A representação social do gestor sobre o processo de internacionalização de PMEs brasileiras da área de TI / The Social Representation of the manager about the internationalization process of Brazilian SMEs in the IT sector

Evanilde Rodrigues da Conceição, Ana Paula Bernardi da Silva, Rodrigo Pires de Campos

Abstract


A dinâmica de inserção de pequenas e médias empresas (PMEs) no mercado internacional apresenta singularidades ainda pouco exploradas no campo da percepção do gestor. Desse modo, torna-se importante entender a visão internacional e a influência que este exerce sobre as decisões no processo de internacionalização. O presente estudo objetivou relatar e analisar a percepção dos gestores de empresas de Tecnologia da Informação (TI) sobre o processo de internacionalização. Foi escolhida como ferramenta metodológica a Teoria de Núcleo Central (TNC), de Jean Claude Abric, a fim de, elencar por meio dos núcleos centrais, a preponderância sobre o tema no discurso de gestores de PMEs da área de TI associadas a Softex. Para levantar os dados foi utilizado o Teste de Evocação de Palavras com a ferramenta OpenEvoc, por impulsos direcionados aos gestores. Foi perceptível que o lucro, os investimentos, o conhecimento e a experiência são fatores de elevada importância, e demonstrados pela frequência de evocação, como podem influenciar diretamente no sucesso da internacionalização de uma empresa. Os elementos periféricos, representados pelas palavras competitividade e flexibilidade são frequentes, porém podem se modificar a depender do tamanho da empresa, seu contexto atual e suas características específicas. Os resultados também contribuem com a escassez de dados e análises deste contexto brasileiro.

 

 


Keywords


Gestores, Representação Social, Teoria do Núcleo Central, Internacionalização, PME.

References


SANT’ANNA, Hugo Cristo. OpenEvoc: Um programa de apoio à pesquisa em Representações Sociais. Revista Psicologia Social: Desafios Contemporâneos, p. 94-103, 2012.

ABRIC. A abordagem estrutural das representações sociais: desenvolvimentos recentes. In: CAMPOS, P. H. F.; LOUREIRO, M. C. S. (Org.). Representações sociais e práticas educativas. Goiânia: Ed. da UCG, p. 37-57, 2003.

BUENO, J. M.; DOMINGUES, C. R. Estratégias de internacionalização de empresas emergentes: Um estudo comparativo de casos brasileiros. Revista Future, [s.l.], v. 3, n. 2, p. 59-87, 2011.

HSIEH, L.; CRIANÇA, J.; NAROOZ, R.; ELBANNA, S.; KARMOWSKA, J.; MARINOVA, S.; PUTHUSSERRY, P.; TSAI, T.; ZANG, Y. Uma perspectiva multidimensional da velocidade de internacionalização das PME: a influência das características empreendedoras. International Business Review, v. 28, n. 2, p. 268-283, 2019.

SOFTEX. Projeto Brasil IT+: Softex e Apex-Brasil promovendo a internacionalização das empresas brasileiras de TI. Disponível em: Acesso em: 26 ago. 2019.

BAI, W.; JOHANSON, M.; MARTÍN, O. M. Conhecimento e internacionalização de empresas empreendedoras retornadas. International Business Review, v. 26, n. 4, p.652-665, 2017.

BIANCHI, C.; CARNEIRO, J.; WICKRAMASEKERA, R. Compromisso de internacionalização das empresas de mercados emergentes: um estudo comparativo do Chile e do Brasil. Journal Of Small Business And Enterprise Development, v. 25, n. 2, p. 201-221, 2018.

ARRUDA, A. Teoria das representações sociais e teorias de gênero. Cadernos de Pesquisa, n. 117, p.127-147, nov. 2002.

CAHEN, F. R.; LAHIRI, S.; BORINI, F. M. Percepções gerenciais das barreiras à internacionalização: um exame das novas empresas de tecnologia do Brasil. Jornal de Pesquisa empresarial,v. 69, n. 6, p.1973-1979, 2016.

CRUZ, M. C. B. A Tomada de decisão dos empreendedores na Internacionalização - Proposições para PME da região de Leiria. Dissertação (Mestrado em Negócios Internacionais) - Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria, Leiria, 71 f., 2015.

CUNHA, C.; NEHME, C.; CAMPOS, R. Dimensões do Conhecimento na Internacionalização de Empresas: Estudos de Micro e Pequenas Empresas do Segmento do Vestuário do Distrito Federal. Brasília: Novas Edições Acadêmicas, 117 p., 2015.

COELHO, D. B.; OLIVEIRA JR, M. M. A internacionalização de empresas na agenda governamental contemporânea de desenvolvimento: reflexões críticas e analíticas para os negócios internacionais. Cadernos Ebape.br, v. 14, p. 527-550, 2016.

COSTA, L. F. L. G. et al. Escolas teóricas do processo de internacionalização: uma visão epistemológica. Cadernos Ebape.br, v. 15, n. 4, p. 960-973, 2017.

COSTA, E.; SOARES, A. L.; SOUSA, J. P. Gestão da informação, do conhecimento e da colaboração na internacionalização das PME: Uma revisão sistemática da literatura. Revista Internacional de Gestão da Informação, v. 36, n. 4, p. 557-569, 2016.

DENICOLAI, S.; HAGEN, B.; PISONI, A. Ser internacional ou ser inovador? Ser os dois? O papel do perfil empreendedor. Jornal de Empreendedorismo Internacional, v. 13, n. 4, p. 390-417, 2015.

DIB, L. A.; ROCHA, A.; SILVA, J. F. O processo de internacionalização das empresas brasileiras de software e o fenômeno global nascido: examinando variáveis de empresa, rede e empreendedoras. Jornal de Empreendedorismo Internacional, v. 8, n. 3, p. 233-253, 2010.

GALDINO, C. B. Competências organizacionais e internacionalização de empresas: um ensaio teórico. Revista INTERFACE, v. 13, n. 2, p. 21-31, 2016.

JOIA, L.; Melão, M. A representação social do sucesso em projetos de TI. International Journal of Managing Projects in Business, 2019.

KARAMI, M.; TANG, J. Orientação Empresarial e desempenho internacional das PME: O papel mediador da capacidade de networking e da aprendizagem experiencial. Jornal Internacional de Pequenas Empresas: Researching Entrepreneurship, v. 37, n. 2, p. 105-124, 2019.

KHAUAJA, D. M. R.; TOLEDO, G. L. O processo de internacionalização de empresas brasileiras: Estudo com franqueadoras. Internext – Revista Eletrônica de Negócios Internacionais, v. 6, n. 1, p. 42-62, 2011.

KRAUS, P. G. O processo de internacionalização das empresas: o caso brasileiro. Revista de Negócios, Blumenau, v. 11, n. 2, p. 25-47, 2006.

LANGSETH, H.; O'DWYER, M.; ARPA, C. Forças que influenciam a velocidade da internacionalização. Journal of Small Business and Enterprise Development, v. 23 n. 1, p. 122-148, 2016.

LEVY, B, P.; MOTA, M. C.; WERMELINGER, M. B. O Uso de Networks no Processo de Internacionalização: Aplicação a Pequenas e Médias Empresas. In: ENCONTRO DA ANPAD, 33, São Paulo, 2009. Anais... São Paulo: EnANPAD, 2009. Disponível em: . Acesso em 20 de fev. 2020.

MACHADO, L. B.; ANICETO, R. A. Núcleo central e periferia das representações sociais de ciclos de aprendizagem entre professores. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, v. 18, n. 67, p. 345-363, 2010.

MORAIS, F.; FERREIRA, J. J. Processo de internacionalização das SME: Principais questões e contribuições, lacunas existentes e a futura agenda de pesquisa. European Management Journal, p. 224-235, 2019.

PROZCZINSKI, D.; STEINBRUCH, A. M. Os obstáculos à internacionalização de empresas inovadoras e o papel dos Ambientes de Inovação no Brasil. Anais do XXIV Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas, p. 22-26, 2014.

TEODORO, A. N.; PRZEYBILOVICZ, E.; CUNHA, M. A. Governança de tecnologia da informação: uma investigação sobre a representação do conceito. Revista de Administração, v. 49, n. 2, p. 307-321, 2014.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-454

Refbacks

  • There are currently no refbacks.