Outubro rosa: uma ação de cuidado no cenário das políticas públicas / October rosa: care action in the public policy scenario

Brenda Freitas Pontes, Jane Baptista Quitete, Roberto Ferreira dos Reis, Belisa Maria Santos da Silva, Mariana Tavares da Silva, Sthefany Suzana Dantas da Silveira, Mara Dayanne Ramos Alves de Cerqueira, Rosana de Carvalho Castro

Abstract


Introdução: o controle do câncer de mama vem sendo uma das prioridades na agenda da Política Nacional de Saúde, sendo um tema premente nas políticas públicas desenvolvida no Brasil desde os anos 1980. Objetivo: apresentar os resultados do evento Outubro Rosa no Consultório de Enfermagem.  Método: relato de experiência sobre o evento realizado no mês de outubro de 2019, em um dos quatro cenários de atenção a saúde das mulheres. Ação de saúde vinculada ao projeto de pesquisa autorizado pelo Comitê de Ética do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP), CAAE nº: 93546617.3.0000.5243. Resultados: na população estudada identificamos maior incidência de fatores de risco para o câncer de mama: sedentarismo, nuliparidade, menarca precoce, sobrepeso ou obesidade, histórico familiar, e ingesta regular de álcool, bem como maior proporção de mulheres que nunca tiveram suas mamas avaliadas por um profissional de saúde. Conclusão: as vulnerabilidades identificadas podem colaborar na implementação de ações de cuidado a serem realizadas pela instituição que fez parte deste estudo.


Keywords


Câncer de Mama; Enfermagem; Formação Profissional; Saúde Sexual e Reprodutiva; Saúde da Mulher.

References


BATISTON, A.P. et al. Conhecimento e prática de médicos e enfermeiros sobre detecção precoce do câncer de mama. Revista Brasileira de Promoção da Saúde. 29(2), abril/junho de 2016. p. 153-162. Disponível em: . Acesso em abril de 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde (MS). Controle dos cânceres do colo do útero e da mama. (Cadernos de Atenção Básica n. 13) Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. (Série A. Normas e Manuais Técnicos). [Internet]. Brasília, 2013. Disponível em: . Acesso em abril de 2020.

BRAY, F. et al. Global cancer statistics 2018: GLOBOCAN estimates of incidence and mortality worldwide for 36 cancers in 185 countries. CA: a cancer journal for clinicians, v. 68, n. 6, Hoboken, 2018. p. 394-424. Disponível em: . Acesso em abril de 2020.

FERLAY, J. et al. Cancer today. International Agency for Research on Cancer, n.15. France, 2018. Disponível em: . Acesso em abril de 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA (INCA). A situação do câncer de mama no Brasil: síntese de dados dos sistemas de informação. Rio de Janeiro: INCA, 2019. Disponível em: . Acesso em abril de 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA (INCA). Diretrizes para a detecção precoce do câncer de mama no Brasil. Rio de Janeiro: INCA, 2015. Disponível em: . Acesso em abril de 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA (INCA). Estimativa 2020: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro, 2019. Disponível em: . Acesso em abril de 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA (INCA). Viva Mulher 20 anos: história e memória do controle dos cânceres do colo do útero e de mama no Brasil. Rio de Janeiro: INCA, 2018. Disponível em: . Acesso em abril de 2020.

LAKHANI, S. R. (ed.) WHO Classification of Tumours of Breast. Geneve: International Agency for Research on Cancer, 2012. Disponível em: . Acesso em abril de 2020.

Melo, F.B.B. et al. Actions of nurses in early detection of breast cancer. Revista Brasileira de Enfermagem [Internet]; 70(6), 2017. p.1119-28. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/reben/v70n6/pt_0034-7167-reben-70-06-1119.pdf>. Acesso em maio de 2020.

MIGOWSKI, A. et al. Diretrizes para detecção precoce do câncer de mama no Brasil: novas recomendações nacionais, principais evidências e controvérsias. Caderno de Saúde Pública n. 34(6): e00074817, 2018. Disponível em: < https://scielosp.org/article/csp/2018.v34n6/e00074817/>. Acesso em maio de 2020.

MORAES, D.C. et al. Opportunistic screening actions for breast cancer performed by nurses working in primary health care. Revista da Escola de Enfermagem da USP. Edição 50(1), São Paulo, 2016. p.14-21. Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342016000100014&lng=en&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em abril de 2020.

SILVA, D.N.C da. et al. Perfil reprodutivo das mulheres assistidas no Evento Outubro Rosa: Dia D. Revista de enfermagem UFPE on line. 9 (1):237-42, Recife, 2015. p. 240. Disponível em: . Acesso em março de 2020.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Sexual and reproductive health core competencies in primary care: attitudes, knowledge, ethics, human rights, leadership, management, teamwork, community work, education, counselling, clinical settings, service, provision. Geneve, 2011. Disponível em: . Acesso em maio de 2020.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-117

Refbacks

  • There are currently no refbacks.