Funções psicológicas superiores e o enraizamento da cultura na individualidade / Superior psychological functions and the rooting of culture in individuality

Paulo Cesar Duarte Paes

Abstract


Ao afirmar que as funções psicológicas superiores são históricas, adquiridas e não inatas, Vigotski tem como objetivo fundamentar uma crítica as psicologias inatistas, idealistas e empiristas, que compreendem que o desenvolvimento acontece de dentro do indivíduo para fora. As funções superiores são justamente aquelas apropriadas da cultura da humanidade e que servirão de instrumento para a compreensão e transformação da realidade. Tal cultura já existe quando nasce o bebê que, em pouco tempo, terá que se apropriar ao máximo da complexidade produzida no decorrer da história e este é o sentido social e o objetivo da educação escolar. Para o autor a “velha psicologia” compreende o desenvolvimento do psiquismo de forma equivocada, não científica e sua obra, Funções psicológicas superiores, de mais de 350 páginas, é um profundo e minucioso estudo demonstrando a não cientificidade da “velha psicologia” e como ela impacta negativamente nos resultados da educação escolar.


Keywords


Psicologia histórico-Cultural, desenvolvimento, educação, conhecimento.

References


ENGELS, Friedrich. Dialéctica da natureza. Lisboa: Presença, 1974.

ENGELS, Friedrich. A origem da família, da propriedade privada e do Estado. São Paulo: Expressão Popular, 2012.

ENGELS, Friedrich. [1886] Feuerbach: o fim da filosofia clássica alemã. São Paulo: UNITAS, (s/d).

LEONTIEV, Alexis N. O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Horizonte, 1978.

LEONTIEV, Alexis N. Actividad, conciencia e personalidad. Havana: Pueblo e Educación, 1983.

LURIA, Alexander R. Curso de psicologia geral. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991. v. 1.

LURIA, Alexander R. Desenvolvimento cognitivo: seus fundamentos culturais e sociais. São Paulo: Ícone, 1996.

SPINOZA, Baruch. Ética demostrada según el orden geométrico. México: Fondo de Cultura Económica, 1958.

SPINOZA, Baruch. Tratado teológico político. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

VIGOTSKI, Lev Semionovich. Teoria e método em psicologia. Tradução de Cláudia Berliner. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

VIGOTSKI, Lev Semionovich. O desenvolvimento do psiquismo na infância. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

VIGOTSKI, Lev Semionovich. Psicologia pedagógica. São Paulo: Martins Fontes, 2001b.

VIGOTSKI, Lev Semionovich. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2001c.

VYGOTSKY, Lev Semionovich. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1984.

VYGOTSKI, Lev Semionovich. Obras escogidas (Volume I). Madri: Centro de Publicaciones del M.E.C./Visor Distribuciones, 1991.

VYGOTSKI, Lev Semionovich. Obras escogidas (Volume II). Madri: Centro de Publicaciones del M.E.C./Visor Distribuciones, 1993a.

VYGOTSKY, Lev Semionovich. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1993b.

VYGOTSKI, Lev Semionovich. Obras escogidas (Volume III). Madri: Centro de Publicaciones del M.E.C./Visor Distribuciones, 1995.

VYGOTSKY, Lev Semionovich; LURIA, Alexander Romanovich. Estudos sobre a história do comportamento: o macaco, o primitivo e a criança. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-097

Refbacks

  • There are currently no refbacks.