Educação para o trânsito: um estudo sobre o comportamento humano / Traffic education: a study on human behavior

André Pedrosa Bezerra de Macedo, Pedro Ramon Pinheiro de Souza

Abstract


Este artigo é um recorte  objetivo da minha dissertação de mestrado intitulada Educação no Trânsito: Um estudo sobre o comportamento humano e o trânsito  em  Mossoró - Rio Grande do Norte, cujo objetivo geral foi analisar a educação no trânsito, promovendo um estudo sobre o comportamento humano e o trânsito em Mossoró/RN. Esta pesquisa pode ser caracterizada como uma pesquisa científica aplicada, pautada no pragmatismo da abordagem qualiquantitativa. O referencial teórico foi elaborado com o objetivo de inserir o leitor dentro do universo da pesquisa. Os resultados  demonstram que os grupos com maior incidência de infrações ou acidentes de trânsito merecem uma atenção especial para que os riscos sejam  minimizados.  Na  cidade  de  Mossoró  as  pessoas entre 18 e 40 anos são responsáveis pela maioria dos acidentes com veículos. A conscientização é uma tarefa árdua, pois para haver uma transformação na sociedade, é importante a participação, conscientização e o desejo de cada indivíduo nela inserido, começando pelos mais jovens em seu aprendizado escolar.  É  preciso,  porém,  que  os pais, os professores e as autoridades competentes percebam como atitudes corretas no trânsito podem salvar vidas.

 

 


Keywords


Educação para o Trânsito, comportamento humano, acidente de trânsito.

References


ALMEIDA, S. S.; PINHEIRO, W. R. F.; RAMOS, E. M. L. S.; GOMES, M. K. T.; ALCANTARA, P. F. Violência sofrida pelos GLBT: uma visão estatística. In: RAMOS,

E. M. L. S.; ALMEIDA, S. dos S. de; ARAÚJO, A.e dos R. (Orgs.). Segurança pública – uma abordagem estatística e computacional. Belém: Editora Universitária EDUFPA.

BOCK, Ana Mercês Bahia (Org.). Psicologia: uma introdução ao estudo de psicologia.

ed. reform. ampl. São Paulo: Saraiva, 2002.

BRASIL, Código de Trânsito Brasileiro. Lei 9.503, de 23 de setembro de 1997. Rio de Janeiro: ETJ – Equipe Técnico-Jurídica, 1998.

BRASIL, Ministério da Educação e Desporto. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC/SEF, 1996.

FARIA, E. de O.; BRAGA, M. G. de C. Percepção de alunos de escola pública sobre o risco no trânsito urbano. In: CONGRESSO PANAMERICANO DE ENGENHARIA E TRÂNSITO E TRANSPORTE, XI, Gramado. Anais...Gramado: Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes. p. 13-25.

HOFFMANN, M.H.; LUZ FILHO, S.S. da. A educação como promotora de comportamento socialmente significativos no trânsito. In: HOFFMAN N, M.H.; CRUZ, R.M.; ALCHIERI, J. (Orgs.). Comportamento humano no trânsito. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2003. p. 105-109.

IRTAD.Percentage of Killed in 1999 by Traffic Participation. International Road Traffic Accident Database. Disponível em: . Acesso em: 15 mai 2018.

KANT, I. Kritik der Praktischen Vernunft: Grundlegung zur Metaphysik der Sitten. Baden-Baden: Insel Verlag Wiesbaden, 1980. 302 p.

MALAQUIAS et al. Mortalidade por acidentes de transportes no Brasil, 1999. Fiocruz: Boletim, n.5, ano II, 2002-2006. Disponível em: http://www.claves.fiocruz.br/Boletim%205.pdf. Acesso em: 20 abr 2018.

LUCCA, Eliane de. Habilidade social: uma questão de qualidade de vida. 2004. Disponível em: < http://www.psicologia.pt/artigos/ver_artigo.php? codigo=A0224&area=d4&subarea=> Acesso: 08 abr 2018.

MARÍN-LEÓN, L.M.; VIZZOTTO, M. M. Comportamento no trânsito: um estudo epidemiológico co estudantes universitários. Cadernos de Saúde Pública. Rio de Janeiro, v. 19, n. 2, p. 515-523, 2003.

MCKENNA, F. Accident Proneness: A conceptual analisys. Accident Analysis and Prevention, 15, 65-71. 1983.

MENEZES, P. Comportamento agressivo. Disponível em:

Acesso em: 22 abr 2018.

MELLO JORGE, M.H. GAWRYSZEWSKI, V.P.; LATORRE, M.R.D.O. I - Análise

dos dados de mortalidade. Rev. Saúde Pública, v.31, n.4, p.5-25, supl, ago.1997.Disponível em: . Acesso em: 10 abr 2018.

MONTAGU, A. A natureza da Agressividade humana. Rio de Janeiro: Biblioteca de Ciências Sociais, Zahar. 1978.

OLIVEIRA, Rayanny de. O estudo do comportamento humano dentro da Psicologia. 2010. Disponível em: Acesso: 08 abr 2018.

TAPIA GRANADOS, José A. La reducción del tráfico de automóviles: una política urgente de promoción de la salud. Revista Panamericana de Salud Publica, n. 3, 1998, p 137-151.

ULLEBERG, P., & Rundmo, T. Risk-taking attitudes among young drivers: The psychometric qualities and dimensionality of an instrument to measure young drivers’risk-taking attitudes. Scandinavian Journal of Psychology, 43, 197-209. 2002.

VASCONCELLOS, Eduardo A. O que é trânsito? ed 3. São Paulo,Brasiliense: 1998.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-176

Refbacks

  • There are currently no refbacks.