Avaliação do diagnóstico do desvio de septo através do exame físico e imagenológico: um estudo comparativo / Evaluation of the septum deviation diagnosis through physical and imagenological examination: a comparative study

Nicole Escórcio De Meneses, Renata Cordeiro Teixeira, Rebecca Cavalcante Bonorandi, Wagner Araújo de Negreiros, Marcelo Barbosa Ramos, Aldo Angelim Dias, Reuton dos Santos Palheta Filho, Saulo Ellery Santos

Abstract


O trabalho teve como finalidade avaliar a fidelidade da imagem panorâmica como meio auxiliar no diagnóstico de desvio de septo nasal. Desta forma, foi avaliada a eficácia da radiografia panorâmica para detectar o desvio de septo nasal, utilizando, como padrão ouro, imagens tomográficas da face e comparando os resultados com o exame clinico executado por um médico otorrinolaringologista. A amostra foi formada por alunos do curso de Odontologia da Universidade de Fortaleza durante o ano de 2016, com idades entre 18 e 25 anos, que tiveram indicação de realizar radiografia panorâmica por motivos odontológicos e se enquadraram nos critérios de inclusão da pesquisa. Posteriormente, os sujeitos da pesquisa foram avaliados clinicamente por um otorrinolaringologista e, quando necessário, foram realizadas tomografia computadorizada de feixe cônico para fins diagnósticos. Os resultados obtidos constataram que a radiografia panorâmica apresenta tanto resultado falso positivo quanto falso negativo para o diagnóstico de desvio de septo. Isso se deve à localização do septo nasal, que se encontra no terço médio da face, área que apresenta sobreposição de imagem com a coluna cervical na imagem panorâmica e as distorções inerentes a técnica desse tipo de radiografia. Outra constatação da pesquisa foi que o exame otorrinolaringológico apresentou os mesmos resultados que a tomografia computadorizada, utilizada como padrão ouro na pesquisa, por reproduzir as estruturas anatômicas fidedignamente. Assim, a pesquisa sugere que a radiografia panorâmica não deve ser utilizada para diagnosticar desvios septais, sendo o exame otorrinolaringológico e a tomografia computadorizada os meios mais indicados para este fim.


Keywords


Radiografia. Septo nasal. Tomografia.

References


Campos CAH, Costa HOO. Tratado de otorrinolaringologia. 1 ed. São Paulo: Ed. Roca; 2003.

Zanda MJ. Avaliação de desvio do septo nasal em imagens panorâmicas e tomográficas volumétricas. Tese [Doutorado em Odontologia] – Bauru; 2009.

Shankar L, Evans K, Hawke M, Stamnberger H. Atlas de imagem dos seios paranasais. Revinter; 1997.

Serifoglu I, Oz II, Damar M, Buyukuysal M, Tosun A, Tokgöz O. Relationship between the degree and direction of nasal septum deviation and nasal bone morphology. Head & Face Medicine 2017;13(3):1-6.

Hungria H. Otorrinolaringologia. 8 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2000.

Alvarez LC, Tavano O. Curso de radiologia em odontologia. 5 ed. São Paulo: Ed. Santos; 2009.

Whaites E. Princípios de radiologia odontológica. 4 ed. São Paulo: Elsevier; 2009.

White SC, Pharoah MJ. Oral radiology: principles and interpretation. 6 ed. St. Louis: Mosby Elsevier; 2009.

Garib DG, Raymundo Jr. R, Raymundo MV, Raymundo DV, Ferreira SN. Tomografia computadorizada de feixe cônico (Cone beam): entendendo este novo método de diagnóstico por imagem com promissora aplicabilidade na Ortodontia. R Dental Press Ortodon Ortop Facial 2007;12 (2):139-56.

Flint PW, Haughey BH, Lund VJ, Niparko JK, Richardson MA, Robbins KT, et al. Cummings Otolaringology Head and Neck Surgery. 5 ed. Mosby Elsevier; 2010.

Castagno LA. Endoscopia na avaliação de enfermidades nasossinusais. AMRIGS 1993;37(3): 215-9.

Interlandi S. Ortodontia: bases para iniciação. 5 ed. São Paulo: Artes Médicas; 2002.

Kinsui MM, Guilherme A, Yamashita HK. Variações anatômicas e sinusopatias: estudo por tomografia computadorizada Rev Bras Otorrinolaringol 2002;68(5):645-52.

Elahi MM, Frenkiel S. Septal deviation and chronic sinus disease. American Journal of rhinology 2000;14(3):175-9.

Costa SS, Cruz OLM, Oliveira JAA. Otorrinolaringologista – princípios e prática. 2 ed. Porto Alegre: Artmed; 2006.

Black B, Kõvesi E, Chusid IJ. Hábitos bucais nocivos. Ortodontia 1900;23(2):40-4.

Moyers RE. Ortodontia. 4 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 1991.

Proffit WR, Fields HW, Sarver DM. Ortodontia Contemporânia. 4 ed. Rio de Janeiro: Mosby Elsevier; 2007.

Capelozza ALA. Manual técnico de radiologia odontológica. Bauru: AB Editora; 2009.

Enlow DH, Hans MG. Noções básicas sobre crescimento facial. São Paulo: Ed. Santos; 2002.

Duarte AF, Soler RC, Zavarezzi F. Nasal endoscopy associated with paranasal sinus computerized tomography scan in the diagnosis of chronic nasal obstruction. Rev. Bras. Otorrinolaringol 2005;71(3):361-3.

Palser FA, Visser H. Radiologia odontológica. 1ed. Porto Alegra: Artmed; 2006.

Ávila MAG. Análise das distorções da imagem radiográfica em diferentes aparelhos panorâmicos. São Paulo. Dissertação [Mestrado em Odontologia] - Bauru: Universidade de São Paulo; 1996.

Updegrave, W. J. The role of panoramic radiography in diagnosis American Academy of Oral Roentgenology 1966;22(1):49-57.

Almeida, S.M.; Bóscolo, F.N.; Haiter Neto, F. Erros em radiografias panorâmicas. ROBRAC 1995;5(16):25-9.

Langland. O. E.; Langlais, R. P.; McDavid, W. D.; Delbalso, A. M. Panoramic Radiology. 2ed. Philadelphia: Lea & Febiger, 1989. p.440.

Freitas, L. Radiologia Bucal: Técnicas e Interpretação. São Paulo. Pancast. 1992. p. 313-43.

Langlais, R. P.; Langland, O. E.; Nortje, C. J. Diagnostic imaging of the jaws. Malvem: Williams & Wilkins, 1995. p. 87-102.

White, S. C.; Pharoah, M. J. Oral Radiology: Principles and Interpretation. 4ed. Toronto: Mosby. 2000. p. 205-16.

Pasler, F. A.; Visser, H. Radiologia Odontológica. 2ed. Porto Alegre: Artmed, 2001. p. 29-70.

Bontrager KL. Tratado de técnica radiológica e base anatômica. Rio de Janeiro: Guanabara-Koogan; 2003.

Pitanguy I, Cintra HL, Erel H, Radwanski HN. Deviation os the nasal septum: anatomical and clinical considerations. Rev bras cir 1992;82(1):41-49.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-472

Refbacks

  • There are currently no refbacks.