Desafios da gestão de pessoas na indústria 4.0 / Challenges of people´s management in industry 4.0

Renan Fernandes da Cunha, Hércules José Marzoque, Rafael Leite Nogueira, Vinícius Expedito de Andrade Machado

Abstract


A denominada Indústria 4.0 caracteriza-se na presença de fontes inteligentes, emprego intenso de robótica, sistemas confiáveis de processamento e armazenamento de dados, além de monitoramento e controle das operações de soldagem em tempo real. O efeito na proporção de vagas de empregos é a mais controversa e polêmica consequência da Indústria 4.0. As discussões têm sido polarizadas por aqueles que creem em possibilidades irrestritas de novos empregos e os que acreditam em ampla substituição da mão de obra e a extinção de vagas de emprego. Neste sentido, o objetivo deste trabalho é discutir acerca dos desafios da Gestão de Pessoas no desenvolvimento da Indústria 4.0, visto que os relacionamentos trabalhistas serão modificados, em que trabalhos que empregavam força física serão substituídos pela interação homem-máquina. Realizou-se pesquisas bibliográficas, com base em artigos publicados em periódicos, visando elucidar qual o papel do Gestor de Pessoas na instituição da Indústria 4.0 e quais os métodos devem ser empregados para simplificar o processo. Concluiu-se que se faz necessário que o colaborador, com o auxílio da empresa e sua Gestão de Pessoas, necessita capacitar-se para exercer novas funções. É função da Gestão de Pessoas auxiliar na instituição da Indústria 4.0 e fazer o uso de suas tecnologias para selecionar os colaboradores mais adequados ao perfil da empresa, devido a possibilidade da obtenção de um perfil de cada recrutado, mediante a disponibilidade de informações.


Keywords


Indústria 4.0, Gestão de Pessoas, Inovação Tecnológica.

References


ACATECH. Securing the future of German manufacturing industry: Recommendations for implementing the strategic initiative INDUSTRIE 4.0. 2013. Final report of the Industrie 4.0 Working Group, acatech. Disponível em: . Acesso em: 17 abr. 2019.

AFFONSO, Jivago Xavier. A Indústria 4.0 e o impacto na vida profissional de seus trabalhadores. 2017. Artigo (MBA em Inteligência de Negócios) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, 2017. Disponível em: https://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/55589/R%20-%20E%20-%20JIVAGO%20XAVIER%20AFFONSO.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 17 abr. 2019.

ARNTZ, M., GREGORY, T., & ZIERAHN, U. (2016). The risk of automation for jobs in OECD countries: A comparative analysis. OECD social, employment and migration working papers: Vol. 189 Paris: OECD Publishing. https://doi.org/10.1787/5jlz9h56dvq7-en.

ALVESSON, Mats; KÄRREMAN, Dan. Unraveling HRM: Identity, Ceremony, and Control in a Management Consulting Firm. Organization Science, Vol. 18, No. 4, July– August 2007, pp. 711–723. Tradução livre

BARTODZIEJ, Christoph Jan. The Concept Industry 4.0: An Empirical Analysis of Technologies and Applications in Production Logistics. Springer, 2016.

BRITO, A. A. F. de. B. A Quarta Revolução Industrial e as Perspectivas para o Brasil. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Brooklin, SP, v. 02, n. 02, p. 91-96, 2017.

CHIAVENATO, Idalberto. Planejamento, recrutamento e seleção de pessoal: como agregar talentos à empresa. 7 ed., Barueri, SP.: Manole, 2009.

COELHO, P. M. N. Rumo a indústria 4.0. 65 f. Dissertação (Mestrado em engenharia e gestão ambiental) - Faculdade de Ciências e Tecnologia- Universidade de Coimbra, Coimbra, MG, 2016.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA. Desafios para a Indústria 4.0 no Brasil. Brasília : CNI, 2016.

DOMBROWSKI, U., Wagner, T., 2014. Mental strain as field of action in the 4th industrial revolution. In: Variety Management in Manufacturing. Proceedings of the 47th CIRP Conference on Manufacturing Systems. Procedia CIRP 17, 100-105.

FRANÇA, Ana Cristina Limongi. Práticas de Recursos Humanos – PRH: Conceitos, Ferramentas e Procedimentos. São Paulo: Atlas, 2009.

FRIAS JR, J. B., GIACON, G. C. O. M., MARIANO M., MEIRELLES, R. S., Lot, A. C., & Lima, F. (2018). A Quarta Revolução Industrial e a Indústria 4.0. In E. B. Silva, M. L. R. P. D. Scoton, S. L. Pereira, & E. M. Dias (Eds.), Automação & Sociedade: Quarta revolução industrial, um olhar para o Brasil (1st ed., p. 267). Rio de Janeiro: Brasport.

GIRARDI, Dante Marciano; LAPOLLI, Édis Mafra Lapolli; TOSTA, Kelly Cristina Benetti Tonani. A Consultoria Interna de Recursos Humanos como Prática Catalisadora da Gestão do Conhecimento. Revista de Ciências da Administração, v. 11, n. 25, p. 121- 150, set/dez 2009.

HARARI, Yuval Noah. Sapiens – uma breve história da humanidade. Porto Alegre, RS: L&PM, 2015.

LEE J. A Cyber-Physical Systems architecture for Industry 4.0-based manufacturing systems A Cyber-Physical Systems architecture for Industry, Society of Manufacturing Engineers 2014 ; 3: 18–23.

MAZZAFERRO, José Antônio Esmerio. Indústria 4.0 e a Qualidade da Informação. Soldagem & Inspeção, Online, 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-92242018000100001&script=sci_arttext. Acesso em: 17 abr. 2019.

MOREIRA, L. D. Indústria 4.0: Estudo da cadeia produtiva de madeira no Paraná. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, PR, 2017.

OLIVEIRA, Fernanda Thaís de ; SIMÕES, Wagner Lourenzi. A Indústria 4.0 e a produção no contexto dos estudantes de engenharia. In: SIMPÓSIO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 2017, Catalão, GO. Anais do evento [...]. [S. l.: s. n.], 2017. Disponível em: https://sienpro.catalao.ufg.br/up/1012/o/Fernanda_Tha%C3%ADs_de_Oliveira.pdf. Acesso em: 16 abr. 2019.

PETERS, Michael A. Technological unemployment: Educating for the fourth industrial revolution. Educational Philosophy and Theory, v. 49, n. 1, 2016.

RAUCH, E., Computers & Industrial Engineering, https://doi.org/10.1016/j.cie.2019.01.018

RONCATI, J., SILVA, M. T. A., & MADEIRA, F. (2018). O Desafio dos empregos na Quarta Revolução Industrial. In E. B. Silva, M. L. R. P. . Scoton, S. L. Pereira, & E. M. Dias (Eds.), Automação & Sociedade: Quarta Revolução Industrial: Um olhar para o Brasil (1st ed., pp. 211–225). Rio de Janeiro: Brasport.

RÜBMANN, Michael et al. Industry 4.0: The Future of Productivity and Growth in Manufacturing Industries. 2015.

SALENTO, Angelo. Digitalisation and the regulation of work: theoretical issues and normative challenges. AI & SOCIETY, p. 1-10.

SCHWAB, Klaus. A Quarta Revolução Industrial. 1ª edição. São Paulo: Edipro, 2016

TESSARINI JÚNIOR, G.; SALTORATO, P. Impactos da indústria 4.0 na organização do trabalho: Uma revisão sistemática da literatura. Revista Produção Online, Florianópolis, SC, v. 18, n. 2, p. 743-769, 2018.

TORTORELLA, G. L. et al. Implementação da Produção enxuta e indústria 4.0 em empresas brasileiras de manufatura. Revista Empreender e Inovar, Brusque, SC, v. 1, n. 1, p. 01-18, 2018.

TOSE, Marilia de Gonzaga Lima e Silva. A evolução da gestão de recursos humanos no Brasil. 1997. 127 p. Dissertação (Mestrado em Administração). Faculdade de Economia, Administração, Contábeis e Atuariaos da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1997.

WEF, W. E. F. The Future of Jobs Employment, Skills and Workforce Strategy for the Fourth Industrial Revolution. In Global Challenge Insight Report (p. 167). 2016.

WHYSALL Z., OWTRAM M., BRITTAIN, S. "The new talent management challenges of Industry 4.0", Journal of Management Development, Vol. 38 Issue: 2, pp.118-129, https:// doi.org/10.1108/JMD-06-2018-018. 2019




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-432

Refbacks

  • There are currently no refbacks.