Educação profissional na Amazônia: Limites e perspectivas para construção de uma educação emancipadora / Professional education in the Amazon: Limits and perspectives for the construction of an emancipatory education

João Batista do Carmo Silva, Reliane Wanzeler de Souza, Benilda Miranda Veloso Silva, Geanice Raimunda Baia Cruz, Dilma Cardoso Pereira

Abstract


O presente artigo busca analisar a concepção de Educação Emancipadora, fundamentada na perspectiva da Formação Humana Integral. A metodologia de Pesquisa Bibliográfica fundamenta-se na análise de documentos oficiais, como por exemplo: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei. Nº. 9.394/96), Lei que regulamenta a reforma do Ensino Médio no Brasil (Lei Nº. 13.415/2017), assim como, dados históricos da Educação Profissional no Brasil, tendo referência os estudos de Frigotto (2001), Saviani (2007), Araujo (2015) entre outros. Ressalta-se a importância de que tal proposta de educação seja construída na Educação Profissional Brasileira na perspectiva de formação crítica de trabalhadores. Conclui-se afirmando que a Educação Profissional assenta-se no contexto atual de determinações do capital sobre a classe trabalhadora, fazendo-se necessário explicitar a relevância da superação das conformidades da lógica do ensino aos interesses do capital, defendendo a necessidade de reflexões qualificadas e críticas por parte da classe alunada/trabalhadora, no âmbito da educação institucionalizada.

 


Keywords


Educação Profissional, Educação Emancipadora, Mundo do trabalho, Trabalho como princípio educativo.

References


ARAUJO, Ronaldo Marcos de Lima; Gaudêncio Frigotto. Práticas pedagógicas e ensino integrado. DOI| 10.21680/1981-1802.2015v52n38ID7956. Revista Educação em Questão, Natal, v. 52, n. 38, p. 61-80, maio/ago. 2015. p. 61-80. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/viewFile/7956/5723%3E. Acesso em: 24/04/2018

BRASIL. Ministério da Educação. Histórico da Educação Profissional. Brásilia: DF. Ministério da Educação. 2009. Disponível em << http://portal.mec. gov.br/setec/arquivos/centenario/historico_educacao_profissional.pdf>> Acesso em 19 abril de 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. LDB: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, Câmara dos Deputados, Edições Câmara. 8. ed. Brasília, DF: MEC, 2013. Disponível em: http:// www.planalto.gov.br/Ccivil_03/leis/L9394.htm acesso em: 23 de abril de 2018.

BRASIL. Lei nº 13415 de 17 de fevereiro de 2017. Lei que regulamenta a reforma do Ensino Médio no Brasil. Disponível em: http://www.planalto. gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/l13415.htm acesso em: 23 de abril de 2018.

BRASIL. Emenda constitucional nº 59/2009, de 11 de novembro de 2009. Acrescenta § 3º ao art. 76 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias para reduzir, anualmente, a partir do exercício de 2009, o percentual da Desvinculação das Receitas da União incidente sobre os recursos destinados à manutenção e desenvolvimento do ensino de que trata o art. 212 da Constituição Federal, dá nova redação aos incisos I e VII do art. 208, de forma a prever a obrigatoriedade do ensino de quatro a dezessete anos e ampliar a abrangência dos programas suplementares para todas as etapas da educação básica, e dá nova redação ao § 4º do art. 211 e ao § 3º do art. 212 e ao caput do art. 214, com a inserção neste dispositivo de inciso VI. 2009. Disponível em: http://www. planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/ emendas/emc/emc59.htm . Acesso em: 23 de abril de 2018.

CAIRES, Vanessa Guerra; OLIVEIRA, Maria Auxiliadora Monteiro. Educação profissional Brasileira: da Colônia ao PNE 2014-2024. Petrópolis, RJ: Vozes, 2016.

DORE, Rosemary. Afinal, o que significa o trabalho como princípio educativo em Gramsci. Cad. Cedes, Campinas, v. 34, n. 94, p. 297-316, set.-dez., 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v34n94/ 0101-3262-ccedes-34-94-0297.pdf

FRIGOTTO, G. Educação e trabalho: bases para debater a educação profissional emancipadora. Perspectiva, Florianópolis: CED/UFSC, v. 19, n. 1, p. 71-87, 2001. Disponível em: http://www.perspectiva.ufsc.br/ perspectiva_2001_01/04_frigotto.pdf Acesso em: 17 de setembro de 2017.

FRIGOTTO, G. Fundamentos científicos e técnicos da relação trabalho e educação no Brasil de hoje. In: LIMA, Júlio César França; NEVES, Lúcia Maria Wanderley (Orgs.). Fundamentos da educação escolar do Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz/EPSJV, 2006. p. 241-288.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria (org.). A experiência do trabalho e a educação básica. Rio de Janeiro: DPeA, 2002.

IANNI, Otávio. O Mundo do Trabalho. In: Revista São Paulo em Perspectiva. São Paulo, SEADE, 1994. http://produtos.seade.gov.br/ produtos/spp/v08n01/ v08n01_01.pdf .Acesso em: 19 de Setembro de 2017.

KOSIK, K. Dialética do Concreto. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

KUENZER, Acacia Zeneida. O Ensino Médio agora é para a vida: entre o pretendido, o dito e o feito. Educação & Sociedade, ano XXI, n. 70, abr. 2000.

p. 15-39. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/873/ 87313696003.pdf . Acesso em: 23 de Abril de 2018.

LIBÂNEO, Jose Carlos. O dualismo perverso da escola pública brasileira: a escola do conhecimento para os ricos, escola do acolhimento social para os pobres. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 1, p. 13-28, 2012.

MELO, Renata Gandra de; SONDERMANN, Danielli Veiga Carneiro. Contribuições para o acesso de pessoas com deficiência à educação profissional e tecnológica. In: Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n.5, p. 26098-26117 may. 2020. Disponível em http://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/9802/8217. Acesso em 21 mai. 2020.

MÉSZÁROS, Istivan. Educação para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2002.

SAVIANI, Dermeval. O choque teórico da Politecnia. Revista Trab. educ. saúde[online]. 2003, vol.1, n.1, pp.131-152. ISSN 1981-7746. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1981-77462003000100010 acesso em: 23 de abril de 2018.

SAVIANI, Dermeval. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Rev. Bras. Educ. [online]. 2007, vol.12, n.34, pp. 152-165. ISSN 14132478. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v12n34/a12v 1234.pdf. Acessado em: 17 de Setembro de 2017.

SOUZA JUNIOR, Justino de. Marx e a crítica da educação: liberal-democrática à crise regressivo-destrutiva do capital. Aparecida, São Paulo: Ideias & Letras, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-463

Refbacks

  • There are currently no refbacks.