Aprendendo frações no PROEJA: uma prática baseada na semiótica e na resolução de problemas / Learning Fractions in PROEJA: a practice based in semiotic and guided by problems solutions

Roberto Preussler, Daiani Finatto Bianchini, Pablo Henrique Tolfo, Fernando Feiten Pinto

Abstract


No contexto atual do ensino e da aprendizagem de matemática cada vez mais e de forma rápida somos desafiados pelos estudantes, pelo contexto social e tecnológico. Por isso, torna-se imprescindível repensar os processos de ensino e aprendizagem e buscar outras formas de conduzir a ação docente frente ao perfil dos estudantes oriundos desse contexto. Outros modos de conduzir a ação docente implicam também (re)pensar as questões epistemológicas e metodológicas inerentes aos processos de ensinar e aprender. Esta discussão tem como objetivo apresentar à comunidade acadêmica uma reflexão sobre os processos de aprendizagem de frações guiadas pela resolução de problemas e orientadas pelos pressupostos teóricos dos Registros de Representação Semiótica. As atividades foram desenvolvidas em uma turma do Curso Integrado em Alimentos – PROEJA, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar) Campus Santa Rosa no primeiro semestre de 2019. A prática desenvolvida evidencia os resultados do processo, consequência da mudança da postura do professor ao ensinar, ou valorizar características dos processos ativos, orientando e valorizando capacidades pessoais dos alunos na aprendizagem da matemática. As orientações da semiótica e a busca da construção da autonomia do pensamento e da aprendizagem do estudante possibilitaram reflexões diferenciadas.

 

 


Keywords


aprendizagem de frações, resolução de problemas, representações semióticas, PROEJA.

References


DUVAL, Raymond. Registro de representação semiótica e o funcionamento cognitivo da compreensão em matemática. In: MACHADO, Sílvio Dias Alcântara (Org.). Aprendizagem em matemática: registro de representação semiótica. Campinas – SP. Papirus, 2003. p. 11-34.

KAMII, Constance; HOUSMAN, Leslie Baker. Crianças pequenas reinventam a aritmética: implicações da teoria de Piaget. 2 ed. Porto Alegre: Artmed, 2002

LOPES, Anemari R. L. V. Aprendizagem da docência em matemática: o clube da matemática como espaço de formação inicial de professores. Passo Fundo: UPF Editora, 2009.

TAHAN, Malba. O homem que calculava. 78ed. Rio de Janeiro: Record, 2010.

VYGOTSKY, Lev Semenovich. A construção do pensamento e da linguagem. Tradução Paulo Bezerra, São Paulo: Martins Fontes, 2000.

VYGOTSKY, Lev Semenovich. Pensamento e linguagem. Tradução Jeferson Luiz Camargo. São Paulo. Martins Fontes, 1993.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-025

Refbacks

  • There are currently no refbacks.