As relações Argentino-Brasileiras no telejornalismo Brasileiro, a partir do estereótipo da rivalidade e os desacordos do Mercosul / Argentine-Brazilian relationships in Brazilian telejornalism, from the stereotype of rivality and Mercosur disagreements

Roberta Brandalise

Abstract


Sob a orientação teórico-metodológica da Antropologia Cultural e dos Estudos Culturais Britânicos e Latino-americanos, estudamos a participação da televisão brasileira na construção de representações sociais e na articulação de identidades culturais em regiões de fronteira – espaços onde a televisão brasileira é consumida tanto por brasileiros quanto por outros povos da América do Sul. Neste artigo, apresentamos os principais resultados de nossa pesquisa no que diz respeito às apropriações e usos que brasileiros e argentinos fazem do telejornalismo brasileiro na fronteira entre Uruguaiana (Brasil) e Paso de los Libres (Argentina). Nesse sentido, destacam-se as narrativas que caracterizam as relações argentino-brasileiras como de rivalidade, especialmente as que dizem respeito aos desacordos em torno do Mercosul.

Keywords


Telejornalismo. Identidades Culturais. Fronteira Brasil-Argentina.

References


CANCLINI, N. G. Consumidores e cidadãos: conflitos multiculturais da globalização. Rio de Janeiro: UFRJ, 2010.

COLLIER JR, J. Antropologia Visual: a fotografia como técnica de pesquisa antropológica. São Paulo: EPU/EDUSP, 1973.

GEERTZ, C. A Interpretação das Culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

HAGUETE, T. M. F. Metodologias qualitativas na Sociologia. Petrópolis: Vozes, 1992.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 1999.

LIPPMANN, W. Opinião Pública. Petrópolis: Vozes, 2008

LOPES, M. I. V. Pesquisa em Comunicação. São Paulo: Loyola, 2002.

MARTÍN-BARBERO, J. Dos Meios às Mediações. Comunicação, Cultura e Hegemonia.Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2001.

ORLANDI, E. P. Discurso e leitura. São Paulo: Cortez, 1988.

THIOLLENT, M. Crítica Metodológica, Investigação Social e Enquete Operária. São Paulo: Polis, 1980.

YIN, R. K. Estudo de Caso – Planejamento e Métodos. Porto Alegre:




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-418

Refbacks

  • There are currently no refbacks.