Inclusão da pessoa com deficiência no ensino a distância sob a ótica dos documentos legais / Inclusion of people with disabilities in distance learning from the perspective of legal documents

Andreia Ines Dillenburg, Danieli Wayss Messerschmidt

Abstract


O presente trabalho caracteriza-se por uma pesquisa bibliográfica que objetivou verificar as legislações que norteiam e balizam a inclusão de pessoas com deficiência na Educação Superior na modalidade a distância. Classifica-se como qualitativo cuja principal característica é a análise do comportamento humano e a sua capacidade de observação, e de interação do investigador com os atores sociais envolvidos, visando o aprofundamento e a compreensão do objeto em estudo. Neste sentido, buscou-se retomar e organizar as possibilidades legais relacionadas a inclusão de pessoas com deficiência na Universidade Aberta do Brasil da UFSM (UAB/UFSM). A pesquisa foi realizada considerando a realidade da Universidade Federal de Santa Maria, que desde o vestibular de 2008, possui a reserva de 5% de suas vagas para pessoas com deficiência, amparada na Resolução 0011/07[1] que atualmente destina-se aos processos seletivos referentes a graduação, nível médio e cursos técnicos, em cursos da modalidade de Educação a Distância-EAD e presencial. A leitura vertical dos documentos apresentados possibilita compreender a importância da expansão e interiorização da aprendizagem, as quais caracterizam-se como estratégias para o alcance de metas nacionais e internacionais. Este movimento tem gerado novas possibilidades e realidades, sendo a inclusão na educação a distância um reflexo destes movimentos de expansão nas vagas. No entanto a grande quantidade de documentos acaba burocratizando o processo de acesso e atualização dos gestores e usuários da modalidade, o que pode caracterizar-se como uma barreira para a promoção da inclusão de pessoas com deficiência na Educação Superior.


Keywords


Inclusão. Políticas Públicas. Educação a Distância. Pessoa com Deficiência.

References


BARRETO, Maria Aparecida dos Santos Corrêa. Dilemas da inclusão na educação básica frente as diretrizes para a formação em pedagogia. In: Claudio Roberto Baptista; Katia Regina Moreno Caiado; Denise Meyrelles de Jesus. (Org.). Educação especial: diálogo e pluralidade. 1 ed. Porto Alegre: Mediação, 2008, v. 1, p.

BELLONI, Maria Luiza. Educação a distância. Campinas, SP: Ed. Autores Associados, 1 ed.1996.

_________. Educação a distância. Campinas, SP: Ed. Autores Associados, 1 ed.1999.

BEYER, H.O. Por uma epistemologia das crianças com necessidades especiais. In: Inclusão: Revista da Educação Especial. V2. Brasília: Secretaria de Educação Especial, 2006.

GARCIA, R. M. C. Políticas inclusivas na educação: do global ao local. In: Claudio Roberto Baptista; Katia Regina Moreno Caiado; Denise Meyrelles de Jesus. (Org.). Educação especial: diálogo e pluralidade. 1 ed. Porto Alegre: Mediação, 2008, v. 1, p. 11-23.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

_________. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Nº 9394/96 de 20 de dezembro de 1996. Disponível em:< http://portal.MEC.gov.br/seesp/arquivos/pdf/lei9394_ldbn2.pdf> Acesso em: 25 de fevereiro. de 2020

_________.Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Inclusão. Brasília, DF, 2008a. Disponível em: . Acesso em: 20 abr. 2017.

_________. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Diário oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 7 jul.2015. Disponível em: Acesso em: 20 abr. 2020.

_________. Decreto Nº 5.626, DE 22 de dezembro de 2005. < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5626.htm>. Acesso em 17.03.2020.

_________. Documento orientador programa INCLUIR - acessibilidade na educação superior SECADI/SESU. 2013. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?Itemid=495. Acesso em 15 de fevereiro de 2020.

_________. Matrículas de pessoas com deficiência em universidades cresceram 933% em dez anos. Disponível em : http://www.brasil.gov.br/educacao/2012/10/ensino-superior-do-brasil-tem-recorde-de-matriculas-nos-ultimos-anos. Acesso em 15 de fevereiro de 2020.

_________. Ministério da Educação. Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), 2007.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário da língua portuguesa. 5. ed. Curitiba: Positivo, 2010.

GERHARDT et al. Métodos de pesquisa. Universidade Aberta do Brasil – UAB/UFRGS e pelo Curso de Graduação Tecnológica – Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural da SEAD/UFRGS. – Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

GIL, Antônio Carlos, 1946- Como elaborar projetos de pesquisa/Antônio Carlos Gil. - 4. ed. - São Paulo : Atlas, 2002.

LAVARDA, Eliane Sperandei. O currículo e a Inclusão na Educação Superior: Ações de permanência nos cursos de graduação da UFSM 2014. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Santa Maria, 2014.

LIMA, Katia. A política de ensino superior a distância no Brasil nos anos de neoliberalismo - doi: 10.5007/2175-795X.2011v29n1p19.

MANZINI, E.J. Tipo de conhecimento sobre inclusão produzido pelas pesquisas. Rev. Bras. Ed. Esp., v.17, n.1, p.53-70, Jan.-Abr, Marília: UFSCar, 2011.

MENEZES, Eliana da Costa Pereira de. Informática e Educação Inclusiva: discutindo limites e possibilidades. 01. ed. Santa Maria: Editora da Universidade Federal de Santa Maria, 2006. v. 01. p. 130.

NUNES, Leila Regina D. O P. SOBRINHO, Francisco P. Nunes. Acessibilidade. In: Claudio Roberto Baptista; Katia Regina Moreno Caiado; Denise Meyrelles de Jesus. (Org.). Educação especial: diálogo e pluralidade. 1 ed. Porto Alegre: Mediação, 2008, v. 1, p.

OLIVEIRA, João Ferreira de; MORAES, Karine Nunes de; DOURADO, Luiz Fernandes. 2.1. Gestão escolar democrática: definições, princípios e mecanismos de implementação. Políticas e Gestão na Educação. Disponível em: http://escoladegestores.mec.gov.br/site/4sala_politica_gestao_escolar/pdf/texto2_1.pdf Acesso em 01.03.2020.

ONU. Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência -Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. 2007. Disponível em: http://www.ulbra.br/acessibilidade/files/cartilha_onu.pdf. Acesso em 15 de fevereiro de 2020.

SANTOS, Rita de Càssia dos. Perfil da Educação a Distância no Extremo Sul do Brasil: estrutura, aplicação e avaliação. Pelotas, UCPel, 2010 p. 111. Dissertação (Mestrado) Universidade Católica de Pelotas, Mestrado em Política Social. Pelotas, RS – BR, 2010.

SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão: construindo uma sociedade para todos. 8ª edição. Rio de Janeiro: WVA, 2010d.

SOUZA, Queila Ribas de. REIS, Enoque da Silva, ROCHA, Talmairan Edevaldo da Costa,

MOTA, Olga Maria da, ELER, Rosiane Ribas de Souza, FRANÇA, Simone dos Santos. Inclusão na Universidade Federal de Rondônia/Brasil: análise acerca da percepção de gestores x aluno. Braz. J. of Develop., Curitiba, v. 6, n.5, p.25506-25520 may. 2020. ISSN 2525-8761




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-308

Refbacks

  • There are currently no refbacks.