Intervenções psicomotoras na prática equoterápica escolar: aporte para o esquema e imagem corporal / Psychomotoric interventions in school echo-therapeutic practice: purpose to the scheme and body image

Bruna Nogueira Pereira, Guilherme Gralha Martins, Juliana Nunes de Castro Barcelos, Gabriel Pinheiro Calazans, Laio de Jesus Sampaio, José Ricardo da Silva Ramos

Abstract


O intuito desta pesquisa foi investigar as primeiras contribuições psicomotoras da Equoterapia para o desenvolvimento de um estudante, matriculado na Educação Infantil, com Transtorno do Espectro Autista (TEA) no ambiente educacional. A partir de um estudo de caso no Projeto Equoterapia Educacional Inclusiva realizado em Seropédica/RJ, durante dois bimestres escolares. A partir das vivências, foi possível perceber que a prática equoterápica estimula os aspectos psicomotores, principalmente o esquema e a imagem corporal do praticante com autismo, de modo a contribuir para o desenvolvimento biopsicossocial do mesmo, como também em seu processo educativo.


Keywords


Transtorno do Espectro Autista, Equoterapia Educacional, Educação Psicomotora.

References


ALVES, Fátima. Psicomotricidade: corpo, ação e emoção. Rio de Janeiro: Wak, 2007.

BRASIL. Lei Federal Nº 13.830, de 13 de maio de 2019. Dispõe sobre a prática de equoterapia. 2019

_______. Resolução Nº. 348/2008. Resolução Dispõe sobre o reconhecimento da Equoterapia como recurso terapêutico e dá outras providências. 2008.

FREITAS, N. K. Esquema corporal, imagem visual e representação do próprio corpo: questões teórico conceituais. Ciências e Cognição, v. 13, n. 3, p. 318-324. 2008.

FONSECA, V. A importância do movimento no desenvolvimento psicológico da criança psicomotora. São Paulo. Editora Vozes, 1983.

LERMONTOV, T. A psicomotricidade na equoterapia. Aparecida, SP: Idéias e Letras, 2004.

MACHADO, J. R. M. Recriando a psicomotricidade. José Ricardo, Marcus Vinícius. – Rio de Janeiro: Sprint, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-570

Refbacks

  • There are currently no refbacks.