Ocorrência de bemisia tabaci e begomovírus em guanxuma / Occurrence of bemisia tabaci and begomovirus in guanxuma

Carolina Garcia Neves, Ismail Teodoro de Souza Júnior, Monique Bezerra Nascimento, Johan Manuel Murcia Bermudez, Sílvia Letícia da Paz Maich, Danielle Ribeiro de Barros

Abstract


Nos últimos 20 anos, a emergência de doenças causadas por begomovírus vem ocasionando sérios problemas em uma variedade de culturas hortícolas em várias partes do mundo. Além de fatores climáticos e mudanças nos modos de cultivo, a emergência desses vírus está relacionada com o aumento e a prevalência do inseto vetor, mosca branca (Bemisia tabaci). O objetivo do presente trabalho foi detectar a presença de begomovírus e identificar a espécie de mosca branca colonizando guanxuma. Para realizar a detecção de begomovírus, o DNA de guanxuma foi extraído e submetido à amplificação por PCR utilizando o par de primers universal para begomovírus PAL1v1978/PAR1c496. Após, o produto da amplificação foi purificado e sequenciado. A fim de identificar a espécie de mosca branca ocorrendo no mesmo local, foi feita extração de DNA total a partir de 10 indivíduos adultos pelo método Chelex modificado.  O DNA foi utilizado como molde para amplificação de uma porção do gene mitocondrial citocromo oxidase I (mtCOI). Uma amostra foi escolhida, purificada e sequenciada. Uma árvore filogenética foi construída pelo método neighbour-joining usando o software MEGA 6.06.A sequência da amostra obtida a partir da planta de guanxuma, apresentou 95% de identidade com um isolado de Sida micrantha mosaic virus (SiMMV) do Mato Grosso do Sul, confirmando a infecção por um begomovírus. Dos 10 indivíduos adultos de mosca branca coletados, todos apresentaram resultado positivo para B. tabaci. A amostra selecionada para o sequenciamento mostrou 99% de identidade com dois isolados da Argentina identificados como sendo da espécie New World (NW), também conhecida como biótipo A.


Keywords


identificação, mosca branca, detecção, SiMMV, planta daninha.

References


BARBOSA, L. F.; YUKI, V. A.; MARUBAYASHI, J. M.; DE MARCHI, B. R.; PAVAN, M. A.; BARROS, D. R.; MORIONES, E.; NAVAS-CASTILLO, J.; KRAUSE-SAKATE, R. First report of Bemisia tabaci Mediterranean (Q biotype) species in Brazil. Pest Management Science, v. 71, n. 4, p. 501-504, 2014a.

BARBOSA, L. F.; MARUBAYASHI, J. M.; DE MARCHI, B. R.; YUKI, V. A.;

PAVAN, M. A.; MORIONES, E.; NAVAS-CASTILLO, J.; KRAUSE-SAKATE, R.

Indigenous American species of the Bemisia tabaci complex are still widespread in the Americas. Pest Management Science, v. 70, n. 10, p. 1440-1445, 2014b.

BARRETO, S. S. Estudo de plantas invasoras como fonte de begomovírus para o tomateiro. 2012. 147f. Tese (Doutorado em Fitopatologia) – Curso de Pós Graduação em Fitopatologia, Universidade de Brasília.

BONDAR, G. Aleyrodideos do Brasil. Boletim do Laboratório de Patologia Vegetal do Estado da Bahia, v.5, p.1-37, 1928.

BROWN, J. K.; FAUQUET, C. M.; BRIDDON, R. W.; ZERBINI, F. M.; MORIONES, E.; NAVAS CASTILLO, J. Virus Taxonomy. 9th Report of the International Committee on Taxonomy of Viruses. Elsevier Academic Press, London, p. 1327, 2012.

DE MARCHI, B. R. Associação de begomovírus e crinivírus com Bemisia tabaci espécie New World 2 e Trialeurodes vaporariorum. 2014. 82f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Curso de Pós – Graduação em Proteção de Plantas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”.

DOYLE, J. J.; DOYLE, J. L. A rapid DNA isolation procedure for small quantities of fresh leaf tissue. Phytochemical Bulletin, v.19, p.11-15, 1987.

FIRDAUS, S.; VOSMAN, B.; HIDAYATI, N.; SUPENA, E. D. J.; VISSER, R.; HEUSDEN, A. W. The Bemisia tabaci species complex: Additions from different parts of the world. Insect Science, v. 20, n. 6, p. 723-733, 2013.

GILBERTSON, R. L.; BATUMAN, O.; WEBSTER, C. G.; ADKINS, S. Role of the insect supervectors Bemisia tabaci and Frankliniella occidentalis in the emergence and global spread of plant viruses. Annual Review of Virology, v.2, p.67-93, 2015.

JONES, D. R. Plant viruses transmitted by whiteflies. European Journal of Plant Pathology, v.109, n. 3, p. 195-219, 2003.

NAVAS-CASTILLO, J.; FIALLO-OLIVÉ, E.; SÁNCHEZ-CAMPOS, S. Emerging Virus Diseases Transmitted by Whiteflies. Annual Review of Phytopathology, v. 49, p. 219-248, 2011.

MARUBAYASHI, J. M.; YUKI, V. A.; ROCHA, K. C. G.; MITUTI, T.; PELEGRINOTTI, F. M.; FERREIRA, F. Z.; MOURA, M. F.; NAVAS-CASTILLO, J.; MORIONES, E.; PAVAN, M. A.; KRAUSE-SAKATE, R. At least two indigenous species of the Bemisia tabaci complex are present in Brazil. Journal of Applied Entomology. v. 137, p. 113-121. 2013.

RIBEIRO, S. G.; AMBROZEVÍCIUS, L. P.; DE AVILA, A. C.; BEZERRA, I. C.; CALEGARIO, R. F.; FERNANDES, J. J.; LIMA, M. F.; MELLO, R. N.; ROCHA, H.; ZERBINI, F. M. Distribution and genetic diversity of tomato-infecting geminiviruses in Brazil. Archives of Virology, v.148, p.281-295, 2003.

ROJAS, M. R.; GILBERTSON, R. L.; RUSSELL, D. R.; MAXWELL, D. P. Use of degenerate primers in the polimerase chain reaction to detect whitefly-transmitted geminivirus. Plant Disease, Saint Paul, v.77, p.340-347, 1993.

SIMON, C.; FRATI, F.; BECKENBACH, A.; CRESPI, B.; LIU, H.; FLOOK, P. Evolution, weighting, and phylogenetic utility of mitochondrial gene-sequences and a compilation of conserved polymerase chain-reaction primers. Annals of the Entomological Society of America, v.87, p.651-701, 1994.

ZERBINI, F. M.; RIBEIRO, S. G.; ANDRADE, E. C.; LOPES E. F.; FERNANDES, J. J.; FONTES, E. P.B. Identificação e taxonomia de novas espécies de vírus transmitidos por mosca-branca no Brasil. Biológico, v. 64, n. 2, p. 151-152, 2002




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-563

Refbacks

  • There are currently no refbacks.