Breve panorama a respeito do romance-folhetim na França e no Brasil / Brief overview on serial in France and Brazil

Larissa Ferreira Rachel Ortigoza, Altamir Botoso

Abstract


Quando adentramos o âmbito literário, principalmente no que tange à prosa, é válido ressaltar a importância do romance-folhetim. Trata-se de um gênero bastante popular e que em boa medida viabilizou a democratização da literatura no mundo ocidental, sobretudo no Brasil. Sua trajetória originou-se nos jornais franceses e, por tal razão, está atrelada aos meios de comunicação, isto é, publicado em jornais e revistas nos séculos XIX e XX. Esse gênero tem presença marcada até os dias atuais, podendo ser entendido como precursor do que seriam, hoje, as telenovelas e séries televisivas, portando como aspecto fundamental a periodicidade com que é revelado o desenrolar dos acontecimentos, isto é, a história não é entregue em sua totalidade ao leitor como em outros tipos ou gêneros romanescos e sim divididas em capítulos de forma que o leitor vá conhecendo a obra progressivamente. Diante disso, é relevante considerar que foi fundamental a parceria entre o jornalismo e a literatura como agentes impulsionadores do romance-folhetim, pois ambos tinham um objeto em comum: a palavra escrita.  Outro aspecto interessante é a relação dos seguimentos sociais como proletariado e burguesia com o gênero em estudo e o romance-folhetim como nicho mercadológico para a literatura. São também abordadas nesse artigo as fases do romance-folhetim francês e como ele se aclimatou em terras brasileiras nos séculos XIX e XX.

 

 


Keywords


Romance-folhetim, Literatura francesa, Literatura brasileira, Gênero literário.

References


FERRARO, Alceu Ravanello e KREIDLOW, Daniel. Analfabetismo no Brasil: configuração e gênese das desigualdades regionais. Revista Educação e Realidade da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, Rio Grande do Sul, v. 29, n.2 (2004).

HAICKEL, M. P. Folhetim: um fenômeno literário. Série Estudos Literários – Letras. 1. ed. Joinville: Clube de Autores, 2013.

HOHLFELDT, Antonio. Deus escreve direito por linhas tortas: o romance-folhetim dos jornais de Porto Alegre entre 1850 e 1990. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. II. O Brasil monárquico: do Império à República. 5. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1997.

MEYER, Merlyse. Folhetim: uma história. São Paulo: Companhia das letras, 1996.

NADAF, Yasmin Jamil. O romance-folhetim francês no Brasil: um percurso histórico. Revista do programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal de Santa Maria, Letras, Santa Maria, v. 19, n. 2, p. 119-138, jul./dez. 2009.

ZECHLINSKI, Beatriz Polidori. Histórias de amor para mulheres: Uma análise de folhetins de Nelson Rodrigues da década de 1940, p. 1-29. Disponível em: Acesso em: 15 de jun. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-455

Refbacks

  • There are currently no refbacks.