As revoluções tecnológicas na Educação: o uso do Facebook para a promoção da Lectoescrita / Technological revolutions in Education: the use of Facebook for the promotion of Lectoscript

Patrícia Trindade Nunes Tavares, Débora Araújo Leal

Abstract


O presente estudo é exponenceado na relevância do uso das tecnologias da informação e comunicação através do Facebook para a promoção da lectoescrita no espaço escolar. Traçou-se como objetivo geral do estudo analisar como as TIC por meio do Facebook, no espaço escolar, promovem as práticas da lectoescrita. A metodologia utilizada foi com base na pesquisa qualitativa, como técnica de recolha de dados: observação, questionário e a entrevista semiestruturada. Os procedimentos para interpretação dos dados foram respaldados na Análise do Conteúdo preconizada por Bardin (1977).  A abordagem teórica e conceitual foi fundamentada, principalmente, nos estudos de Paulino (2001), Grossi (2008), Lévy (2011), Chartier (1998), entre outros. Pelos dados e análises realizadas, foi possível constatar que a produção de um texto de forma coletiva é um processo que exige gerar ideias, confrontá-las com as outras e entrar muitas vezes em negociações para chegar num consenso. Conclui-se que as TIC por meio do Facebook tornam viáveis novas formas de aprendizagem, de construção, de registro e armazenamento do conhecimento, possibilitando, assim, maior facilidade em seu acesso, comunicação e uso no dia a dia. Além disso, a tecnologia nos oportuniza uma interatividade antes não permitida pelos demais meios de comunicação, haja visto a possibilidade de o usuário interagir com aquele que envia ou recebe a informação.


Keywords


Tecnologias da Comunicação e Informação. Facebook. Lectoescrita.

References


BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Portugal Edições 70, LDA. 1977.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 17ª edição.

CHARTIER, R. A aventura do livro: Do leitor ao navegador. Trad. Reginaldo de Moraes. São Paulo: Editora UNESP/ Imprensa Oficial do Estado, 1998.

FERNANDES, Luis. Redes Sociais Online e Educação: Contributo do Facebook no Contexto das Comunidades Virtuais de Aprendentes. Disponível em Acesso em: 22 de janeiro de 2019.

FREITAS, Maria Teresa de Assunção. A formação de professores diante dos desafios da cibercultura. n: FREITAS, Maria Teresa de Assunção (org). Cibercultura e formação de professores. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011.

GROSSI, Gabriel Pillar. Leitura e sustentabilidade. Nova Escola, São Paulo, SP, n° 18, abr. 2008.

LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informação. (Trad. Carlos Irineu da Costa). São Paulo: Editora 34, 2011.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O Desafio do Conhecimento: Pesquisa qualitativa em Saúde. São Paulo: Hucitec/ Abrasco. 1992.

PAULINO, M. G. R. Letramento literário: Por vielas e alamedas. Revista da Faced/UFBA, Salvador, n.5, p.56, 2001.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-324

Refbacks

  • There are currently no refbacks.