Realidade virtual na reabilitação da paralisia cerebral: Um estudo de caso / Virtual reality in cerebral palsy rehabilitation: A case study

Maria Juliani Xavier, Newlene Maria Nunes Magalhães Rodrigues, Michel Barbosa de Araújo

Abstract


A Paralisia Cerebral (PC) é uma desordem do movimento e da postura consequente à lesão não progressiva do cérebro imaturo ou em desenvolvimento, que provoca manifestações clínicas. Sabe-se que a intervenção terapêutica é um processo muito complexo, com inúmeros fatores intervenientes e não previsíveis. Atualmente, a tecnologia ainda vem se tornando uma das maiores aliadas por viabilizar e motivar as crianças a realizar os exercícios para melhorar seu desempenho e a função desejada. Nesta perspectiva, este trabalho se propõe avaliar a influência da realidade virtual com o Xbox Kinect no equilíbrio e na motricidade global grossa de uma criança com paralisia cerebral. Trata-se de uma pesquisa prospectiva, longitudinal e descritiva, do tipo estudo de caso. Foi incluído no estudo um paciente com diagnóstico de paralisia cerebral do tipo espástica, hemiplégico, cognitivo preservado e marcha independente. O sujeito foi submetido a avaliação segundo a Escala de Equilíbrio de Berg (EEB) para análise do equilíbrio estático e a escala de Gross Motor Function Measure (GMFM) ou Gross Motor Function Classification System (GMFCS), para análise da motricidade global grossa, no início e no final dos atendimentos. Durante a intervenção do paciente foi utilizado o equipamento XBOX®360 Kinect. Os jogos foram baseados em brincadeiras funcionais, agregando a terapia a um fator motivante e agradável. Demonstrou-se por meio das avaliações pré e pós intervenção, a evolução do participante em relação ao equilíbrio e a motricidade global grossa.

 


Keywords


Paralisia Cerebral, Realidade Virtual, Reabilitação.

References


Da Silva TD, de Mello Monteiro CB, da Silva Ana Grasielle Dionísio Corrêa TD, Alonso AC, Greve JMD. Paralisia cerebral teoria e prática. São Paulo: Plêiade:2015.

Graham HK, Rosenbaun P, Paneth N, Dan B, Lin J, Damiano DL, et al. Cerebral palsy. Nature Review: Disease Primers. 2016 janeiro; 2:1-25.

Bondan DE. Realidade virtual na fisioterapia: utilização para crianças com paralisia cerebral: Revisão da literatura. ScientiaTec: Revista de educação, ciência e tecnologia do IFRS-Campus Porto Alegre. 2015 julho/dezembro ;2(3):108-118.

Braga, Mariluci, Realidade virtual e educação. Revista de Biologia e Ciências da terra [internet]. 2011;1(1):0.

Pavão SL, Arnoni JLB, de Oliveira AKC, Rocha NACF. Impacto de intervenção baseado em realidade virtual sobre o desempenho motor e equilíbrio de uma criança com paralisia cerebral: Um estudo de caso. Ver Pau Pediatr. 2014 abril;32(4):389-394.

Do Prado Zanatta ER. A leitura de imagens como auxiliar no desenvolvimento cognitivo de paralisados cerebrais. Maiêutica. 2013 janeiro;(1):7-16.

Karim H, Schmidt B, Dart D, Dart N, Huppert T. Function near-infrared spectroscopy (FNIRS) of brain function during active balancing using a video game system.Gait & Posture. 2012 outubro; 35:367-372.

Arnoni JLB, Verdério BN, Pinto AMA, Rocha NACF. Efeito da intervenção do videogame ativo sobre o autoconceito, equilíbrio, desempenho motor e sucesso adaptativo de crianças com paralisia cerebral: Estudo preliminar. Fisioter Pesqui 2018;25(3):294-302.

Da Silva RR, Iwabe-Marchese C.Uso da realidade virtual na reabilitação motora de uma criança com paralisia cerebral Atáxica: Um estudo de caso. Fisioter Pesq. 2015 janeiro;22(1);97-102.

Tavares CN, Carbonero FC, Finamore PS, Kós RS. Uso do Nintendo®

Wii para reabilitação de crianças com paralisia cerebral: estudo de

caso. Rev Neurocienc. 2013;21(2):286-93.

Da Silva Pereira Tannus L, Ribas DIR. Evaluation of gross motor function before and after reality application. Fisioter Mov, Curitiba. 2016 janeiro/março:29(1):131-136.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-365

Refbacks

  • There are currently no refbacks.