O estudo do meio como estratégia de integração na formação docente em Pedagogia: um estudo de caso / The environment study as integrating strategy in teacher education in Pedagogy: a case study

Railda dos Santos Gomes, Valdenildo Pedro da Silva

Abstract


O presente artigo tem por objetivo refletir sobre um estudo do meio, enquanto técnica integradora dos processos de ensino-aprendizagem, realizado no bairro de Lagoa Nova em Natal-RN por estudantes do curso de Pedagogia da Faculdade Uninassau de Natal. Os procedimentos metodológicos deste estudo seguiram delineamentos de uma pesquisa com abordagem qualitativa, utilizando-se de levantamento bibliográfico, pesquisa documental, observações, entrevistas informais e análise de conteúdo. Com o desenvolvimento desse estudo na Escola Estadual Nestor Lima, na Praça Bandeirantes e no Bosque das Mangueiras, concluiu-se que o estudo do meio foi capaz de levar os estudantes do curso de Pedagogia a refletir, a trocar percepções sobre o meio vivencial, a desenvolver um olhar crítico e a construir o conhecimento de modo integrado e significante para a formação docente sobre realidade social do entorno. Constatou-se, ainda, que o estudo do meio é uma estratégia de ensino e pesquisa de grande importância, uma vez que que aproximou o estudante do curso ao ambiente fora da sala de aula, estimulou e motivou o pensamento crítico.


Keywords


Estratégia de ensino; Estudo do meio; Ensino superior; Interdisciplinaridade.

References


AKSLAND, C.; RUNDGREN, S. C. 5th–10th-grade inservice teachers’ pedagogical content knowledge (PCK) for sustainable development in outdoor Environment. Journal of Adventure Education and Outdoor Learning, DOI: 10.1080 / 14729679.2019.1697713. 2019. Available in: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/14729679.2019.1697713. Access in: 10 abr. 2020.

CASTELLAR, S.; VILHENA, J. Ensino de Geografia. São Paulo: Cengage, 2010.

DAGENAIS, P. Estudo do meio, base do ensino da Geografia. Boletim Geográfico, IBGE, n. 18, p.837-39, 1944.

DESLAURIERS, J-P.; KÉRISIT, M. O delineamento de pesquisa qualitativa. In: POUPART, J. et al. (Org.). A pesquisa qualitativa: enfoques epistemológicos e metodológicos, v. 2, p. 127-53, 2008.

DEWEY, J. Os pensadores. In. Vida e educação: a criança e o programa escolar.

São Paulo: Abril Cultural, 1980.

EENL. Escola Estadual Nestor Lima. Projeto político pedagógico. Natal: EENL, 2018.

IFRN. Projeto político pedagógico. Disponível em: http://portal.ifrn.edu.br/institucional/default-page. Acesso em: 15 jun. 2019.

MACEDO, R. C.; LANDIM NETO, F. O.; SILVA, E. V. Descobrindo o entorno escolar: estudo do meio aplicado na análise da paisagem. Geosaberes, Fortaleza, v. 6, número especial (2), p. 33 – 45, nov. 2015. Disponível em: http://www.geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/409. Acesso em: 10 maio 2020.

PEREIRA, A.S. et al. Metodologia da pesquisa científica. [e-book]. 2018. Disponível em ttps://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia-Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1. Acesso em: 15 maio 2020.

PONTUSCHKA, N. N. Estudo do meio, interdisciplinaridade, ação pedagógica. Disponível em:

PONTUSCHKA, N. N.; NADAI, E.; BITTENCOURT, C. M. F.; KULCSAR, R. O estudo do meio como trabalho integrador das práticas de ensino. Boletim Paulista de Geografia, São Paulo, n. 70, p. 45-52, 1991.

PREFEITURA MUNICIPAL DE NATAL (Município). Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo. Anuário de Natal 2017-2018: edição especial para a revisão do plano diretor de Natal, 2018. Disponível em: https://www.natal.rn.gov.br/semurb/paginas/ctd-102.html. Acesso em: 8 mar. 2020.

ROLDÃO, M. C. Estratégias de ensino: saber e o agir do professor. Vila Nova de Gaia: Fundação Manuel Leão, 2009.

UNINASSAU. História da Faculdade Uninassau de Natal. Disponível em: https://www.uninassau.edu.br/estrutura-fisica/natal. Acesso em: 15 abril 2020.

VIERO, V. C.; BARBOSA FILHO, L. C. Praças públicas: origens, conceitos e funções. (artigo acadêmico). Santa Maria, 2009.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3 ed. São Paulo: Bookman, 2001.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-262

Refbacks

  • There are currently no refbacks.