Retalho subdérmico de prega inguinal para reparo de defeito cutâneo após nodulectomia em cadela – relato de caso / Subdermal flag of inguinal nail for cutaneous defect repair after nodulectomy in bitch - case report

Andressa Vaz Martins, Leuton Scharles Bonfim, Andréia Vitor Couto do Amaral

Abstract


As cirurgias oncológicas têm sido os principais tipos de procedimentos que requerem associações com cirurgias reconstrutivas, visto que a exérese tecidual ampla, compreendendo o tumor com margens livres de células neoplásicas, exigem técnicas de reconstrução para o fechamento satisfatório das feridas, e que podem incluir o uso de enxertos ou de retalhos cutâneos, de incisões de relaxamento ou de suturas que permitem o alívio de tensões. O objetivo deste relato foi demonstrar o uso de retalho subdérmico da prega inguinal após noduloectomia em região lateral a cadeia mamária esquerda, em uma cadela. O emprego desta técnica demonstrou-se eficaz, uma vez que permitiu o fechamento primário do dano provocado pela nodulectomia relatada pelo caso em questão.

 

 


Keywords


irurgia reconstrutiva, cirurgia oncológica, padrão subdérmico, nodulectomia, região inguinal.

References


FOSSUM, T.W. Cirurgia de pequenos animais. 4 ed. Rio de Janeiro, Elsevier, 2014.

PARGANA, A.M.. Técnicas reconstrutivas em cirurgia oncológica de canídeos e felídeos. Dissertação (Mestrado). Curso de Medicina Veterinária, Universidade Técnica de Lisboa, Lisboa, Portugal, 2009.

SAKUMA, C.H.; MATERA, J.M.; VALENTE, N.S. Estudo clínico sobre aplicação do retalho cutâneo pediculado em cirurgia oncológica no cão. Brazilian Journal Of Veterinary Research And Animal Science, São Paulo, p. 32-37,2003.

SCHEFFER J.P., ATALLAH F.A., GOMES C., ESTUPAÑAN O.F.T., SILVA S.J.Q., SILVA T.I.R., VALE D.F, OLIVEIRA A.L.A. Cirurgia reconstrutiva no tratamento de feridas traumáticas em pequenos animais. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, 35 (Supl. 1), p.70-78, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-418

Refbacks

  • There are currently no refbacks.