Caracterização das fontes hídricas de estações de dessalinização e impactos do descarte do rejeito salino no solo: estudo de caso na Comunidade de Governador Dix-Sept Rosado, RN/ Characterization of water sources of dessalinization stations and impacts of discharge of saline reject in soil: case study in the Governor Community Dix-Sept Rosado, RN

Igor José Nascimento de Medeiros, Lycia Nascimento Rabelo Moreira, Aline Torquato Loiola, André Moreira de Oliveira, Nildo da Silva Dias, Hozano de Souza Lemos Neto, Celimari Campos da Silva Júnior, Andler Milton de Paiva Oliveira

Abstract


Nas comunidades rurais do semiárido brasileiro, as águas subterrâneas de poços tubulares são alternativas adotadas para o abastecimento populacional de determinada região, principalmente em regiões com escassez de água, como a região semiárida. No entanto, há uma grande limitação na utilização desses poços, pois a grande maioria tem alta concentração de sais. Estes sais exercem efeitos sobre o desenvolvimento e produção das culturas. Os efeitos do excesso de sais solúveis na solução do solo, principalmente o Na+ e o Cl-, provocam redução do desenvolvimento vegetal. Dessa forma o objetivo desse trabalho foi avaliar o impacto da disposição de rejeito da dessalinização no solo realizado na comunidade Monte Alegre, Governador Dix-Sept Rosado, Rio Grande do Norte, tendo em vista o reuso das águas como tecnologia social de convivência com o semiárido. As amostras de solo e água foram coletadas em dois períodos distintos, sendo feitas coletas de água de poço, dessalinizada e rejeito salino, e coleta nas camadas de 0 a 20 cm e de 20-40 cm em diferentes distâncias do ponto de despejo do rejeito. Ocorrendo características diferentes nas amostras do período seco, comparadas com o período chuvoso.


Keywords


Águas subterrânea, sais solúveis, semiárido.

References


ANDERS, C. R. Caracterização química da água de dessalinizadores e dos solos sob a influência do rejeito salino em Mossoró- RN [dissertação]. Mossoró: Universidade Federal Rural do Semi-Árido, 2013.

AYERS, R. S.; WESTCOT, D. W. A qualidade da água na agricultura. 2ª edição. Campina Grande: UFPB; 1999.

BOHN, H. L.; MCNELL, B. L.; O’CONNOR, G. A. Soil chemistry. 2ª edição. New York: John Wiley & Sons, 1985.

DONAGEMA, G. K.; CAMPOS, D. V. B.; CALDERANO, S. B.; TEIXEIRA, W. G.; VIANA, J. H. M. Manual de métodos de análises de solo. 2ª edição. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2011.

DIAS, N. S.; BLANCO, F. F. Efeito dos sais no solo e na planta. In: GHEYI, H. R.; DIAS, N. S.; LACERDA, C. F. Manejo da salinidade na agricultura: estudos básicos e aplicados. Fortaleza: INCTsal; 2010. p. 472.

OLIVEIRA, A. M. Impactos físico-químicos da disposição de rejeito de dessalinizadores das águas de poços em solos do oeste potiguar [tese]. Mossoró: Universidade Federal Rural do Semiárido, Mossoró, 2016.

RICHARDS, L. A. Diagnosis and improvement of saline and alkali soils. Washington D.C.: U.S. Salinity Laboratory; 1954.

REBOUÇAS, A. C. Águas subterrâneas. p. 119-151; in Rebouças AC, Braga B Tundisi JG. Águas doces no Brasil: Capital ecológico, uso e conservação. p. 703. 2ª edição revisada e ampliada, São Paulo, 2002, p. 119-151.

SILVA, F. J. A.; ARAÚJO, A. L.; SOUZA, R. O. Águas subterrâneas no Ceará – poços instalados e salinidade. Revista Tecnologia, v. 28, n. 2, p. 136-159, 2007.

SANTOS, A. N.; SILVA, E. F. F.; SOARES, T. M.; DANTAS, R. M. L.; SILVA, M. M. Produção de alface em NFT e Floating aproveitando água salobra e o rejeito da dessalinização. Revista Ciência Agronômica, v. 42, n. 2, p. 319-326, 2011.

SANTOS, R.; CAVALCANTE, L. F. Interações salinidade fertilidade do solo. In: Gheyi HR, Dias NS, Lacerda CF, organizadores. Manejo da salinidade na agricultura: Estudos básicos e aplicados. Fortaleza: INCT Sal; 2010. Cap. 14. p. 222–366.

MAFFEI, F.; CARBONE, F.; CANTELLI FORTI, G.; BUSCHINI, A.; POLI, P.; ROSSI, C.; MARABINI, L.; RADICE, S.; CHIESARA, E.; HRELIA, P. Drinking water quality: an in vitro approach for the assessment of cytotoxic and genotoxic load in water sampled along distribution system. Environment International, v. 35, n. 7, p.1053-1061, 2009.

Brasil, Programa Água Doce, Documento base, Brasília DF, p. 324, 2012.

VALE, M. B.; AZEVEDO, P. V. Avaliação da produtividade e qualidade do capim e do sorgo irrigados com água do lençol freático e do rejeito do dessalinizador. Holos, v. 3, n. 29, p. 181-195, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-362

Refbacks

  • There are currently no refbacks.