Administração da educação escolar: contribuições para a crítica aos processos de dominação do capital no contexto da reestruturação produtiva / School education administration: contributions to the criticism to capital domination processes in the context of productive restructuring

Rubens Luiz Rodrigues

Abstract


Esse artigo desenvolve uma abordagem crítica acerca da administração escolar no contexto da reestruturação produtiva. Considera a influência das teorias da administração de empresas na educação escolar como um dos elementos que contribuíram para a preservação da dominação do Capital. Frente a proposta neoliberal de Reforma de Estado, destaca o gerencialismo na educação escolar, situando a descentralização, a participação, a aprendizagem e a qualidade como eixos de análise dos interesses de dominação em termos da formação dos sujeitos.

Keywords


Administração; Educação; Gerencialismo

References


ANTUNES, Ricardo. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. São Paulo: Boitempo Editorial, 2000.

BALL, S. J. Profissionalismo, Gerencialismo e Performatividade. Cadernos de Pesquisa, v.35, n.126, p.539-564, set/dez. 2005.

CHESNAIS, François. A mundialização do capital. São Paulo: Xamã, 1996. DELLORS, J et alli. Educação: um tesouro a descobrir. Relatório para a UNESCO, 1996.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e crise do capitalismo real. São Paulo: Cortez, 2003.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, edição e tradução Carlos Nelson Coutinho; co-edição Luiz Sérgio Henriques e Marco Aurélio Nogueira, VOL.III, 2004.

GENTILI, Pablo A. A. A falsificação do consenso: simulacro e imposição na reforma educacional do neoliberalismo. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

GENTILI, Pablo; SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Neoliberalismo, qualidade total e educação: visões críticas. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1994.

HARVEY, David. Condição pós-moderna. São Paulo: Edições Loyola, 1994.

IANNI, Otávio. Teorias da globalização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1995.

LEHER, Roberto. Tempo, autonomia, sociedade civil e esfera pública: uma introdução ao debate a propósito dos “novos” movimentos sociais na educação. In: GENTILI, Pablo & FRIGOTTO, Gaudêncio (orgs). A cidadania Negada: políticas de exclusão na educação e no trabalho. São Paulo: Cortez; CLASCO, 2002.

MÉSZÁROS, Istvan. O século XXI: socialismo ou barbárie? São Paulo: Boitempo Editorial, 2003.

_________________. Educação para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2ª edição, 2008.

MONTAÑO, Carlos. Terceiro setor e questão social: crítica ao padrão emergente de intervenção social. São Paulo: Cortez, 2002.

NOGUEIRA, Marco Aurélio. As possibilidades da política: idéias para a reforma democrática do Estado. São Paulo: Paz e Terra, 1998.

OLIVEIRA, D. A. As políticas educacionais no governo Lula: rupturas e permanências. RBPAE, v. 25, n. 2, p. 197-209, mai./ago. 2009.

PARO, Vitor Henrique. Administração escolar: uma introdução crítica. SP, Cortez: Autores Associados, 1986.

___________________. Gestão democrática da escola pública. São Paulo: Editora Ática, 2001.

PEIXOTO, Adão José. Filosofia, educação e cidadania. Campinas, São Paulo: Alínea, 1999.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-030

Refbacks

  • There are currently no refbacks.