa. 8. ed., totalmente rev. e ampl. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2014.

FREITAS, D.A. et al. Saberes docentes sobre processo ensino-aprendizagem e sua importância para a formação profissional em saúde. Comunic Saúde Educ. v. 20, n. 57, p. 473-448, 2016.

GASTALD, A.B. et al. Concepções sobre educação em saúde de professores e estudantes de enfermagem à luz do pensamento complexo. Brazilian Journal of Development. v. 6, n. 1, p. 3906-3927, 2020.

GAUER, A.P.M.; FERRETTI, F.; TEO, C.R.P.A. Professional training in physiotherapy: barriers to the diversification of practical learning scenarios and for teaching-service integration. Fisioter Mov, Curitiba, v. 31, e003128, 2018.

HOLDSWORTH, C.; SKINNER, E.H.; DELANY, C.M. Using simulation pedagogy to teach clinical education skills: A randomized trial. Physiotherapy Theory Pract, v. 32, n. 4, p. 284-295, 2016.

KENYON, L.K. et al. Innovation in pediatric clinical education: Application of the essential competencies. Pediatric Physical Therapy, v. 27, n. 2, 2015.

KNOX, G.M.; SNODGRASS, S.J.; RIVETT, D.A. Physiotherapy clinical educators’ perceptions and experiences of clinical prediction rules. Physiotherapy, v. 101, p. 364-672. 2015.

LO, K. et al. Physiotherapy clinical educators’ perceptions of student fitness to practise. BMC Medical Education, v. 17, n. 16, 2017.

MARTINS, E.S. A etimologia de alguns vocábulos referentes à educação. Olhares & TrilhaS, Uberlândia, ano VI, n. 6, p. 31-36, 2005.

MARTINS, S.R.O. Desenvolvimento local: questões conceituais e metodológicas – Interações: Revista Internacional de Desenvolvimento Local, v. 3, n. 5, p. 51-59, set. 2002.

MENDES, K.D.S.; SILVEIRA, R.C.C.P.; GALVÃO, C.M. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto contexto - Enferm, Florianópolis, v. 17, n. 4, p. 758-764, dez. 2008.

MOLINA, A.A.; MIOTTO, L.B. Currículo de enfermagem: competências e habilidades para formação de docentes. CuidArte Enfermagem, Riberão Preto, v. 3, n. 1, p. 79-87, 2009.

MOROSINI, M. Professor do ensino superior: identidade, docência e formação. Brasília: Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, 2000.

PIPITONE, M.A.P.; KOMADA, K.M.A. O desenvolvimento profissional docente no Ensino Superior: um estudo de caso. EccoS Rev Científica, São Paulo, n. 42, p. 177-187, jan-abr. 2017.

PIVETTA, H.M.F. et al. Percalços na docência universitária nas Ciências da Saúde. Educ Real, v. 44, n. 1, e75639, 2019.

ROSA, R.S.; GOMES, P.D.; ROSA, G.C. A concepção de desenvolvimento local na trajetória de uma organização social do terceiro setor no município de São Leopoldo, RS. Interações, Campo Grande, v. 16, n. 1, p. 87-96, jun. 2015.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. Campinas: Autores Associados, 2011.

SOUZA, L.F. et al. Docência no ensino superior na área de saúde: estudo preliminar. Nativa, v.7, n. 1, p. 50-67, 2018.

THERRIEN, J.; DIAS, A.M.I.; LEITINHO, M.C. Docência universitária. Aberto Bras, v. 29, n. 97, p. 21-32, set-dez, 2016.

TREVISO, P.; COSTA, B.E.P. Percepção de profissionais da área da saúde sobre a formação em sua atividade docente. Texto Contexto – Enf, v.16, n. 1, 2017.

TREVISO, P. Percepção de profissionais da área da saúde sobre a formação, atuação e satisfação em sua atividade docente. Porto Alegre, 2015. 224 fls. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2015.

VAUGHAN-GRAHAM, J.; DIP, C.C. Phronesis: pratical wisdom the role of professional practice knowledge in the clinical reasoning of Bobath instructors. J Evaluat Clin Pract, v. 23, p .935-948, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-458

Refbacks

  • There are currently no refbacks.