Contribuições da análise do comportamento aplicada para indivíduos com transtorno do espectro do autismo: uma revisão / Contributions to the applied behavior analysis for individuals with autism spectrum disorder: a review

Kaio da Silva Barcelos, Morgana de Fátima Agostini Martins, Gabriele Aparecida Barbosa Betone, Emerson Henklain Ferruzzi

Abstract


O termo ABA do inglês “Applied Behavior Analysis”, em português “Análise do comportamento aplicada”, se refere a uma das abordagens da Psicologia tendo como principal referência teórica Burrhus Frederic Skinner. A ABA como abordagem interventiva de indivíduos com Transtorno do Espectro do Autismo, é aplicada sistematicamente, para ampliar o repertório de comportamentos, as habilidades adaptativas sociais e enfraquecer ou diminuir comportamentos inadequados socialmente. O presente estudo trata-se de uma revisão da literatura em que fora feita uma seleção crítica de artigos relacionados à temática específica, que neste caso, aborda as contribuições da análise do comportamento aplicada na intervenção de indivíduos com o transtorno do espectro do autismo. O trabalho tem o intuito de investigar como a análise do comportamento aplicada pode contribuir para o desenvolvimento de indivíduos com o transtorno do espectro do autismo bem como aspectos conceituais e principais características. Para contemplar este objetivo, realizou-se uma revisão bibliográfica acerca de estudos publicados na íntegra, cuja investigação analisa as possibilidades e contribuições de intervenções por meio da análise do comportamento aplicada na área do autismo.

 


Keywords


Autismo; Análise do Comportamento Aplicada; Transtorno do Espectro do Autismo.

References


AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION – APA. Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais DSM-5. 5 ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2014.

CAMARGO, S. P. H.; RISPOLI, M. Análise do comportamento aplicada como intervenção para o autismo: definição, características e pressupostos filosóficos. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 26, n. 47, p. 639-650, 2013.

CAMARGO, S. P. H.; BOSA, C. A. Competência social, inclusão escolar e autismo: revisão crítica da literatura. Revista Psicologia e sociedade. São Paulo, v. 21, n. 01, p. 65-74, 2009.

FRANCO, C.; ALVES, F.; BONAMINO, A. Qualidade e equidade em educação: reconsiderando o significado de “fatores intra-escolares”. Ensaio – Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 15, n. 55, p. 277-297, 2007.

FERNANDES, F. D. M.; AMATO, C. A. L. H. Análise do Comportamento Aplicada e Distúrbios de Espectro do Autismo: revisão de literatura. CoDAS, São Paulo, v. 25, n. 3, p. 289-296, 2013.

GADIA, C. Aprendizagem e autismo. In: ROTTA, N. T.; OHLWEILER, L.; RIESGO, R. S. Transtornos da aprendizagem: abordagem neuropsicológica e multidisciplinar. Porto Alegre: Artmed, 2ed., 2006. P. 440-449.

KLIN, A. Autismo e síndrome de Asperger: uma visão geral. Revista Brasileira de Psiquiatria, São Paulo, v. 28, v. sup. 1, p. 03-11, 2006.

MARTINS, Morgana de Fátima Agostini. ACOSTA, Priscila de Carvalho. MACHADO, Gabriela. A parceria entre escola e família de crianças com transtorno do espectro do autismo. Caderno de Pesquisas em Educação, v.43, p. 59-71, 2016.

MARTINS, E. X. Autismo Infantil na Perspectiva Analítico Comportamental. 2005. 38f. Monografia (Graduação em Psicologia) - Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2005.

MARTONE, M.; SANTOS-CARVALHO, L. Uma Revisão dos Artigos Publicados no Journal of Applied Behavior Analysis (JABA) sobre Comportamento Verbal e Autismo entre 2008 e 2012. Revista Perspectivas, São Paulo, v. 3, n. 2, p. 73-86, 2012.

ROGERS, C. R. Tornar-se pessoa. 5 ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-310

Refbacks

  • There are currently no refbacks.