Análise multitemporal da área desflorestada no município de Paragominas / Multitemporal analysis of the deforested area in the municipality of Paragominas

Nathalia de Souza Lima, Andreza da Silva e Silva, Jaqueline Gomes da Silva, Mateus Henrique Trajano Brasil, Raissa Jennifer da Silva de Sá, Ulisses de Oliveira Salomão, Francianne Vieira Mourão, Paulo Sérgio Araújo da Silva

Abstract


O desflorestamento é um problema enfrentado na Amazônia legal, devido as atividades como pecuária, a agricultura de larga escala e a agricultura de corte e queima serem desenvolvidas de forma predatória e desenfreada, o estudo tem como objetivo analisar multitemporalmente as taxas das áreas desflorestadas no município de Paragominas e identificar as políticas públicas existentes para o controle. O método utilizado neste estudo foi o dedutivo, em relação a abordagem da pesquisa caracteriza-se como quantiqualitativa, a técnica utilizada para obtenção de dados foi revisão bibliográfica, com o recorte temporal 2008 a 2018 e consulta no site Instituto Nacional de pesquisas. Quanto aos resultados obtidos os anos que apresentaram maior taxa de desflorestamento foram os anos de 2004 e 2005 e   a partir do ano de 2006 em diante as taxas apresentaram uma diminuição, dessa forma verificou-se que as políticas públicas foram primordiais para a diminuição na taxa de retirada da cobertura vegetal.


Keywords


Taxas de desflorestamento, Políticas públicas, Paragominas.

References


ANDRADE, F. S. Variabilidade da precipitação pluviométrica de um município do estado do Pará. Engenharia Ambiental. Espírito Santo do Pinhal, v. 8, p. 138-145, out/dez. 2011.

AVIZ, R.; ALBAGLI, S. Desenvolvimento sustentável, informação e comunicação: o caso Paragominas. In: XII Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. Brasília: FCI, 2012, p.1692-1710.

COSTA, J. M.; FLEURY, M. F. O programa “Municípios Verdes”: estratégias de revalorização do espaço em municípios paraenses. Ambiente & Sociedade. Campinas, v. 18, n. 2, p. 61-76, abr/jun.2015.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GUIMARÃES, J. et al. Municípios Verdes: caminhos para a sustentabilidade. 2 ed. Belém: Imazon, 2013.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Paragominas. Informações estatísticas. 2017. Disponível em: http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=150550&search=||infogr%E1ficos:-informa%E7%F5es-completas. Acesso em: 19 abr. 2018.

INPE. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite. 2006 a 2016. Disponível em: http://www.dpi.inpe.br/prodesdigital/prodesmunicipal.php. Acesso em: 02 mai. 2018.

NUNES, A. O novo código florestal brasileiro e a gestão pública municipal na Amazônia: o caso de Paragominas – PA. Belém. 2015.211f. Dissertação (Mestre em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia) - Núcleo de Meio Ambiente da Universidade Federal do Pará.

PINTO, A. et al. Diagnóstico socioeconômico e florestal do município de Paragominas. Belém: Imazon, 2009. RIVERO, Sérgio et al. Pecuária e desmatamento: uma análise das principais causas diretas do desmatamento na Amazônia. Nova economia, v. 19, n. 1, p. 41-66, 2009.

SANTOS, N. G.; HERREROS, M. M. A. G.; BELTRÃO, N. E. S. O custo do desmatamento em um município verde: uma análise a partir de dados globais. In: Colóquio Organizações, Desenvolvimento e Sustentabilidade, 8. 2017, Belém. Gestão organizacional e desenvolvimento: do local ao global. Unama, 2017. p.197-211.

SILVA, L. et al. Mapeamento do uso e cobertura da terra em áreas desflorestadas no município de Paragominas - PA nos anos de 1991 e 2008. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 15, 2011, Curitiba. Anais... Curitiba: INPE, 2011. p. 6659- 6663.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-021

Refbacks

  • There are currently no refbacks.