Mecânica da fratura aplicada em juntas soldadas do aço astm A672 GR B em tubulações de processo / Fracture mechanics applied to welded joints in astm A672 GR B steel in process pipes

Enderson da Mota Saint’ Clair, Mauro Carlos Lopes Souza, Bruno Reis Cardoso, Vladimir Ivanovitch Monine, Carlos Alberto Martins Ferreira, Neyda de la Caridad Om Tapanes

Abstract


Este trabalho avaliou a geração de trincas internas em juntas soldadas em tubulações industriais de aço ASTM A672 grau B. Nessa abordagem foi utilizado o Diagrama de Falhas – FAD, que avaliou descontinuidades planares da estrutura da solda através de ensaios não destrutivos. Foram estudados parâmetros envolvendo mecânica da fratura e os efeitos micro estruturais que contribuem para a avaliação da integridade estrutural. As amostras foram obtidas do Sistema de Flare Geral da Unidade de Hidrotratamento de Diesel localizada no Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro – COMPERJ. Os resultados mostraram que, em juntas soldadas, novos critérios podem ser inseridos na avaliação de defeitos em relação às propriedades mecânicas do material. Após analisar as tensões por difração de raios X, foi possível se avaliar as condições de operação da tubulação, posição, geometria da trinca e as tensões atuantes que contribuem para a análise de peças que seriam reprovadas em testes. Os resultados mostraram também que as tensões geradas sempre relacionam as condições operacionais na linha, envolvendo pressão e temperatura, resultou em posicionamento no diagrama de falhas, em regiões seguras que demonstraram a inexistência de probabilidade de falha do material.

 

 


Keywords


Metalurgia da Soldagem, Integridade Estrutural, Mecânica da Fratura.

References


AMERICAN PETROLEUM INSTITUTE, Fitness-for-service: Recommended Practice API- 579.1ª Ed, New York: ASTM 2001.

AMERICAN PETROLEUM INSTITUTE. Specification for line pipe. Washington, 2004. (API Specification 5L)

AMERICAN SOCIETY OF MECHANICAL ENGINEERS. Vasos de pressão, Seção VIII – Divisão II. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Petróleo, 1983.

ANDERSON, T. L., Fracture Mechanics, Fundamentals and Applications [S. I.]: Ed. CRC Press, Boca Raton, Fl. USA, 1991.

ASM. Metals Handbook. Vol. 11. Failures Analysis and Prevision. 9ª Ed. USA: ASM, 1986.

BASTIAN, F. L, CAMINHA, H. M., MORAIS, M., Mecânica da Fratura, Apostila do PEMM/COPPE/UFRJ, 1989.

BOHORQUEZ, C. E. N., BUSCHINELLI, A. J. A., Previsão da Dureza Máxima na Zona Afetada pelo Calor. In: Anais do ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DA SOLDAGEM, São Paulo, 1989,

BS 7910 -Guide on methods for assessing the acceptability of flaws in metal structures. British Standards Institution, London, 1999.

CALLISTER, J. R., Materials Science and Engineering - An Introduction, 5st Edition, John Wiley & Sons, 2000.

CULLITY, B. D., Elements of X-Ray Diffraction, 2nd Edition, Addison Wesley, 1978.

FARIAS, I. P., QUITES, A. M., Fatores que Influenciam a Microestrutura e as Propriedades Mecânicas do Metal de Solda do Aço C-Mn e Baixa Liga. In: Latin American Regional Welding Congress, 1992, Rio de janeiro. Anais: Associação Brasileira de Soldagem, abril de 1992. P 371-386.

GONÇALVES, M.P.; BASTOS, J.S.; FERREIRA, C.A.M.; DIAS, J.S. Study of the effect of pre and post-heating on the waste joint of sar 80T steel by submerged arc welding process. Brazilian Journal of Development, v. 6, n.6, 2020, 38058-38077.

IRWIN, G. R., Plastic Zone Near a Crack and Fracture Toughness. In: Sagamore Research Conference Proceedings, Vol. 4, 1961.

JÚNIOR, E.H. Investigação Experimental do comportamento dúctil de aços API-X70 e aplicação de curvas de resistência J-Δa para previsão de colapso em dutos. Tese apresentada à Escola Politécnica da Universidade de São Paulo para a obtenção do Título de Doutor em Engenharia. São Paulo, 2004.

LARGURA JR., L. C. Projeto de estruturas soldadas: ISES: SENAI-RJ. Rio de Janeiro:[s.n., s.d.].

MACHADO, I. G., Condução de Calor na Soldagem – Fundamentos e Aplicações, 1ª. Edição, Porto Alegre, 2000.

MARQUES, V. P., MODENESI, P. J., BRACARENSE, A. Q., Soldagem – Fundamentos e Tecnologia, 5ª. Edição, Editora UFMG, 2005.

MODENESI, P. J., Introdução à Física do Arco Elétrico na Soldagem, 1ª. Edição, Editora UFMG, 2002,

MONINE, V. I., TEODOSIO, J. R., GUROVA, T. A., Study and service control of stress state of high-strength steel cables used in prestressed concrete structures. Advances in X-Ray Analysis, Newtown Sq., Pennsylvania, USA, v. 44, pp. 195-200, 2001.

RICE, J. R., PARIS, P. C., MERKELE, J. G., Some Further Results of J-Integral Analysis and Estimates Progress in Flaw Growth and Fracture Testing, ASTM STP 536, Philadelfia, Pa., V. 1, p 231-245, 1973.

SAINT’ CLAIR, E. M., Mecânica da Fratura Aplicada em Tubulação de Processo, Dissertação de MSc. Apresentada ao Mestrado em Ciência e Tecnologia de Materiais da UEZO, defendida em 2014.

SHIH, C. F., “Relationship between the J-integral and the Crack Opening Displacement for Stationary and Extending Cracks [S. I.]: “Journal of the Mechanics and Physics of Solids, Vol. 29.

TAPANES, N.C.O; SANTOS, A.A.; SANTANA, A.I.C.; SILVA, N.C.; GAIDZINSKI, R.; PEREZ, R. S. Anticorrosive for the use of microalloyed steel in contact with high sulfur diesel in maritime vessels. Brazilian Journal of Development, v. 6, n.6, 2020, 36929-36949.

VAN VLACK, L. H., Elements of Materials Science, 1st. Edition, Addison Wesley Publishing Company, 1964.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-385

Refbacks

  • There are currently no refbacks.