O uso das tecnologias digitais da informação e da comunicação (TDIC) como estratégia pedagógica na educação infantil / The use of digital information and communication technologies (TDIC) as a pedagogical strategy in childhood education

Douglas Vieira de Almeida, Carla Priscilla Barbosa Santos Cordeiro, Lana Lisiêr de Lima Palmeira

Abstract


Este artigo apresenta o uso das Tecnologias Digitais da Informação e da Comunicação (TDIC) como estratégia pedagógica inovadora na Educação Infantil. Parte-se do problema de como essas tecnologias podem ser aplicadas a esse nível de educação e quais contribuições elas podem trazer ao ensino. Para isto, foram analisadas as temáticas da educação infantil e seus objetivos, do uso das TDIC nessa modalidade de ensino, conceito das TDIC e formas de aplicação dessas tecnologias na prática, por meio de algumas estratégias metodológicas que foram inseridas no estudo para ilustrar como professores podem atuar na prática com as TDIC. Como resultado, percebeu-se a importância das tecnologias e a necessidade de escolas, gestores e professores adequarem suas práticas às novas realidades que se impõem neste novo século, ampliando a capacidade de aprendizado das crianças por meio de sua inserção planejada no contexto tecnológico. A metodologia da pesquisa assumiu um viés qualitativo, com a revisão teórica dos principais estudos sobre a temática

Keywords


TDIC, Educação Infantil, Metodologias Inovadoras, Processo de Ensino e Aprendizagem.

References


APARICI, Roberto. Conectados no Ciberespaço. São Paulo: Paulinas, 2012.

BACICH, Lilian e MORAN, José (Org.) Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

BUJES, Maria Isabel Edelweiss. Escola Infantil: Pra que te quero? In CRAIDY, Carmen Maria; KAERCHER, Gládis E. Educação infantil: pra que te quero? São Paulo: Artmed, 2009.

CAMARGO, Fausto; DAROS, Thuinie. A sala de aula inovadora: estratégias pedagógicas para fomentar o aprendizado ativo. Porto Alegre: Penso, 2018.

CRAIDY, Carmem Maria. Educação Infantil e as novas definições da legislação. In CRAIDY, Carmem Maria; KAERCHER, Gládis E. Educação Infantil: Pra que te quero? Porto Alegre: Artmed, 2009.

COLL, César; MONEREO, Carles. Psicologia da Educação Virtual: aprender e ensinar com as tecnologias da informação e da comunicação. Porto Alegre: Artemed, 2010.

CORTELAZZO, Angelo Luiz (et al.). Metodologias Ativas e Personalizadas de Aprendizagem: para refinar seu cardápio metodológico. Rio de Janeiro: Alta Books, 2018.

FILATRO, Andrea; CAVALCANTI, Carolina Costa. Metodologias Inov-ativas na Educação Presencial, a Distância e Corporativa. 1. ed. São Paulo: Saraiva Educação, 2018.

FREIRE, M. Educador educa a dor. São Paulo: paz e Terra, 2008.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 30 ed. São Paulo: Paz e Terra, 2004.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2018.

KRAMER, Sônia. A infância e sua singularidade. In: BRASIL, Ministério da educação. Ensino Fundamental de nove anos: orientações para a inclusão da criança de seis anos. Brasília: FNDE, Estação Gráfica, 2006, p. 15-25.

LALUEZA, José Luis; CAMPS, Isabel Crespo e Silva. As tecnologias da informação e da comunicação e os processos de desenvolvimento e socialização. In: COLL, C; MONEREO, C. Psicologia da Educação Virtual: aprender e ensinar com as Tecnologias da Informação e da Comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010, p. 47-65.

LIMA, Ivonaldo Pereira de; VIANA, Maria Aparecida. Prática Docente com Uso das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação: possibilidades e limites. In: MERCADO, VIANA, PIMENTEL (Orgs.). Estratégias Didáticas e as TIC: ressignificando as práticas na sala de aula. Maceió: Edufal, 2018. p. 99-120.

OLIVEIRA, Zilma de Moraes Ramos de. Educação Infantil: Fundamentos e Métodos. São Paulo: Cortez, 2014.

PASCHOAL, Jaqueline Delgado; MACHADO, Maria Cristina Gomes. A história da educação infantil no Brasil: avanços, retrocessos e desafios dessa modalidade educacional. Revista HISTEDBR, Campinas, n.33, p.78-95, mar.2009 - ISSN: 1676-2584.

PIMENTEL, Fernando Silvio Cavalcante; COSTA, Cleide Jane de Sá Araújo. A cultura digital no cotidiano das crianças: apropriação, reflexos e descompassos na educação formal. In: COSTA, PINTO (Orgs.). Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação na Educação. Maceió: Edufal, 2017, p. 159-185.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do Trabalho Científico. 23. ed. rev. e atual. São Paulo: Cotez, 2007.

SILVA, Isabel Cristian Oliveira da; CARNAÚBA, Thâmara Lima Brandão. Jogos Eletrônicos na Educação Musical de Crianças do Ensino Fundamental. In: MERCADO, VIANA, PIMENTEL (Orgs.). Estratégias Didáticas e as TIC: ressignificando as práticas na sala de aula. Maceió: Edufal, 2018. p. 69.

VIEIRA, Suzane da Rocha. Diretrizes Curriculares para o Curso de Pedagogia: pedagogo, docente ou professor? Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/89999/244565.pdf?sequence=1. Acesso em: 18 de novembro e 2015.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1984.

Revista Conhecimento Prático Geografia. Ed 32. Agosto/2010; página 47. São Paulo: Escala Educacional.

Parâmetros Curriculares Nacionais. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro03.pdf. Acesso em: 23 de julho de 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-052

Refbacks

  • There are currently no refbacks.