Doença hipertensiva específica da gestação: prevalência e fatores associados / Pregnancy-specific hypertensive disease: prevalence and associated factors

Thomas Andre Fiorio, Tatiana Marangon Pereira, Marcelo Gressler Righi, Ana Paula Vieira, Franciele Aní Caovilla Follador, Guilherme Welter Wendt, Lirane Elize Defante Ferreto

Abstract


A doença hipertensiva específica da gestação (DHEG) é uma das complicações mais comuns e de maior morbimortalidade materna da gravidez. O objetivo da pesquisa foi de analisar o perfil epidemiológico dos casos em um hospital de alto risco na região Sudoeste do Paraná. Foram analisados os dados coletados de prontuários das gestantes de alto risco com a doença em questão que realizaram o parto no hospital estudado no ano de 2016. Dos 88 prontuários analisados, 35 pacientes apresentavam algum distúrbio hipertensivo classificado como DHEG, sendo que 80% dessas tinham diagnóstico de DHEG não especificada, 11,43% de síndrome HELLP e 8,57% de pré-eclâmpsia. O perfil das gestantes foi o seguinte: mulheres com menos de 35 anos, casadas, branca, trabalhadoras do lar, com escolaridade relativamente baixa e provenientes de Francisco Beltrão. Além disso, essas pacientes, em sua maioria, já haviam tido ao menos uma gestação prévia e eram multíparas. Diante dos resultados sugere-se aumento de investimento em ações de planejamento familiar, orientação nutricional e capacitação dos profissionais de saúde para a orientação das gestantes.

 

 


Keywords


Pré-eclâmpsia; Hipertensão Induzida pela Gravidez; Fatores de Risco; Gravidez de Alto Risco.

References


Vettore MV, Dias M, Domingues RMSM, et al. Cuidados pré-natais e avaliação do manejo da hipertensão arterial em gestantes do SUS no município do Rio de Janeiro, Brasil. Cadernos de saúde pública. 2011 Mai; 27(5): 1021-1034.

Say L, Chou D, Gemmill A, et al. Global causes of maternal death: a WHO systematic analysis. The Lancet global health. 2014 Jun; 2(6): 323-333.

Gonçalves R., Fernandes RAQ, Sobral DH. Prevalência da doença hipertensiva específica da gestação em hospital público de São Paulo. Revista Brasileira de Enfermagem. 2005 Fev; 58(1): 61-64.

Angonesi J, Polato A. Doença hipertensiva específica da gestação (DHEG), incidência à evolução para a Síndrome de HELLP. Revista brasileira de análises clínicas. 2007; 39(4): 243-245.

Silva EF, Cordova FP, Chachamovich, JLR, et al. Percepções de um grupo de mulheres sobre a doença hipertensiva específica da gestação. Revista Gaúcha de Enfermagem. 2011 Jun; 32(2): 316-322.

Zugaib M, editor. Zugaib Obstetrícia. 3ª edição. Barueri, SP: Manole; 2016.

Oliveira ACM, Santos AA, Bezerra AR, et al. Maternal factors and adverse perinatal outcomes in women with Preeclampsia in Maceió, Alagoas. Arquivos. Brasileiros de Cardiologia. 2016 Fev; 106(2): 113-120.

Rezende KB, Bornia RG, Esteves APVS, et al. Preeclampsia: prevalence and perinatal repercussions in a universitary hospital in Rio de Janeiro, Brazil. Pregnancy hypertension: an international journal of women’s cardiovascular health. 2016 Out; 6 (4): 253-255.

Silva TC, Varela PLR, Oliveira RR, et al. Morbidade materna grave identificada no Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde, no estado do Paraná, 2010. Epidemiologia e Serviços de Saúde. 2016 Set; 25(3): 617-628.

Umesawa M, Kobashi G. Epidemiology of hypertensive disorders in pregnancy: prevalence, risk factors, predictors and prognosis. Hypertension Research. 2017 Mar; 40(3): 213-220.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BR). População estimada. Brasília: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2017.

Villa PM, Marttinen P, Gillberg J, et al. Cluster analysis to estimate the risk of preeclampsia in the high-risk Prediction and Prevention of Preeclampsia and Intrauterine Growth Restriction (PREDO) study. Plos One. 2017 Mar; 12(3): e0174399.

Hutcheon JA, Lisonkova S, Joseph KS. Epidemiology of pre-eclampsia and the other hypertensive disorders of pregnancy. Best Practice & Research Clinical Obstetrics & Gynaecology. 2011 Ago; 25(4): 391-403.

Zuccoloto EB, Pagnussatt EN, Nogueira GC, et al. Anesthesia in pregnant women with HELLP syndrome: case report. Revista Brasileira de Anestesiologia. 2016 Dez; 66(6): 657-660.

O'Gorman N, Wright D, Poon LC, et al. Multicenter screening for pre-eclampsia by maternal factors and biomarkers at 11-13 weeks' gestation: comparison with NICE guidelines and ACOG recommendations. Ultrasound In Obstetrics & Gynecology. 2017 Jun; 49(6): 756-760.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-216

Refbacks

  • There are currently no refbacks.