Prevalência de Helmintos Gastrointestinais em Cães atendidos no Hospital Veterinário Universitário Francisco Edilberto Uchoa Lopes da Universidade Estadual do Maranhão com Enfoque em Saúde Pública/ Prevalence of gastrointestinal helminths in dogs treated at the Veterinary University Hospital Francisco Edilberto Uchoa Lopes of the State University of Maranhão with a focus on public health

Clarissa Sousa Costa Ferreira, Vitória Almeida de Sousa, Roberta Carolynne Lima de Castro, Nordman Wall Barbosa de Carvalho Filho, Cláudio Luís Nina Gomes, Viviane Correa Silva Coimbra, Daniel Praseres Chaves, Luciano Santos da Fonseca

Abstract


Os animais de companhia são infectados por vários gêneros de parasitas. As infestações estão associadas a fatores como situação geográfica, clima, época do ano e condições de manejo. O hábito de animais frequentarem locais públicos como praças, parques e praias, ambientes favoráveis ao desenvolvimento de helmintos, constituindo um problema de saúde pública. O objetivo deste trabalho é avaliar a prevalência de helmintos gastrointestinais em cães atendidos no Hospital Veterinário Universitário da Universidade Estadual do Maranhão, analisando a sua distribuição espacial a prevalência em características individuais como: sexo, idade, raça. Para determinar a presença de cães suspeitos foram avaliados parâmetros como o motivo da ida ao Médico Veterinário, sinais clínicos, protocolo de vermifugação, alimentação e acesso à rua. Os resultados parciais desta pesquisa, realizada no período de 4 meses em 150 amostras diagnosticaram 58% (82/150) foram positivas para alguma helmintose, com prevalência de Ancylostoma spp. perfazendo 53% (44/82) dos casos. Através dos resultados encontrados é possível trabalhar de forma mais elaborada na prevenção e controle sobre os referidos parasitas, visando a saúde e bem-estar dos animais e por consequência do Homem.


Keywords


Cão, endoparasitas, zoonose, saúde pública.

References


ALVES, O. F.; GOMES, A. G.; SILVA, A. C. Ocorrência de enteroparasitos em cães do município de Goiânia, Goiás: comparação de técnicas de diagnóstico. Ciência Anim. Bras., Goiás, v. 6, p. 127-133, 2005.

COSTA-CRUZ, J. M.; NUNES, R. S.; BUSO, A. G. Presença de ovos de Toxocara spp em praças públicas da cidade de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, São Paulo, v. 36, n. 1, p. 39-42, 1994.

FUNADA, M. R.; PENA, H. F. J.; SOARES, R. M.; AMAKU, M.; GENNARI, S. M. Frequência de parasitos gastrintestinais em cães e gatos atendidos em hospital escola veterinário da cidade de São Paulo. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte, v. 59, n. 5, p.1338-1340, 2007.

GENNARI, S.M.; PENA, H.F.J.; BLASQUES, L.S. Frequência de ocorrência de parasitos gastrintestinais em amostras de fezes de cães e gatos da cidade de São Paulo. Vet News, v.52, p.10-12, 2001.

GUIMARÃES, A. M.; gu, E. G. L.; REENDE G. F.; RODRIGUES M. C. Ovos de Toxocara sp. e larvas de Ancylostoma sp. em praça pública de Lavras, MG. Rev Saúde Públ São Paulo, v. 39, p. 293-295, 2005.

LEITE, L. C. et al. Endoparasitas em cães (Canis familiaris) na cidade de Curitiba – Paraná – Brasil. Arch Vet Sci, Curitiba, v. 9, p. 95-99, 2004.

MACHADO, J. A. C.; ROCHA, J. R.; SANTOS, L. M.; PICCININ, A. Terapia assistida por animais (TAA). Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, Garça, Ano VI, n. 10, p. 1-7, 2008.

OLIVEIRA, S. F. O.; MELO, D. P. G.; FERNANDES, P. R.; SCHULZE, C. M. B.; GUIMARÃES, M. S.; SILVA, Q. C. Ocorrência de helmintos gastrintestinais em cães errantes da cidade de Goiânia - Goiás. Revista de Patologia Tropical, São Paulo, v. 38, n. 4, p. 279-283, 2009.

RAMÍREZ-BARRIOS, R.A.; BARBOZAMENA, G.; MUÑOZ, J. et al. Prevalence of intestinal parasites in dogs under veterinary care in Maracaibo, Venezuela. Vet. Parasitol. Amsterdam, v.121, p.11-20, 2004.

ROBERTSON, I. D.; IRWIN, P. J.; LYMBERY, A. J.; THOMPSON, R. C. A. The role of companion animals in the emergence of parasitic zoonoses. International Journal for Parasitology, Oxford, v. 30, n. 2, p. 1369- 1377, 2000.

SANTARÉM, V. A.; GIUFFRIDA, R.; ZANIN, G. A. Larva migrans cutânea: ocorrência de casos humanos e identificação de larvas de Ancylostoma spp em parque público do município de Taciba, São Paulo. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Uberaba, v. 37, n. 2, p. 179-181, 2004.

SANTOS, S. V., CASTRO J. M. Ocorrência de Agentes Parasitários com Potencial Zoonótico de Transmissão em Fezes de Cães Domiciliados do Município de Guarulhos, SP. Arq Inst Biol, São Paulo, v.73, p. 255-257, 2006.

SCAINI, C. J.; TOLEDO, R. N.; LOVATEL, R.; DIONELLO, M. A.; GATTI, F. A.; SUSIN, L.; SIGNORINI, V. R. M. Contaminação ambiental por ovos e larvas de helmintos em fezes de cães na área central do Balneário Cassino, Rio Grande do Sul. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Uberaba, v 36, n. 5, p. 617-619, 2003

SILVA, et al. Endoparasitas em cães e gatos diagnosticados em São Luís – Maranhão. Revista PUBVET, Paraná, v.11, n.6, p.587-595, Jun. 2017.

SOUZA, L. C.; et al. Associação homem-animal: reflexos na economia. Revista de Educação continuada CRMV, São Paulo, v.4, p.62-5, 2001.

TAYLOR, M. A.; et al. Parasitologia veterinária. Editora Guanabara Koogan S/a. 3.ed. Rio de Janeiro, 2010.

TORRICO, K. J.; SANTOS, K. R.; MARTINS, T. F.; PAZ E SILVA, F. M.; TAKAHIRA, R. K.; LOPES, R. S. Ocorrência de parasitas gastrintestinais em cães e gatos na rotina do laboratório de enfermidades parasitárias da FMVZ/UNESP-Botucatu, SPP. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, Jaboticabal, v. 17, p. 182-183, 2008.

VASCONCELLOS, M. C.; BARROS, J. S. L.; OLIVEIRA, C. S. Parasitas gastrointestinais em cães institucionalizados no Rio de Janeiro, RJ. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 40, n. 2, p. 321-323, 2006.

ZUCCO, L. J.; PEDRASSANI, D. Enteroparasitos em cães dos municípios de canoinhas e Três Barras, SC. Ágora: Revista de Divulgação Científica, Santa Catarina, v. 16, p. 1-12, 2009.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-239

Refbacks

  • There are currently no refbacks.