Sinusectomia maxilar via endoscópica como tratamento da rinossinusite crônica oriunda de fístula oroantral / Maxillary sinusectomy via endoscopy as treatment of chronic rhinosinusitis from oroantral fistula

Priscilla Sarmento Pinto, Carolina Pereira da Silva, Rosa Rayanne Lins de Souza, Ruan de Sousa Viana, Demóstenes Alves Diniz, Jéssica da Silva Cunha, Lucas Emmanuell de Morais Neves, Carlos Augusto Pereira do Lago

Abstract


O seio maxilar define-se por um espaço pneumático na maxila bilateralmente que possui volume e proximidade com os ápices de 2º pré-molares e molares superiores, possibilitando que intervenções nestes afetem sua integridade, levando a inflamação e podendo resultar em Rinossinusite Crônica (RSC).  Este estudo visa elucidar a atribuição da cirurgia endoscópica para tratamento da RSC através de um relato de caso clínico. Paciente sexo masculino, 50 anos, compareceu ao serviço de CTBMF do Hospital da Restauração – PE, com algesia em região zigomático-maxilar direita e comunicação oroantral, há sete meses, por exodontia traumática do elemento 15, já submetido à terapêuticas clínicas, sem sucesso. Diagnosticou-se ao exame físico e de imagem, RSC secundária, optando pela sinusectomia via endoscópica ântero-posterior acessando o seio maxilar direito por antrostomia maxilar na parede nasal lateral, removendo a mucosa doente e instalando um dreno de manutenção. Concomitantemente, fechou-se a comunicação bucossinusal por um retalho na mucosa vestibular maxilar recobrindo toda falha, sob anestesia geral. No pós-operatório imediato, iniciou-se antibioticoterapia, analgesia e irrigação com soro fisiológico 0,9%, pelo dreno, removido após 72 horas. A cirurgia endoscópica como tratamento da RSC mostra-se uma alternativa quando há falha terapêutica clínica, apresentando melhora da sintomatologia e qualidade de vida dos pacientes.

 


Keywords


Sinusite, Seio Maxilar, Seios Paranasais, Doenças Nasais.

References


Voegels RL, Pádua FGM. Expression of interleukins in patients with nasal polyposis. Otolaryngol Head Neck Surg. 2005;132: 613-9.

Roque-Torres GD, Ramirez-Sotelo LR, Vaz SLA, Bóscolo SMA, Bóscolo FN. Association between maxillary sinus pathologies and healthy teeth. Braz J Otorhinolaryngol. 2016; 82: 33-8

Hu YK, Yang C, Xu GZ, Xie QY. Digital design of functional surgery for odontogenic cyst intruding into maxillary sinus. Braz J Otorhinolaryngol. 2018; 84:212-19

Bird J, Biggs TC, Thomas M, Salib RJ. Adult acute rhinosinusitis. BMJ 2013;346: f2687.

Batista PS, Júnior AFR, Wichnieski C. A contribution to the maxillary sinus study. Rev Port Estomatol Med Dent Cir Maxilofac. 2011; 52: 235-39

Tandon R, Derkay C. Contemporary management of rhinosinusitis and cystic fibrosis. Curr Opin Otolaryngol Head Neck Surg. 2003; 11: 41-4.

Kang SH, Dalcin PTR, Piltcher OB, Migliavacca RO. Chronic rhinosinusitis and nasal polyposis in cystic fibrosis: update on diagnosis and treatment. J Bras Pneumol. 2015;41: 65-76

Mascarenhas JG, Fonseca VMG, Chen VG, Itamoto CH, Silva CAP, Gregório LC, et al. Long-term outcomes of endoscopic sinus surgery for chronic rhinosinusitis with and without nasal polyps. Braz J Otorhinolaryngol. 2013; 79 :306-11.

Anselmo-Lima WT, Sakano E. Rinossinusites: evidências e experiências18 e 19 de outubro de 2013 – São Paulo. Braz J Otorhinolaryngol. 2015; 81: S1-S49

Oliveira IS, Crosara PFTB, Cassali GD, Reis DC, Resende CB, Nunes FB, et al. Evaluation of the improvement of quality of life with Azithromycin in the treatment of eosinophilic nasal polyposis. Braz J Otorhinolaryngol. 2016; 82: 198-202.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-346

Refbacks

  • There are currently no refbacks.