O perfil dos alfabetizadores do programa todos pela alfabetização (topa) na área de abrangência da UESC / The profile of the labelers of the program all for the literacy (topa) in the area of coverage of UESC

Arlete Ramos dos Santos, Julia Maria da Silva Oliveira, Adenilson Souza Cunha Júnior

Abstract


Esse artigo trata de uma pesquisa que teve como objetivo analisar o perfil pessoal e profissional dos/as alfabetizadores/as do Programa Todos pela Alfabetização (TOPA) do Sul, Baixo Sul e Extremo Sul da Bahia, o qual foi executado pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), e, destina-se à alfabetização de jovens, adultos e idosos. Privilegiamos a metodologia quali/quantitativa de natureza exploratória, empregamos como instrumentos para coleta de dados um questionário semiestruturado, bem como realizamos análise documental. Os resultados obtidos demonstraram que na região pesquisada a maioria dos sujeitos é parda, possui ensino médio e não dispõe dos materiais didáticos necessários para o trabalho pedagógico.


Keywords


Educação de Jovens e Adultos, Programa Todos pela Alfabetização, Educação.

References


ARROYO, M. G. Ciclos de desenvolvimento humano e formação de educadores. Educação e Sociedade. Campinas: CEDES, 2007.

BAHIA. Bahia em Números. Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia. Dinâmica sóciodemográfica da Bahia: 1980-2000. Série Estudos e Pesquisas, nº 60, Salvador, SEI, 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Comissão de Educação Básica. Resolução n.1, de 03 de abril de 2002, estabelece Diretrizes para a Educação Básica nas escolas do campo. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, Seção 1, p. 32, 9 de abril de 2002.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, Seção 1, p. 5, 10 de junho de 2016.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, Seção 1, Edição Extra, 26 de junho de 2014.

BRASIL. Resolução CNE/CEB nº: 2, de 19 de maio de 2010. Diretrizes Nacionais para a oferta de educação para jovens e adultos em situação de privação de liberdade nos estabelecimentos penais. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, Seção 1, p. 20, 20 de maio de 2010.

BRASIL. Resolução CNE/CEB Resolução CNE/CEB nº 4, de 13 de julho de 2010. Define Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, Seção 1, p. 824, 14 de julho de 2010.

BRASIL. Lei nº 11.494, 20 de junho de 2007. Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB). Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, Seção 1, p. 7, 21 de junho de 2007.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC). Censo Escolar. Brasil, 2009.

BRASIL. Lei nº 9.424, de 24 de dezembro de 1996. Dispõe sobre o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, Seção 1, P. 28442, 26 de dezembro de 1996.

CURY, C. R. J. Parecer CEB nº 11/2000. In: SOARES, L. Educação de Jovens e Adultos. Rio de Janeiro. Editora Autêntica, 2000.

FERNANDES, B. M.; ARROYO, M. G. A educação básica e o movimento social do campo. Brasília, DF: Articulação nacional Por uma Educação Básica do Campo, 1999. Coleção Por uma Educação Básica do Campo, nº 2.

FRIGOTTO, G. A produtividade da escola improdutiva: um re(exame) das relações entre educação e estrutura econômico-social e capitalista. 3. ed. São Paulo, Cortez: Autores Associados, 2003. (Coleção Educação Contemporânea).

HADDAD, S.; DI PIERRO, M. C. Escolarização de Jovens e Adultos. Revista Brasileira de Educação, n. 14, p. 108-194, mai/jun/jul/ago, 2000.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Atlas do Censo Demográfico de 2010.

_______. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. Síntese de indicadores 2009. Disponível em Acesso em: fev. 2017.

_______. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios.Analfabetismo no país cai de 11,5% para 8,7% nos últimos oito anos. Disponível em: Acesso em: fev. 2017.

LIMA, A. dos S. M. Programa TOPA/UNEB: formação de educadores e perspectiva para a inclusão sociodigital dos jovens e adultos da Bahia. 2009. Dissertação (Mestrado)- Programa de Pós Graduação em Educação e Contemporaneidade, da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Salvador, BA., 2009.

LUKÁCS, G. Prolegômenos para uma ontologia do ser social: questões de princípios para uma ontologia hoje tornada possível. São Paulo: Boitempo, 2010.

MALINA, L. L. A territorialização do monopólio no setor celulístico-papeleiro: a atuação da Veracel Celulose no Extremo Sul da Bahia. 2013. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, 2013.

MATOS OLIVEIRA, M. O. Educação de Jovens e Adultos na Bahia. Pesquisa e realidade. Salvador: Quarteto, 2007.

MINAYO, M. C. de S. (org.). Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. 18. ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

NERY, S. C.; SANTOS, A. R.; SOUZA, M. S.; COSTA, P. A. da. A formação em educação do campo no município de Ilhéus-BA com base nos indicadores do PAR: análise da política educacional. Braz. Ap. Sci. Rev., Curitiba, v. 2, n. 4, Edição Especial, p. 1384-1398, set. 2018. Disponível em: http://www.brazilianjournals.com/index.php/BASR/article/view/522/451

PAIVA, J. Direito à Educação de Jovens e Adultos: concepções e sentidos. In: 29ª Reunião Anual da ANPEd, 2006, Caxambu. Anais..., 2006.

SANTOS, A. R. dos. Aliança (neo)desenvolvimentista e decadência ideológica no campo: movimentos sociais e reforma agrária do consenso. Curitiba. Editora CRV, 2016.

SANTOS, A. R. dos.; SOUZA, M. A. de. Formação docente na perspectiva da educação do campo e em confronto com a educação rural. Anais do XII Educere, III SIRSSE, V SIPD – Cátedra UNESCO e IX ENAEH, PUCPR, 2015.

SANTOS, A. R. dos; VIANA, D. Educação de Jovens e Adultos: uma análise das políticas públicas (1998 – 2008). In: SOARES, L.; GIOVANETTI, A. G. de Castro; GOMES, N. L. Diálogos na Educação de Jovens e Adultos. 4. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011. (Estudos em EJA).

SILVA, L. A. A Política Educacional de Jovens e Adultos (EJA) em Ibirataia: Concepções de Professores e Alunos. 2016. Dissertação (Mestrado)- Programa de Pós Graduação em Formação de Professores para a Educação Básica, Departamento de Ciências da Educação, da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). 2016.

VASCONCELLOS, C. dos S. Coordenação do Trabalho Pedagógico. Do projeto político-pedagógico ao cotidiano da sala de aula. 7 ed. Editora Libertad. São Paulo, 2004.

VOLPE, G. C. M.. O direito à Educação de Jovens e Adultos em municípios mineiros: entre proclamações e realizações. In: 27ª Reunião Anual da ANPEd, 2004, Caxambu. Anais..., 2004.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. RJ: Vozes, 2002.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SATA CRUZ (UESC). PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO (PROEX). Relatório do TOPA (2016). Ilhéus, BA, 2016.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-495

Refbacks

  • There are currently no refbacks.