Acompanhamento da variação de preço dos produtos da cesta básica de alimentos do DIEESE nos meses de maio a setembro de 2017 em Erechim – RS e análise comparativa com os valores de Porto Alegre – RS / Follow-up of the price variation of the products of the basic food basket of DIEESE in the months from may to september 2017 in Erechim - RS and comparative analysis with the values of Porto Alegre – RS

Indaiá T. Tamagno, Laura M. Pereira, Denise M. Tamagno, Carlos Frederico De Oliveira Cunha

Abstract


A PNCBA está entre as pesquisas permanentes realizadas pelo DIEESE. O objetivo da Pesquisa mensal da cesta de produtos básicos no município de Erechim - RS é acompanhar e proporcionar de forma sistemática a evolução das informações dos preços dos produtos pesquisados. Neste trabalho é utilizada a metodologia do DIEESE que utiliza a POF 2008/2009 realizada pelo IBGE, que indica que há diferença nos tipos de produto entre as regiões. Sendo assim, a pesquisa no município de Erechim abrange a Região 3. Em relação a coleta de dados, a pesquisa no município de Erechim é restrita a treze estabelecimentos em função da operacionalidade e recurso. São buscados preços de três marcas por produtos embalados. Para alimentos vendidos por quilo adotou-se uma metodologia específica para cada um. Após a coleta dos preços, são calculados os preços médios dos produtos por estabelecimento. Posteriormente, o preço médio de cada produto, multiplicado pelas quantidades definidas na metodologia do DIEESE. Algumas conversões são realizadas para adequar os resultados às quantidades determinadas na metodologia. Obtido o valor da cesta, é feito o cálculo das horas que o trabalhador que ganha um salário mínimo precisa trabalhar para comprar a cesta. Os resultados apresentam queda em nove, dos treze produtos pesquisados em Erechim, nos meses de maio a setembro, com destaque para a batata que apresenta queda de 27,60%, seguida da banana que apresenta queda de 23,26%. Os outros quatro apresentaram aumento, destacando o café com 11,03% de variação nos mesmos meses. A carne, principal influenciadora do custo total da cesta, se manteve praticamente estável durante os meses pesquisados. Analisando os valores do banco de dados da PNCBA do DIEESE em Porto Alegre, constatou-se que a maior parte dos produtos vendidos embalados, com exceção do óleo e da manteiga, são mais caros em Erechim do que na capital, em todos os meses da pesquisa. Todos os produtos vendidos por quilo são mais caros em Porto Alegre, assim sendo, os responsáveis pelo custo da cesta, na capital, ser a mais cara do país. A diferença do custo entre as cestas de Erechim e Porto Alegre chegou a quase 14% em julho. Com o andamento da pesquisa será possível amplificar a visão da variação dos custos dos produtos e da cesta tanto em Erechim, como em Porto Alegre.


Keywords


Cesta Básica de Alimentos, Variação de preços, DIEESE.

References


ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café. Estatísticas: estoque. Disponível em: < http://www.abic.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=50> Acesso em 26 jul 2017.

CEPEA – Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada. Açúcar/CEPEA: Mesmo em queda, preço no spot mantém vantagem sobre exportação. Disponível em: Acesso em 26 jul 2017.

CEPEA – Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada. Leite/CEPEA: Queda de 8 centavos no litro leva preço ao menor patamar desde abril/16. Disponível em: < http://www.cepea.esalq.usp.br/br/releases/leite-cepea-queda-de-8-centavos-no-litro-leva-preco-ao-menor-patamar-desde-abril-16.aspx> Acesso em 10 set 2017.

CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento. Safras: levantamento de safras. Disponível em: Acesso em 26 jul 2017.

DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. Cesta básica: análise. Disponível em: < https://www.dieese.org.br/analisecestabasica/2017/201705cestabasica.pdf> Acesso em 10 set 2017.

DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. Cesta básica: análise. Disponível em: Acesso em 26 jul 2017.

DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. Cesta básica: análise. Disponível em: < https://www.dieese.org.br/analisecestabasica/2017/201707cestabasica.pdf> Acesso em 10 set 2017.

DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. Cesta básica: análise. Disponível em: Acesso em 10 set 2017.

TERRA VIVA. Importação de leite prejudica o setor. Disponível em: . Acesso em 09 set 2017.

ZEN, Sergio De; GRIGOL, Natália Salaro. Por que a manteiga está tão cara? Palavra do Especialista: Pecuária. Jornal Zero Hora. Disponível em: < http://www.cepea.esalq.usp.br/br/documentos/texto/por-que-a-manteiga-esta-tao-cara-artigo-publicado-no-jornal-zero-hora-em-julho-17-autores-sergio-de-zen-e-natalia-salaro-grigol.aspx>. Publicado em: 14 jul 2017. Acesso em 11 set 2017.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-051

Refbacks

  • There are currently no refbacks.