O cinema iraniano de abbas kiarostami e jafar panahi: Estratégias de uma comunicação política / The iranian cinema of abbas kiarostami and jafar panahi: Policy communication strategies

Kaio César Monteiro Orsini

Abstract


Neste trabalho, buscaremos mostrar as estratégias de comunicação política de dois importantes diretores iranianos: Abbas Kiarostami e Jafar Panahi, que, de forma sutil e delicada, fazem de suas obras uma luta contra a repressão. A obra de ambos não servirá apenas para uma análise fílmica, mas também para o estabelecimento de um diálogo entre a arte e a cultura do Irã, a partir da discussão de aspectos relativos à submissão da mulher e ao seu empoderamento e até mesmo à construção de uma visão ocidentalizada desse Oriente que pouco conhecemos. Também, neste texto, poderemos compreender um pouco mais sobre o papel do cinema iraniano na sociedade atual e as questões sociais associadas aos filmes, muitas vezes implícitas em subtextos ou metáforas da realidade, visto que, devido ao regime vigente, muitas vezes o que era vivido não podia ser demonstrado diretamente. Outro fato curioso, apontado por Alessandra Meleiro (2014), é de que o cinema é a manifestação artística cultural mais apreciada pelos jovens iranianos na atualidade.


Keywords


Cinema, Cinema iraniano, Abbas Kiarostami, Jafar Panahi, Revolução.

References


FACES: ficha técnica completa. Filmow, 2018. Disponível em: https://filmow.com/3-faces-t254274/ficha-tecnica/. Acesso em: 9 jun. 2019.

ABBASKiarostami(19402016).IMDb.Disponívelem:https://www.imdb.com/name/nm0452102/. Acesso em: 9 jun. 2019.

ABBASKiarostami..Disponívelem:http://www.adorocinema.com/personalidades/personalidade-11778/. Acesso em: 9 jun. 2019.

ASSIS, Diego. Abbas Kiarostami faz apelo emocionado por libertação de Panahi. Portal G1, Pop & Arte, 2010. Disponível em: http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/05/abbas-kiarostami-faz-apelo-emocionado-por-libertacao-de-panahi.html. Acesso em: 9 jun. 2019.

BERNARDET, Jean-Claude. Caminhos de Kiarostami. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

CARMELO, Bruno. Jafar Panahi, o diretor que continua filmando após ser preso e proibido defazercinema.Adorocinema,2019.Disponívelem:http://www.adorocinema.com/noticias/filmes/noticia-147270/. Acesso em: 9 jun. 2019.

HART-DAVIS, Adam. History: the definitive visual guide. New York: DK Adult, 2007.

JAFAR Panahi – interview on The Circle. [S. l.: s. n.], 2000. 1 vídeo (21min 34s). Produced by EdD Jamsheed Akrami. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=QsqZbf3or68. Acesso em: 9 jun. 2019.

JAFAR Panahi, filmmaker. [S. l.: s. n.], 2015. 1 vídeo (1min 8s). Publicado pelo canal We support Iran Deal. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=OIOfF6wKAx8. Acesso em: 9 jun. 2019.

JAFAR Panahi. IMDb. Disponível em: https://www.imdb.com/name/nm0070159/. Acesso em: 9 jun. 2019.

JAFARI, Behnaz. [Entrevista cedida no] Festival de Cannes. 2019.

KIAROSTAMI, Abbas. No trabalho. Abbas Kiarostami. São Paulo: Cosac & Naify, 2004.

KIAROSTAMI, Abbas. Nuvens de algodão. Veneza: Âyiné, 2018.

MELEIRO, Alessandra. O novo cinema iraniano: arte e intervenção social. São Paulo: Escrituras, 2006.

MERTEN, Luiz Carlos. Em cartaz no Brasil, “3 Faces” é o melhor filme do iraniano Jafar Panahi.Terra,Cinema,abr.2019.Disponívelem:https://www.terra.com.br/diversao/cinema/em-cartaznobrasil3faceseomelhorfilmedoiranianojafarpanahi,bd4c8d5d0f855f7fa96396ee7afc915dsok1mual.html. Acesso em: 9 jun. 2019.

MORICONI, Sérgio. Correio Braziliense, Diversão & Arte, p. 3, 16 fev. 2019.

PENAFRIA, Manuela. Análise de filmes – conceitos e metodologia(s). In: CONGRESSO SOPCOM, 6., abr. 2009. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/bocc-penafria-analise.pdf. Acesso em: 9 jun. 2019.

SAID, Edward W. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

THIS is not a film. Q&A session with filmmakers Jafar Panahi and Mojtaba Mirtahmasb. [S. l.]: Stanford Iranian Studies Program, 2016. 1 vídeo (56min 37s). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=g0g7ObXoveA. Acesso em: 9 jun. 2019.

TODD, Drew (ed.). Jafar Panahi: interviews. Jackson: University Press of Mississipi, 2019.

TORRES, Bolívar. Crítica: Abbas Kiarostami, talentoso na poesia assim como no cinema. O Globo, Cultura, 2018. Disponível em: https://oglobo.globo.com/cultura/critica-abbas-kiarostami-talentoso-na-poesia-assim-como-no-cinema-23245799. Acesso em: 9 jun. 2019.

TUDO sobre Abbas Kiarostami no Portal G1. Portal G1. Disponível em: https://g1.globo.com/tudo-sobre/abbas-kiarostami/. Acesso em: 9 jun. 2019.

VANOYE, Francis; GOLIOT-LÉTÉ, Anne (1994). Ensaio sobre a análise fílmica. 5. ed. Trad. Marina Appenzeller. Campinas: Papyrus, 2008.

WIKIPEDIA.AbbasKiarostami.Disponívelem:https://pt.wikipedia.org/wiki/Abbas_Kiarostami. Acesso em: 9 jun. 2019.

WIKIPEDIA. Jafar Panahi. 2019. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jafar_Panahi. Acesso em: 9 jun. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-447

Refbacks

  • There are currently no refbacks.