A significação do conceito de regra de três na educação de jovens e adultos em uma prática proposta por licenciandos / The meaning of the three rule concept in the education of youth and adults in a practice proposed by licenses

Ana Júlia Koling, Cláudia Maria Costa Nunes, Eduarda Gabrieli Cardoso, Mariele Josiane Fuchs

Abstract


O presente artigo traz a descrição de uma prática de ensino desenvolvida por acadêmicas do Curso de Licenciatura em Matemática em uma Escola da Rede Estadual de Ensino do município de Santa Rosa/RS. A elaboração dessa proposta de ensino emergiu da integração de estudos realizados nos componentes de “Educação de Jovens e Adultos e Educação Profissional”, “Metodologias do Ensino de Matemática II” e “Prática de Ensino de Matemática V”, com o propósito de intervenção docente em uma turma da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Para tanto foi delimitada uma turma da EJA totalidade 5 e o conteúdo matemático selecionado foi a Regra de Três Simples, sendo este explorado a partir da proposição de uma Gincana envolvendo situações problema do cotidiano dos educandos, para assim perceberem sua aplicabilidade e atribuírem significado ao conceito abordado. Embasada nas metodologias expositiva e dialogada e trabalho em grupo aliado a materiais didáticos, a Gincana constituiu-se de cinco estações em que eram apresentadas problematizações diferentes relacionadas ao cotidiano, juntamente com situações práticas a serem resolvidas utilizando o conceito matemático em foco. Mediante a prática realizada nessa modalidade de ensino, evidenciou-se a importância de aproveitar ao máximo a experiência de vida dos alunos no trabalho em sala de aula a partir da experimentação e busca de soluções para situações problema relacionadas ao seu meio social. Bem como, a relevância de que o processo de aprendizagem da Matemática ocorra de maneira significativa a partir de dados informativos, diferentes representações, análises e interpretações de situações reais.

Keywords


Educação Matemática, Metodologias, EJA, Formação inicial de professores.

References


ANASTASIOU, Lea das Graças Camargos; ALVES, Leonir Pessate. Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para as estratégias de trabalho em aula. Joinville, SC: Univille, 2009.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. LDB - Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991.

LIMA, Ana Maria F. Dias; SANTOS, Josseane Araújo da Silva; PÓVOA, Lilian Gama da Silva; PINHO, Maria José de. Identidade docente: Da subjetividade à complexidade. Curitiba. Brazilian Journal of Develop, n. 6, p.33078-33092, 2020.

ROSITO, Berenice Alvares. O ensino de Ciências e a experimentação. In: MORAES, Roque (Org.). Construtivismo e ensino de ciências: Reflexões epistemológicas e metodológicas. 3. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008. p.195-208.

SILVA, Roberto Ribeiro; MACHADO, Patrícia Fernandes Lootens. Experimentação no ensino médio de química: a necessária busca da consciência ético-ambiental no uso e descarte de produtos químicos – um estudo de caso. Ciência & Educação. Bauru (SP), v. 14, n. 2, 2008, p. 233-249. Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-406

Refbacks

  • There are currently no refbacks.