O lazer de praticantes de basquete em cadeira de rodas / The leisure of whellchair basketball players

Gabriela Cardoso Machado, Haryelle Antônia Menezes do Espírito Santo, Anna Carolina Souza de Oliveira, Guilherme Henrique Anastácio Torres, Flórence Rosana Faganello Gemente, Ana Paula Salles da Silva

Abstract


Esta pesquisa teve como objetivo identificar os conteúdos culturais de lazer físico-esportivo e virtual acerca das práticas corporais de pessoas com deficiência praticantes de Basquete em Cadeira de Rodas. Trata-se de uma pesquisa exploratória realizada com treze pessoas a partir da aplicação de questionários. Os resultados expressam a falta de formação escolar para o lazer, a escassez de oferta de práticas de lazer físico-esportivas e conexão entre os interesses de lazer físico-esportivos e virtuais.


Keywords


lazer, pessoas com deficiência, basquete em cadeira de rodas, educação física, escola.

References


BLASCOVI-ASSIS, S. M. Lazer e deficiência mental o papel da família e da escola em uma proposta de educação pelo e para o lazer. 173f. 1995. Tese (Doutorado em Educação Física) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas/SP, 1995.

BRAGA, K. S. Aspectos relevantes para a seleção de metodologias adequada à pesquisa social em Ciência da Informação. In: MUELLER, S. P. M (Org.). Métodos para a pesquisa em Ciência da Informação. Brasília: Thesaurus, 2007.

BULLLOCK, C. C.; MAHON, M. J. Introduction to Recreation Services for People with Disabilities: A Person-Centered Approach. 4ª ed. Sagamore Publishing, 2017.

CAMARGO, L. O. L. Educação para o lazer. São Paulo: Moderna, 1998.

DATTILO, J. P. Inclusive Leisure and Individuals With Intellectual Disabtility. In: Inclusion. Vol. 1, No. 1, 2013. p.78-88.

DUMAZEDIER, J. Valores e conteúdos culturais do lazer. São Paulo: SESC, 1980.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 2010.

GREGUOL, M. Atividades físicas e esportivas e pessoas com deficiência. Relatório Nacional de Desenvolvimento Humano do Brasil: PNUD, 2017.

LORD, E.; PATTERSON, I. The Benefits of Physically Active Leisure for People with Disabilities: An Australian perpective. In: Annals of Leisure Research. 2008.

MARCELLINO, N. C. Lazer e Educação. Campinas: Papirus, 1987.

MARCELLINO, N.C. Lazer e humanização. Campinas: Papirus, 2000.

ROLIM, L. C. Educação e lazer, a aprendizagem permanente. São Paulo: Ática, 1989.

SASSAKI, R. K. Inclusão: acessibilidade no lazer, trabalho e educação. Revista Nacional de Reabilitação (Reação), São Paulo, Ano XII, mar./abr. 2009, p. 10-16.

SCHWARTZ, G. M. O conteúdo virtual do lazer: Contemporizando Dumazedier. Licere, 6(2), 2003, p. 23-31.

SILVA, A. P. S.; SILVA, A. M. Jogos eletrônicos de movimento: esporte ou simulação na percepção de jovens? Motrivivência, Florianópolis/SC, v. 29, n. 52, p. 157-172, setembro/2017.

STEBBINS, R. A. Serious Leisure: a perspective for our time. New Jersey: Transaction Publishers, 2007. 156f.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-413

Refbacks

  • There are currently no refbacks.