Práticas integrativas como promoção de saúde: implementação da meditação com estudantes em um campus de uma universidade pública de ensino / Integrative practices as health promotion: implementation of meditation with students in a public university campus

Luciana Oliveira Santos, Fernanda Herance Cavazzana, Benilde Silva Portuguez, Isabela Machado Cabral, Alexandre de Oliveira Schmidt

Abstract


Estar inserido em um contexto acadêmico pode ser um fator estressor, que, aliado a outros eventos, podem desencadear sofrimento psíquico para os alunos, afetando, assim, de diversas maneiras, sua qualidade de vida e bem-estar. A meditação tem sido muito estudada no âmbito científico e seus resultados têm propiciado a sua aplicação em contextos de promoção de saúde mental, incluindo os contextos educacionais, sendo apontada como uma forte aliada na prevenção do adoecimento psíquico por meio de técnicas de autocuidado. Este estudo narra a experiência de um projeto de extensão que utiliza a meditação como meio de promoção de saúde para seus alunos, como Prática Integrativa e Complementar em Saúde (PIC), sendo estimuladas pelo Ministério da Saúde e Organização Mundial de Saúde (OMS) para que sejam consideradas como recursos de cuidado pelos sistemas nacionais de saúde, valorizando o uso de tecnologias leves nas ações de saúde mental. Ou seja, o projeto tem como objetivo atuar como um dispositivo que traz benefícios para seus integrantes a partir de encontros de práticas de meditação ao longo do semestre letivo para alunos de graduação em psicologia, enfermagem e fisioterapia. Para isso, foram realizadas sessões semanais de meditação com os estudantes, bem como informações técnicas sobre as práticas por meio de leituras especializadas sobre o tema. Como resultados, percebeu-se um processo de maior autoconhecimento e busca de quietude, por parte dos alunos, propiciando a apropriação paulatina de uma ferramenta que proporciona a redução do estresse por meio do manejo das habilidades mentais, cultivando quietude, relaxamento e bem-estar. 

 


Keywords


Autocuidado, bem-estar, meditação, promoção de saúde.

References


BEZERRA, M.L.O, SIQUARA, G. M., ABREU, J. N. S. Relação entre os pensamentos ruminativos e índices de ansiedade e depressão em estudantes de psicologia. Revista Psicologia, Diversidade e Saúde 317- 3394, rpds.v712 1906, 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Portaria GM N. 971, de 3 de maio de 2006. Aprova a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), 2006.

__________. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Portaria GM N. 849, de 27 de março de 2017. Inclusão na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) as práticas de Arteterapia, Ayurveda, Biodança, Dança Circular, Meditação, Musicoterapia, Naturopatia, Osteopatia, Quiropraxia, Reflexoterapia, Reiki, Shantala, Terapia Comunitária Integrativa e Yoga.

GANDA, D.R.; BORUCHOVITCH, E. Promoting Self-regulated Learning of Brazilian Preservice Student Teachers: Results of an Intervention Program, in Frontiers in Education. February, 2018, Vol. 3, article 5.

HIGUCHI TE, KOZASA EH, SANTOS TM, OI LL, GARCIA MC, SILVA AL. Avaliação qualitativa das práticas meditativas oferecidas no sistema público de saúde na Coordenadoria Regional de Saúde Centro-Oeste (CRSCO) em São Paulo. Saúde Coletiva. 2011; 8(54):230-3.

JINPA, T. Um coração sem medo. Rio de Janeiro: Sextante 2016.

MENEZES, C.; DELL'AGLIO, D. Os efeitos da meditação à luz da investigação científica em psicologia: revisão da literatura. Revista Psicologia Ciência e Profissão, 2009, 29(2), p. 276-289.

MERHY. E. Saúde: a cartografia do trabalho vivo. São Paulo: Hucitec, 2002.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (OMS) Estrategia de la OMS sobre Medicina Tradicional 2002-2005. Organización Mundial de la Salud: Ginebra - OMS, 2002.

RICARD, Matthieu; LUTZ, Antoine; DAVIDSON, Richard. En el cerebro del meditador. Investigación y ciencia. n 460, p. 18-25, 2015.

WALLACE, A. A revolução da atenção: revelando o poder da mente focada. 3. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-285

Refbacks

  • There are currently no refbacks.