A imagem do corpo na dança como dispositivo de afeto/The image of the body in the dance as an affect device

Ireno Gomes da Silva Júnior, Adriana Bittencourt Machado

Abstract


O artigo parte da necessidade de apresentar as imagens enquanto condição do corpo, como um modo de se relacionar com o mundo, numa via contrária ao entendimento de que o corpo não opera por imagens. Na dança é possível perceber que corpo e imagem não se descolam, tanto no que tange aos processos mentais para a formulação de movimentos, quanto na configuração que a materializa como um existente (BITTENCOURT, 2012). Na dança, as imagens que emergem constroem significados e afetam o contexto onde acontece, as imagens dão visibilidades como modos organizativos, do corpo, e se encontram atreladas às suas relações e seus vínculos como corpo-sujeito pensante no “mundo”. É o corpo em movimento expondo suas proposições como imagens, que são percepção e ação, e não duas ocorrências no processo: imagens mentais e movimento de dança. É possível pensar as imagens que se configuram como dança como potências que afetam?


Keywords


Dança, Corpo, Imagem, Dispositivo de afeto.

References


BITTENCOURT, Adriana. Dispositivos da comunicação: As imagens como propositores do corpo. Revista Científica/FAP, Curitiba, v.4, n.2 p.1-16, jul./dez.

BITTENCOURT, Adriana. Imagens da mídia, Imagens do corpo, Imagens da dança: tensões na pluralidade da cena contemporânea. Dança: Revista do Programa de Pós-Graduação em Dança, v. 3, n. 2, 2014. p. 59-68.

BITTENCOURT, Adriana. Imagens como acontecimentos: Dispositivos do Corpo, Dispositivos da Dança. Edufba, 2012.

COUCHOT, Edmond. As ciências cognitivas e a pesquisa na criação artística e a estética. ARS: São Paulo, v. 10, n. 20, 2012, p. 90-99.

DAMÁSIO, Antônio. O mistério da consciência: do corpo e das emoções ao conhecimento de si. Tradução Laura Teixeira Motta, revisão técnica Luiz Henrique Martins Castro. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

DELEUZE, Gilles. Espinosa e o problema da expressão. S/d, 1968. Disponível em: http://conexoesclinicas.com.br/wp-content/uploads/2015/12/DELEUZE-G.-Espinosa-e-o-Problema-da-Express%C3%A3o1.pdf23. Acesso em: jan. 2017.

FIGUEREIDO, Valeska. A Ética de Espinosa para pensar o Afeto na Dança. O Percevejo Online, v. 3, n. 2, 2012.

GREINER, Christine. Corpo (o) - Pistas Para Estudos. 1ª edição. São Paulo: Annablume, 2005.

GREINER, Christine. A percepção como princípio cognitivo da comunicação: uma hipótese para redefinir a prática da performance. In: RENGEL, Lenira; THRALL, Karin (org.). Coleção Corpo em Cena. Volume 6. Guararema, SP: Anadarco, 2013, p. 11-35.

KATZ, Helena.; GREINER, Christine. Por uma teoria do corpomídia ou a questão epistemológica do corpo. In: GREINER, Christine. O corpo: pistas para estudos indisciplinares. 1º edição, São Paulo: Annablume, 2005, p. 125-133.

MATOS, Clara; WACHOWICZ, Fátima. O dia-a-dia e as ações transformadoras. In: RENGEL, Lenira (org.). Corponectivos em Dança. Guaratema, São Paulo: Anadarco, 2012, 65-72.

MENNA BARRETO, Ivana. Batucada, Looping e multidão. In: Questão de Crítica. Vol. IX nº 68 outubro a dezembro de 2016.

PRIMO, Rosa. Um corpo-por-inventar. Dança: Revista do Programa de Pós-Graduação em Dança, v. 2, n. 2, 2013, p. 9-17.

RANCIÈRE, Jacques. O destino das imagens. Tradução de Mônica Costa Netto; organização Tadeu Capistrano. – Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

SETENTA, Jussara. O fazer-dizer do corpo: dança e performatividade [online]. Salvador: EDUFBA, 2008.

SILVA, Rosemeri Rocha. Corpo propositor: um ponto de partida na criação. In: RENGEL, Lenira; THRALL, Karin (org.). Coleção Corpo em Cena. Volume 6. Guararema, São Paulo: Anadarco, 2013.

SPINOZA, Benedictus de. Ética. Tradução de Tomaz Tadeu. Belo Horizonte: Autêntica Editoria, 2015.

TOURINHO, Irene. Como relações imagem/corpo reinventam ações na educação. In: RENGEL, Lenira (org.). Corponectivos em Dança. Guaratema, São Paulo: Anadarco, 2012, p. 11-30.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-268

Refbacks

  • There are currently no refbacks.