Sementes de milho tratada: substratos e metodologia alternativa para o teste de germinação / Treated corn seeds: substrates and alternative methodology for germination test

Gabriel Alverenga, Cristina Rossetti, Andréia da Silva Almeida, Daniele Brandstetter Rodrigues, Andrea Bicca Noguez Martins, Rafael Nunes de Aguiar, Erica de Almeida Evangelista, Lilian Vanussa Madruga de Tunes

Abstract


O objetivo deste trabalho foi analisar a utilização de substratos e metodologias alternativas para a execução do teste de germinação em sementes milho tratadas com agroquímicos. Utilizaram-se sementes de milho, safra 2015/2016, com germinação igual ou superior a 90%e teor de água médio de 12,5%. As sementes foram submetidas a quatro tratamentos químicos (Cruiser® 350 FS; Avicta Completo, Standak Top e Crop Star). Após foram montados os testes para avaliação do potencial germinativo das sementes x tratamentos x substratos. Dessa forma, conclui-se que o substrato mais indicado para instalação do teste de germinação em milho depende do tipo de produto e ingrediente ativo do tratamento de sementes. A utilização da vermiculita para o teste de germinação em sementes de milho tratadas mostrou-se como uma alternativa viável, devido à interferência positiva nos tratamentos conduzidos com a mesma. A temperatura de 30°C possibilita o desenvolvimento mais uniforme e rápido de plântulas normais no teste de germinação em sementes de milho tratadas e sem tratamento. O aumento de plântulas normais em sementes tratadas está relacionado ao ingrediente bioativo que colaboram para um melhor e rápido desenvolvimento inicial.

 


Keywords


Zeamays, fungicida, inseticida, número de sementes, pré-hidratação, temperatura.

References


ALMEIDA, A. S.; DEUNER, C.; TILLMANN, M. A. A.; VILLELA, F. A. Bioativador no desempenho fisiológico de sementes de arroz. RevistaBrasileira de Sementes, Londrina, v. 33, n. 3, p. 501-510, 2011.

AVELAR, S.A.G.; BAUDET, L.; PESKE, S.T.; LUDWIG, M.P.; RIGO, G.A.; CRIZEL, R.L.; OLIVEIRA, S. Storage of soybean seed treated with fungicide, insecticide and micronutrient and coated with liquid and powered polymer. Ciência Rural, v.41, n.10, p.1719-1725, 2011.

BALARDINI, R.S.; SILVA, F.D.L.; DANIEL DEBONA, D.; CORTE, G.D; FAVERA, D.D.; TORMEN, N.R. Tratamento de sementes com fungicidas e inseticidas como redutores dos efeitos do estresse hídrico em plantas de soja. Ciência Rural, v.41, n.7, p.1120-1126, 2011.

BARBOSA, F. R.; SIQUEIRA, K. M. M.; SOUZA, E. A.; MOREIRA, W. A.; HAJI, F. N. P.; ALENCAR, J. A. Efeito do controle químico da mosca-branca na incidência do vírus-do-mosaico-dourado e na produtividade do feijoeiro. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 37, p. 879-883, 2002.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Brasília: Mapa/ACS, 2009.

CARVALHO, N.M.; NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. Jaboticabal: Funep, 2000. 588p.

CASTRO, P.R.C.; PEREIRA, M.A. Bioativadores na agricultura. In: GAZZONI, D.L. (Ed.). Tiametoxam: uma revolução na agricultura brasileira. Petrópolis: Vozes, p.118-126, 2008.

CONAB - COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO (Conab). Acompanhamento de safra brasileira: grãos. Brasília, DF: Conab, 2015.

CUNHA, R.P.; CORRÊA, M.F.; SCHUCH, L.O.B.; OLIVEIRA, R.C.; JUNIOR ABREU, J.S.; SILVA, J.D.G.; ALMEIDA, T.L. Diferentes tratamentos de sementes sobre o desenvolvimento de plantas de soja. Ciência Rural, v.45, nº. 10, p. 1761-1767, 2015.

DAN, L.G.M.; DAN, H.A.; BARROSO, A.L.L.; BRACCINI, A.L. Qualidade fisiológicade sementes de soja tratadas com inseticidas sob efeito do armazenamento.Revista Brasileira de Sementes, Brasiliia,v. 32, n. 2 p. 131-139, 2010.

DAN, L.G.M.; DAN, H.A.; PICCININ, G.G.; RICCI, T.T.; ORTIZ, A.H.T.; Tratamentode sementes com inseticida e a qualidade fisiológica de sementes de soja. RevistaCaatinga, Mossoró, v.25, n.1, p.45-51. 2012.

FERREIRA, D.F. 2000. Análises estatísticas por meio do SISVAR para windows versão 4.0. (Ed.) Reunião Anual da Região Brasileira da Sociedade Internacional de Biometria, 45 pag. São Carlos. Anais. São Carlos: UFSCAR. 225-258p.

FIGLIOLIA, M.B.; MARTINS, L.; NOVEMBRE, A.D.L.C.; CHAMMA, H.M.C.P.; PIÑA RODRIGUES, F.C.M. Aferição de testes de germinação de sementes florestais nativas. Informativo ABRATES, v.15, n.1,2,3, p.327, 2005.

GOMES, D.P.; BARROZO, L.M.; SOUZA, A.L.; SADER, R.; SILVA, G.C. Efeito dovigor e do tratamento fungicida nos testes de germinação e sanidade de sementesde soja. JournalBioscence, Uberlândia, v. 25, n. 6, p.59-65, 2009.

GUIMARÃES, D.M.; BARBOSA, J.M.; GUIMARÃES, C.C.; CASTAN, G.S. Influênciade diferentes substratos e níveis de temperatura sobre o processo germinativo desementes de Calyptranthesclusiifolia(Myrtaceae). Revista Brasileira de Biociências, Porto Alegre, v. 5, supl.2, p.816-818, 2007.

MARCOS FILHO, J. Fisiologia de sementes de plantas cultivadas. Londrina: ABRATES, 2.ed. 2015. 660p.

MARTINS, C.C.; BOVI, M.L.A.; SPIERING, S.H. Umedecimento do substrato naemergência e vigor de plântulas de pupunheira. Revista Brasileira de Fruticultura,Jaboticabal, v. 31, n. 1, p. 224-230, 2009.

MENTEN, J.O.; MORAES, M.H.D. Tratamento de sementes: histórico, tipos, características e benefícios. Informativo ABRATES, v.20, n.3, p.52, 2010.

OLIVEIRA, L.M.; SCHUCH, L.O.B. ; BRUNO, R.L.A. ; PESKE, S.T. Qualidade de sementes de feijão-caupi tratadas com produtos químicos e armazenadas em condições controladas e não controladas de temperatura e umidade. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 36, n. 3, p. 1263-1276, 2015

SCOTT, J.M.; BLAIR, G.J. Phosphorus seed coatings for pasture species: effect of source and rate of phodphorus on emergence and early growth of phalaris (Phalaris aquatic L.) and Luceme (Medicago sativa L.) AustralianJournalofAgriculturalResearch, v.39, p. 437-445, 1998.

SILVA, N.D. Substratos e Metodologia Alternativa para o Teste de Germinação em Sementes de Soja Tratadas Quimicamente. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Sementes). Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel/UFPEL, Pelotas-RS, 55 p. 2016.

SILVEIRA, R. E.; MACCARI, M.; MARQUEZI, C. F. Avaliação do efeito de inseticidas aplicados via tratamento de sementes sobre o desenvolvimento de raízes de milho, na proteção de pragas do solo. In: REUNIÃO SUL-BRASILEIRA SOBRE PRAGAS DE SOLO,8, 2001, Londrina.

SOUSA, G.C.; RIBEIRO, A.A.; MENEZES, A.S.; MOREIRA, F.J.; CUNHA, C.S.M.Emergência e crescimento inicial de sorgo (Sorghum bicolor L.) em diferentessubstratos. Agropecuária Científica no Semiárido, Brasília, v.11, n.4, p.63-71,2015.

VANIN, A.; SILVA, A. G.; FERNANDES, C. P. C.; FERREIRA, W. S.; RATTES, J. F. Tratamento de sementes de sorgo com inseticidas. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v. 33, n. 2, p. 299-309, 2011.

VARELA, V.P.; COSTA, S.S.; RAMOS, M.B.P. Influência da temperatura e do substrato na germinação de sementes de itaubarana (Acosmiumnitens (Vog.Yakovlev) - Leguminosae, Caesalpinoideae. Acta amazônica, Manaus, v.35, n.1, p. 35-39, 2005.

VENÂNCIO, W.S.; RODRIGUES, M.A.T.; BEGLIOMINI, E.; SOUZA, N.L. de. Physiological effects of strobilurin fungicides on plants. Publication UEPG, Ponta Grossa, v.9, n.3, p. 59-68, 2004.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-600

Refbacks

  • There are currently no refbacks.