Atividade Física e Aptidão física de escolares do Município de Criciúma/ Physical activity and physical fitness of schoolchildren from the municipality of Criciúma-SC

Ian Rabelo Gabriel, Geiziane Laurindo de Morais, Eduarda Valim Pereira, Ednara Savio Caetano, Ana Maria Jesuino Volpato, Joni Marcio de Farias

Abstract


Objetivo: verificar a incidência e a classificação dos niveis de atividade física e aptidão física de escolares do município de Criciuma. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal, do tipo exploratorio. A populacao foi de 583 escolares (11 a 17 anos) de ambos os sexos, sendo eles 190 de escolas particulares, 259 de escolas estaduais e 134 de escolas municipais, todas localizadas em Criciúma-SC. Como instrumento para obter o nível de atividade física, foi utilizado o instrumento IPAQ adaptado (versão curta) e para obter os valores referentes a aptidão física foi utilizado o PROESP (Projeto Esporte Brasil). Resultados: Sobre os níveis de atividade física pode-se concluir que a maioria é fisicamente inativa, quanto aos testes físicos, entre os sexos, pode-se analisar, que os meninos têm valores maiores que as meninas. Considerações finais: A literatura ainda não e abrangente o bastaste, quanto é necessário para ter base epidemiológica em relação a atividade física relacionada com a aptidão física.


Keywords


Atividade física, aptidão física, escolares.

References


Balbinotti, M.A.A; Zambonato F.; Barbosa M.L.L; Saldanha R.P.; Balbinotti C.A.A. Motivação à prática regular de atividades físicas e esportivas: um estudo comparativo entre estudantes com sobrepeso, obesos e eutróficos. Motriz: rev. educ. fis. (Online). 2011 Sep.; 17( 3 ): 384-394.

Barbosa K.B.F.; Franceschini S.C.C.; Priore S.E.; Influência dos estágios de maturação sexual no estado nutricional, antropometria e composição corporal de adolescentes. Rev. Bras. Saude Mater. Infant. (Online). 2006; 6(4): 375-382.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional de Atenção Básica. Brasília: Ministério da Saúde, 2012. (Série E. Legislação em Saúde).

Coelho L.G., Cândido A.P.C., Machado-Coelho G.L.L., Freitas S.N. Associação entre estado nutricional, hábitos alimentares e nível de atividade física em escolares. J. Pediatr. (Rio J.) [Internet]. 2012 Oct; 88( 5 ): 406-412.

DAMASCENO, M.M. et al. Correlação entre índice de massa corporal e circunferência da cintura em crianças. Acta Paulista de Enfermagem, v. 23, n. 5, 2010.

DE SOUZA, W.C. et al. Relação entre o índice de massa corporal e a relação cintura/quadril em escolares. Revista Carioca de Educação Física, v. 13, n. 1, 2018

Hallal PC, Victora CG. Reliability and validity of the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ). Med Sci Sports Exerc. 2004; 36(3):556.

Hallal, P. C., Andersen, L. B., Bull, F. C., Guthold, R., Haskell, W., & Ekelund, U. (2012). Global physical activity levels: surveillance progress, pitfalls and prospects. Lancet, 380(9838), 247-257.

Ibanez L, Ong K, de Zegher F, Marcos MV, Del Rio L, Dunger DB. Fat distribution in non-obese girls with and without precocious pubarche: central adiposity related to insulineamia and androgenaemia from prepuberty to postmenarche. Clin Endocrinol 2003; 58: 372-9.

Laitinen J, Power C, Jãrvelin M. Family social class, maternal body mass index, and age at menarche as predictors of adult obesity. Am J Clin Nutr 2001; 37: 119-32. 19.

MALINA, R.M. & BOUCHARD, C. Growth, Maturation and Physical Activity. Champaign: Human Kinetics Books, 1991.

MONTEIRO, Paulo Henrique Nico; BIZZO, Nelio. A saúde na escola: análise dos documentos de referência nos quarenta anos de obrigatoriedade dos programas de saúde, 1971-2011. Hist. cienc. saúde. Manguinhos, Rio de Janeiro , v. 22, n. 2, p. 411-428, June 2015 &lng=en&nrm=iso>. access on 09 Sept. 2018. Epub Dec 19, 2014.

Prochaska JO, Marcus BH. The transtheoretical model: applications to exercise. In: Dishman RK, editor. Advances in exercise adherence. Champaign, IL: Human Kinetics, 1994;181-90.

PROJETO ESPORTE BRASIL. Disponível em: https://www.proesp.ufrgs.br Acesso em: 17 de novembro de 2018.

Remsberg KE, Demerath EW, Schubert CM, Chumlea, WC, Sun SS, Siervogel RM. Early menarche and the development of cardiovascular disease risk factors in adolescent girls: The fels longitudinal study. J Clin Endocrinol Metab 2005; 90: 2718-24.

SCHUBERT, A. et al . APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA À PRÁTICA ESPORTIVA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES. Rev Bras Med Esporte, São Paulo , v. 22, n. 2, p. 142-146, Apr. 2016 .

Silva J.A; S.K.S; Lopes A.S.; Nahas M.V.; Behavior change stages related to physical activity in adolescents from Santa Catarina: prevalence and associated factors. Rev. paul. pediatr. [Internet]. 2016 Dec [cited 2018 Nov 20] ; 34( 4 ): 476-483.

THOMAS, J. R.; NELSON, J. K.; SILVERMAN, S. J. Métodos de pesquisa em atividade física. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.

VELHO, R.; FORNARI, F.; Avaliação da aptidão física relacionada ao desempenho motor em escolares da faixa etária de nove anos de idade. Efdeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, v. 5, n. 158, p.1-1, 2011.

Venâncio P.E.M, Teixeira Cristina Gomes de Oliveira, Silva Francisco Martins da. Excesso de peso, nível de atividade física e hábitos alimentares em escolares da cidade de Anápolis-GO. Rev. Bras. Ciênc. Esporte [Internet]. 2013 June; 35( 2 ): 441-453.

World Health Organization. Global recommendations on physical activity for health. Geneva: World Health Organization; 2010.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-144

Refbacks

  • There are currently no refbacks.