A análise pest dos resíduos do Coco Verde no Brasil/ Pest analysis of Coco Verde Waste in Brazil

Roselis Natalina Mazzuchetti, Sebastião Cavalcanti Neto, Emelly Dias Cunha, Nicolle Santos de Oliveira

Abstract


O Brasil cultiva coco há séculos apresentando vantagens econômicas, sociais e ambientais tanto in natura quanto na aplicação dos seus produtos os subprodutos. O presente estudo busca caracterizar a cadeia agroindustrial do coco verde no Brasil com ênfase à reciclagem deste produto. A abordagem metodológica utilizada foi a pesquisa exploratória, juntamente com a análise PEST, que abrange os ambientes (P) politico, (E) econômico, (S) social, (T) tecnológico e apresenta as formas que são tratados os resíduos do coco verde no Brasil. Esta ferramenta auxilia a trazer uma visão mais macro dos possíveis subprodutos provenientes e das ameaças e oportunidades externas a que empresas que reaproveitam o coco estão expostas, sendo amplamente utilizada tanto para auxiliar o planejamento estratégico das empresas públicas e privadas, como no processo de estruturação de um novo negócio. Para tanto, foram levantados dados de produção, comercialização e sobre a reutilização do coco verde, apresentando de que forma esse produto é retirado das praias ou outros locais de consumo, para onde vai, como é reciclado e no que se transforma. Os olhares da análise PEST foram voltados principalmente para a preservação do meio ambiente, a proteção da natureza e o bem-estar social. A falta de políticas e equipamentos públicos que obriguem e garantam a reciclagem do coco, assim como, em investir na reciclagem e fiscalização de todo o processo é um grande dificultador para a sustentabilidade da cadeia de resíduos. Embora o aproveitamento da transformação do resíduo do coco verde, como o casquilho, substrato, fibra e seus subprodutos, pó, entre outros tenha grande aceitação no mercado, o processo produtivo tenha custo elevado, o benefício para o turismo, meio ambiente e como meio de alternativa de renda é interessante. Em termos de tecnologia poucos estudos são realizados e diversas barreiras são encontradas, como por exemplo a transformação da casa do coco verde em energia renovável onde a queima direta é dificultada pela alta umidade do produto. Quando ao ambiente social, embora as pessoas se sintam bem em um ambiente limpo e organizado, não há uma cultura generalizada em buscar reciclar seu próprio lixo, assim como os órgão públicos não disponibilizam recursos apropriados para este fim. Por isso é importante a conscientização na criação de parcerias, como formação de cooperativas para que haja benefícios para o meio ambiente e a população, trazendo capacitação aos trabalhadores e gerando lucro aos mesmos.

 


Keywords


Resíduos do coco verde, Analise PEST, Análise ambiental.

References


A redescoberta do coco. Revista: Abril, 2016. Disponível em: Acesso em: 14 de junho de 2018.

A sede por água de coco estimula produção brasileira. Revista: Isto é. Ed: n° 2529 08/06. 2018. Disponível em: Acesso em: 14 de junho de 2018.

CASTOR, Belmiro Valverde Jobim. Planejamento Estratégico em Condições de Elevada Instabilidade. Rev. FAE, Curitiba, v.3, n.2, p.1-7. 2000.

Coco brasileiro ganha mercado europeu graças a película biodegradável. EMBRAPA, 2018. Disponível em: Acesso em: 15 de junho de 2018.

COLLIS, J.; HUSSEY, R. Pesquisa em Administração: um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002.

GERHARDT, Tatiana; SILVEIRA, Denise. Métodos de Pesquisa. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 1. Ed. Rio Grande do Sul, 2009.

Guias Teóricos: Noções Teóricas imprescindíveis para o arranque e gestão do seu negócio. Disponível em: Acesso em: 17 de junho de 2018.

GODOY, Arilda Schimidt. Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, março/abril de 1995.

KOTLER P., KELLER K., Administração de Marketing, 12 edição, São Paulo: Pearson Prentine Hall, 2006.

Lei dos Resíduos Sólidos. Disponível em: Acesso em: 14 de junho de 2018.

NEVES, F. Marcos.; CONEJERO. A. Marco. Sistema agroindustrial da cana: cenários e agenda estratégica. Scielo, 2007. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-80502007000400007&script=sci_arttext&tlng=ES > Acesso em: 13 de junho de 2018.

Potencial do coco verde. Agronovas: O produtor conectado a produção. 2015. Disponível em: < http://www.agronovas.com.br/potencial-do-coco-verde/> Acesso em: 15 de junho de 2018.

RAE - Revista de Administração de Empresas, São Paulo, 1995. Portal São Francisco: Coco. Disponível em: < https://www.portalsaofrancisco.com.br/alimentos/coco> Acesso em: 31 de março de 2018.

Reaproveitamento do coco verde vira negócio na Bahia. Jornal: Correio, 2018. Disponível em: Acesso em: 14 de junho de 2018.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3° ed. São Paulo: Atlas, 1999.

Soluções sob medida para seu empreendimento. Revista PEGN, Globo. Disponível em: Acesso em: 26 de julho de 2018.

TAVARES, F.F Maria. Pós-coco: Agregação de valor na cadeia produtiva do coco verde. ESPM-SP. Disponível em: < http://www2.espm.br/sites/default/files/pos-coco.pdf> Acesso em: 14 de junho de 2018.

Tecnologia nas empresas. Disponível em: < http://www.administradores.com.br/artigos/tecnologia/tecnologia-nas-empresas/70427/> Acesso em: 19 de junho de 2018.

Tera Ambiental: Sustentabilidade social: por que ela deve fazer parte da sua empresa? Disponível em: Acesso em: 31 de março de 2018.

Treinamentos empresariais para desenvolvimento de pessoas: Como funciona uma análise PEST? Disponível em: < http://lcmtreinamento.com.br/como-funciona-uma-analise-pest/> Acesso em: 31 de março de 2018.

VILAS, Eduardo: Fatores Culturais e sociais influenciam o comportamento dos consumidores. Diponível em: Acesso em: 19 de junho de 2018.

WRIGHT, Peter,; MARK, J. Kroll.; PARNELL, John. Administração Estratégica: conceitos – cap 2. São Paulo: Atlas, 2000.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-295

Refbacks

  • There are currently no refbacks.