Aplicação de modelos de regressão linear e não linear para estimativa de volume de biomassa e estoque de carbono / Application of linear and nonlinear regression models for biomass and carbon stock volume estimates

Elder Olinto de Morais, Kennya de Lima Ribeiro, Rômulo Barbosa Veloso, Maria das Dores Magalhães Veloso

Abstract


Em função das mudanças climáticas, estudos relacionados à vegetação de florestas plantadas ou nativas são importantes para avaliar o potencial da vegetação em reter carbono. A utilização da análise de regressão linear e não linear podem proporcionar a comparação de modelos de estimativa de volume de biomassa e estoque de carbono e oferecer parâmetros para estudos da vegetação. Os objetivos deste estudo foram quantificar o volume de biomassa e estoque de carbono de uma mata nativa, além de experimentar diferentes modelos de regressão linear e não linear de uma mata plantada. Dentre os modelos comparados observou-se um comportamento de não normalidade entre os modelos lineares, ocasionando na utilização dos modelos não lineares Logístico e Gompertz e, através da aplicação dos critérios de informação de Akaike e baysiano constatou-se que o modelo Logístico apresentou melhor ajuste. Este trabalho contribuiu com novas informações, alternativas e sugestões para o estudo de carbono na região.

 

Keywords


Estoque de carbono, Modelos lineares e não lineares, Análise de regressão.

References


Akaike, H. A new look at the statistical model identification. IEEE Transactions on Automatic Control, Boston, v. 19, n. 6, p. 716-723, 1974.

Baesso R. C., et al. Impacto das mudanças climáticas na produtividade do eucalipto na região Norte do Espírito Santo e Sul da Bahia. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 20, n. 2, p. 335-344, 2010.

Box, G. E. P.; Cox, D. R. An analysis of transformations. Journal of Royal Statistical Society B, London, v.26, p.211-243, 1964

Corrêa, P. C. et al. Modelagem matemática e determinação das propriedades termodinâmicas do café (Coffea arabica L.) durante o processo de secagem. Ceres, v. 57, n.5, p. 595-601, 2010.

Doran, J.W. et al. Defining and assessing soil quality. In: DORAN, J.W.; COLEMAN, D.F.; BEZDICEK,D.F. & STEWART, B.A., eds. Defining soil quality for asustainable environment. 2.ed. Madison, Soil Science Society of America, 1994. p.3-22.

Draper, N. R.; Smith, H. Applied regression analysis. 3rd ed. New York: J. Wiley, 1998. 706 p.

Hoffman, R; Vieira, S. Análise de Regressão: Uma Introdução a Econometria. 2.ed. São Paulo: Hucitec. 1977. 379 p.

Paciornik, N.; Machado Filho, H. Política e Instrumentos Legais Internacionais da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima. In: SCHWARTZMAN, S; MOREIRA, A G.. As mudanças Climáticas Globais e os 79 Ecossistemas Brasileiros. Brasilia 2000.

Paula, G. A. Modelos de regressão com apoio computacional. São Paulo: IME-USP, 2004. 245 p.

Prudente,A.A. Modelos não-Lineares de regressão: Alguns aspectos de teoria assintótica – 2009.

Ratkowski, D. A. Nonlinear regression modeling: a unified practical approach. New York: M. Dekker, 1983. 153 p.

Seber, G. A. F. & Wild, C. J. Sons, J. W. &. Nonlinear Regression. John Wiley & Sons, 2003.

Sedjo, R., et al. Estimating Carbon Supply Curves for Global Forests and Other Land Uses. Resources for the future. Washington, p. 1 – 19. 2005.

SILVA, P. Carneiro da. Mapeamento, In: Carbonatação de Basalto para armazenamento de carbono. 2007, 1-68, (Dissertação de Mestrado em Engenharia e Tecnologia de Materiais), Faculdade de Engenharia, Física e Química, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2009.

SCHWARZ, G. Estimating the dimensional of a model. Annals of Statistics, Hayward, v.6, n.2,

p.461-464, Mar. 1978.

Veloso, Romulo Barbosa. Proposta de um modelo não linear de crescimento e produtividade florestal. (Tese) – Lavras: UFLA, 2012.

Vieira, S. A., et al. Quantificação de Carbono Estocado em Reflorestamento Heterogêneo de Mata Ciliar aos 8 anos de idade em domínio de Mata Atlântica no Estado de São Paulo. Instituto Pró-Terra. Jaú - SP, 2011. Disponível na internet: http://www.institutoproterra.org.br/attach/upload/artigocarbono2011.pdf.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-259

Refbacks

  • There are currently no refbacks.