Gestão do conhecimento sob a ótica de alunos universitários: estudo em uma Universidade Federal do Ceará, Brasil / Knowledge management from the perspective of university students: study at a Federal University of Ceará, Brazil

Maria do Rosário de Fátima Portela Cysne, Leyla Araújo Luz Muller, Carlos Mendes Tavares, Luis Miguel Dias Caetano, Antônio Roberto Xavier, Rosalina Semedo de Andrade Tavares, Karla Renata de Aguiar Muniz, Olienaide Ribeiro Oliveira Pinto, José Rogério Santana

Abstract


Aprofunda o entendimento de como a universidade gerencia seu conhecimento com vista a avaliar as práticas da Gestão do Conhecimento, com o suporte na percepção dos alunos dos cursos de graduação. O objetivo desta pesquisa foi avaliar as práticas em Gestão do Conhecimento da UNILAB, na percepção dos universitários de cursos de graduação, quanto à visão geral da organização pública, nas dimensões Organizacional, Humana e Externa, utilizando-se da busca do software WebQDA, uma ferramenta para análise de dados qualitativos a fim de conhecer a capacidade de utilização de capital humano, a produção do conhecimento, a melhoria contínua das estruturas e processos organizacionais. A pesquisa de campo qualitativa desenvolveu análise categorial das dimensões organizacional, humana e externa, acerca da gestão do conhecimento, buscando-se em entrevistas com alunos dos cursos de graduação da UNILAB. A análise e discussão dos dados coletados propiciam se verificar se a gestão da Universidade utiliza o conhecimento como um meio estratégico para consecução dos objetivos e metas organizacionais em ação específica da Gestão do Conhecimento (GC) em uma instituição pública, e como a GC pode contribuir para que a instituição possa prover a melhoria da prestação de serviço, em termos de qualidade e sustentabilidade, para estudantes brasileiros ou estrangeiros, conforme sua missão. 

 


Keywords


Gestão do Conhecimento, Administração Pública, Ensino Superior, WebQDA.

References


BARCLAY, Rebecca O.; MURRAY, Philip C. What is Knowledge management? [S. l.], 1997. Disponível: . Acesso: 20 jan. 2017.

BARDIN, L. L’Analyse de contenu. Paris: Presses Universitaires de France, 1977.

BARROSO, Antonio Carlos de Oliveira; GOMES, Elisabeth Braz Pereira. Tentando entender a gestão do conhecimento. Revista RAP, Rio de Janeiro, v. 33, n. 2, p 147-170, mar./abr. 1999.

BRASIL. Lei 12.289, de 20/07/2010. Criação da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira – UNILAB. Brasília, DF, 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2016.

BUKOWITZ, Wendi R.; WILLIAMS, Ruth L. Manual de gestão do conhecimento. Trad. Carlos Alberto Silveira Netto Soares. Porto Alegre: Bookman, 2002

CAMPOS, Marcelo Moreira. Gestão do conhecimento organizacional na Administração Pública Federal em Brasília: um estudo exploratório. 2003. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Faculdade de Estudos Sociais Aplicados, Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2003.

CÉSAR, Sandro Bimbato. A indissociabilidade ensino, pesquisa, extensão e a gestão do conhecimento: estudo em universidade brasileira. 2013. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento) – Universidade FUMEC, Belo Horizonte, 2013.

CHAVES, Eunides. Como a gestão da informação apoia e complementa a gestão do conhecimento no SERPRO. Revista do SERPRO, Brasília, DF, ano 37, n. 216, p. 10, jan./fev. 2013.

CHIZZOTTI, A. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

COSTA, Antônio Pedro; LINHARES, Ronaldo; NERI DE SOUZA, Francislê. Possibilidades de análise qualitativa no webQDA e colaboração entre pesquisadores em educação em comunicação. In: SIMPÓSIO EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO. EDIÇÃO INTERNACIONAL, 3., 2012, Aracaju. Anais... Aracaju: GECESQ/UNIT, 2012. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2017.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

GONÇALVES, Sonia Maria Goulart. Elementos básicos para a formulação de uma política de gestão do conhecimento para a Administração Pública Federal brasileira. 2006. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação, Universidade Católica de Brasília, Brasília, DF, 2006.

MARTORELLI, Barbara Cristina Paulucci C.; OLIVEIRA, Elzir Martins de; ZOTES, Luís Perez. Gestão estratégica do conhecimento, aprendizagem e a cultura tecnológica nas instituições de ensino superior. Revista Augustus, Rio de Janeiro, v. 12, n. 23, p. 16-21, fev. 2007.

MORAN, José Manuel; MASETTO, Marcos T.; BEHRENS, Marilda Aparecida. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas: Papirus. 2015. 1 livro eletrônico.

MUTTI, Regina; CAREGNATO, Rita Catarina Aquino. Pesquisa qualitativa: análise de discurso versus análise de conteúdo. Texto & Contexto Enfermagem. Florianópolis, 2006, 15(4): 679-84.

RAMOS, Ney Kassiano; YAMAGUCHI, Cristina Keiko; COSTA, Ubirajara Maciel da. Tecnologia da informação e gestão do conhecimento: estratégia de competitividade nas organizações. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n. 1,p.144 - 161 jan. 2020. ISSN 2525-8761.

SAMPIERI, Roberto Hernández; COLLADO, Carlos Fernández; LUCIO, Maria del Pilar Baptista. Metodologia da pesquisa. 5. ed. Tradução Daisy Vaz de Moraes. Porto Alegre: Penso, 2015.

SEQUEIRA, Bernardete. Aprendizagem Organizacional e a Gestão do Conhecimento: uma abordagem multidisciplinar. In: CONGRESSO PORTUGUÊS DE SOCIOLOGIA, MUNDOS SOCIAIS: NOVA DE LISBOA, 6., 2008, Lisboa. Anais... Lisboa: Universidade Nova, 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2016.

SOUZA, Irineu Manoel de. Gestão das universidades federais brasileiras: uma abordagem fundamentada na gestão do conhecimento. 2009. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2009.

SVEIBY, K. E. The organizational wealth: managing and measuring knowledge-based assets. San Francisco: Berret-Korther Publishers, 1997.

TERRA, José Claúdio Cyrineu. Gestão do conhecimento: aspectos conceituais e estudo exploratório sobre as práticas de empresas brasileiras. 1999. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, São Paulo., 1999. Disponível em: . Acesso em: 28 jun. 2016.

TERRA, José Claúdio Cyrineu. Gestão do conhecimento: o grande desafio empresarial: uma Abordagem baseada no aprendizado e na criatividade. São Paulo: Negócio, 2001.

VIEIRA, Eurípedes Falcão; VIEIRA, Marcelo Milano Falcão. Estrutura organizacional e gestão do desempenho nas universidades federais brasileiras. RAP, Rio de Janeiro, n. 7, n. 4, p. 899-920, jul./ago. 2003.

WEBQDA. Acerca WEBQDA. Oliveira de Azeméis, 2017a. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2017.

WEBQDA. Qualitative data analysis. Oliveira de Azeméis, 2017b. Disponível em:. Acesso em: 20 ago. 2017.

WIIG, Karl M. Application of knowledge management in public administration. [S. l.], 2000. Disponível em: . Acesso: 20 jan.2017

WIIG, Karl M. Knowledge management: an intriduction and perspective. The Journal of Knowledge Management, Bingley, v. 1, n. 1, p. 6-14, Sept. 1997.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Tradução Cristhian Matheus Herrera. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2015.

ZOUAIN, Deborah Moraes; VIEIRA, Marcelo Milano Falcão. Pesquisa qualitativa em administração. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-654

Refbacks

  • There are currently no refbacks.