O pregão como ferramenta logística no processo de aquisição da administração Pública Brasileira / The auction as a logistic tool in the procurement process of the Brazilian Public administration

André Ricardo Ribeiro Batista

Abstract


Este artigo tem como objetivo analisar os principais pontos referentes ao pregão, enfatizando a importância desta modalidade de licitação como ferramenta logística nos processos de aquisição de bens e serviços comuns na administração pública brasileira. Traçando o histórico do desenvolvimento da logística empresarial, a função compras, bem como, comparando o antigo modelo burocrático da administração pública brasileira e as mudanças trazidas pela reforma administrativa buscam-se reunir elementos que ajudem a compreender a evolução do conceito da gestão pública e a importância do pregão. Nesse contexto, destacam-se os processos de aquisição de bens e serviços comuns, que por muito tempo foram vistos como entrave para o desenvolvimento das atividades administrativas, devido à sua lentidão, ao monopólio de um pequeno grupo de empresas e ao valor das aquisições, que geralmente eram acima do preço de mercado. A partir do pregão, as aquisições ganham maior agilidade, além de grandes economias, pois, após a abertura das propostas, as empresas classificadas podem disputar entre si ofertando lances com melhores propostas.


Keywords


Licitação, Logística; Administração Pública

References


BALLOU, Ronald H. Logística Empresarial. São Paulo: Atlas, 1993.

CHIAVENATO, Idalberto. Teoria Geral da Administração. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

DIAS, Marco Aurélio P. Administração de Materiais. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

FERNANDES, Jorge Ulisses Jacoby. Sistema de Registro de Preços e pregão presencial e eletrônico. 3. ed. Belo Horizonte: Fórum, 2008.

FILHO, JOSE DOS SANTOS CARVALHO. Manual de Direito Administrativo. 19ª. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2008.

MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Teoria Geral da Administração. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MEIRELES, Hely Lopes. Direito Administrativo Brasileiro. São Paulo: Malheiros Meditores, 1990.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, Senado, 1998.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n2-1171

Refbacks

  • There are currently no refbacks.