O Ensino de Anatomia Humana em Escolas Públicas de Sergipe como Projeto de Extensão Universitária/ The Teaching of Human Anatomy in Public Schools of Sergipe as a University Extension Project

Renan Santos Cavalcanti, Larissa Maria Cardoso Lima Rodrigues, Ullany Maria Lima Amorim Coelho de Albuquerque, Jadson Nascimento, Marcos Torres de Brito Filho, Mayara Francys Santos Santana, Adrielle de Farias Argolo, Diogo Costa Garção

Abstract


O estudo do corpo humano reforça autoconhecimento, manutenção da saúde e rompimento de medos e tabus sociais. Diante da deficiência estrutural da educação pública, ações educativas suplementares para o ensino da anatomia são essenciais. O Projeto Conhecer-se realiza ações que visam disseminar conhecimentos básicos de anatomia humana para alunos do ensino fundamental e médio (AEFM) de escolas públicas, por meio da exposição de peças anatômicas e atividades lúdicas. Objetivou-se avaliar a percepção discente sobre conhecimento anatômico na rede pública de ensino fundamental e médio de Sergipe. Foram assistidas 8 escolas e 400 AEFM. Grupos de 10 alunos revezavam-se em cinco atividades: Desvendando o cérebro, Exposição de peças anatômicas humanas, Viagem pelo tubo digestório, Jogo da memória do Corpo humano e Anatomia do movimento. Avaliou-se a percepção discente sobre o conhecimento anatômico, antes e após as ações, com testes objetivos. Registrou-se o desempenho individual em escala de 0 a 100; a análise estatística foi realizada com o teste t–student, considerando significância quando p<0,05. Houve aumento estatisticamente significativo do desempenho dos escolares (p<0,001) no pós-teste (61,23) em relação ao pré-teste (40,79). Os resultados sugerem que ações lúdico-educativas são capazes de consolidar conhecimentos anatômicos entre AEFM de escolas públicas sergipanas.


Keywords


anatomia, educação, aprendizagem, ensino fundamental e médio.

References


BAPTISTA, V. I. de A. et al. Concepções sobre anatomia humana de alunos do ensino médio da cidade de Cuité-PB: funções e relações com cotidiano. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 15, n. 1, p. 059-078, 2015.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Ministério da Educação: Brasília, 2018. Disponível em < http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf>. Acesso em 25/02/2020.

CARBONARI, M. E.; PEREIRA, A. C.. A extensão universitária no Brasil, do assistencialismo à sustentabilidade. Revista de Educação, v. 10, n. 10, 2007.

CARVALHO, H. D. G. et al. Atividade lúdico-educativa para ensino de neurociência aos escolares da rede pública. Brazilian Journal of Health Review, v.3, n.3, p. 6458-6455, 2020.

COELHO, Geraldo Ceni. O papel pedagógico da Extensão Universitária. Em Extensão, v. 13, n. 2, p. 11-24, 2014.

COSTA, J. S. R. Anatomia humana como proposta prático/pedagógica para aplicar o tema transversal saúde na rede estadual de ensino de Diamantina–MG. Revista Vozes dos Vales da UFVJM: Publicações Acadêmicas, MG, Brasil. Nº 03, Ano II, 05/2013.

COSTA, B. D. B. da et al. Corpo humano real e fascinante: a extensão universitária como um elo integrador entre o ensino médio/profissionalizante e o superior. Revista extendere, v. 1, n. 2, 2014.

DINIZ, C. W. P.; GUERRA, R. B. Assimetrias da educação superior brasileira: vários brasis e suas conseqüências. Editora Universitária UFPA, 2000.

FATTINI, C. A.; DANGELO, J. G. Anatomia humana sistêmica e segmentar. Rio de Janeiro: Editora Atheneu, 2007.

FORNAZIERO, C. C. et al. O ensino da anatomia: integração do corpo humano e meio ambiente. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 34, n. 2, p. 290-297, 2010.

KAWAMOTO, Elisa Mári; CAMPOS, Luciana Maria Lunardi. Histórias em quadrinhos como recurso didático para o ensino do corpo humano em anos iniciais do Ensino Fundamental. Ciência & Educação (Bauru), v. 20, n. 1, 2014.

MAIA, Marrielle; ARAÚJO, Ana Beatriz; BRUNETTA, Pedro Costa. Relações Internacionais na Extensão Universitária: o tripé do ensino, pesquisa e extensão levado à educação básica. Mural Internacional, v. 10, p. 38186, 2019.

SILVA, Raydsson dos Santos et al. Projeto: conhecendo o corpo humano, um relato de experiência. Brazilian Journal of Health Review, v. 2, n. 4, p. 2632-2639, 2019.

SANTOS, Anthony Marcos Gomes dos; SILVA JUNIOR, Marcos José da; SANTOS, Pablo Acácio dos. Desenvolvimento de metodologias ativas para o ensino de anatomia humana. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 5, n. 4, p. 3341-3352, apr. 2019.

SERGIPE. Secretaria Estadual de Educação. Referencial Curricular: Rede Estadual de Ensino de Sergipe. 258p. Disponível em:< https://www.seed.se.gov.br/arquivos/Referencial%20Curricular_final.pdf>. Acesso em 10.jul.2019

SILVA, Carla Helrigle et al. Conhecendo a Anatomia: A integração da Universidade com a educação básica. Itinerarius Reflectionis, v. 12, n. 2, 2016.

VALLINOTO, I. M. V. C. et al. O ensino de anatomia humana como ferramenta metodológica de promoção da diminuição das disparidades sociais. In: Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária. Belo Horizonte. 2004.

VITORINO, Roger William de Souza et al. Anatomia: Agente integrador do processo de ensino-aprendizagem. Revista Conexão UEPG, n. 16, p. 1-7, 2020.

ZUANON, A.C.A; DINIZ, R.E.S. O ensino de Biologia e a participação dos alunos em “atividades de docência”: uma proposta metodológica. Pesquisas em ensino de ciências: contribuições para formação de professores. IV Encontro Nacional De Pesquisa Em Educação Em Ciências p. 111-131, 2004




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-284

Refbacks

  • There are currently no refbacks.