Jogos eletrônicos e suas possibilidades na educação física escolar / Uma revisão sistemática / Electronic games and their possibilities in school physical education - A systematic review

George Tawlinson Soares Gadêlha, Karluza Araújo Moreira Dantas, Wanessa Cristina Maranhão de Freitas Rodrigues, Érika Janaina Santiago Moreira Freire, Leilane Shamara Guedes Pereira Leite, Aguinaldo César Surdi

Abstract


O presente estudo teve como objetivo, realizar uma revisão sistemática de artigos científicos produzidos nos últimos cinco anos sobre o uso dos Jogos Eletrônicos na Educação Física Escolar. Depois de uma busca nos bancos de dados foram selecionados cinco artigos para serem analisados. Os estudos apontam que o uso dos JEs abre um leque de possibilidades para o ensino dos conteúdos da Educação Física. Diante da produção científica sobre o tema, ratifica-se a necessidade de mais estudos sobre o uso dessa ferramenta no cotidiano escolar.


Keywords


Jogos de Vídeo; Educação Física; Escola.

References


AZEVEDO, V. A.; SILVA, A. P. S. “Press start”: possibilidades educativas dos jogos eletrônicos. Salvador: [s.n.]. 2009. p. 1-13.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Presidência da República CasaCivil,1988.Disponivelem:. Acesso em: 28 Fev. 2019.

BRASIL. Lei de diretrizes e bases da educação nacional. Brasilia. 1996.

BRASIL. Base Nacional Comum. Base Nacional Comum Curricular. Disponivel em: . Acesso em: 4 Março 2019.

CAMUCI, G. C.; MATTHIESEN, S. Q.; GINCIENE, G. O jogo de videogame relacionado ao atletismo e suas possibilidades pedagógicas. Motrivivência, Florianópolis, n. 50, p. 62-76, Maio2017.ISSN21758042.Disponivelem:. Acesso em: 4 Mar 2019.

CONSTANTINO, M. T. et al. Perfil e percepção do uso de jogos eletrônicos por alunos do ensino fundamental: relações com a educação física. Pensar a Prática, Goiânia, v. 18, n. 4, p. 848-863,out./dez.2015. Disponivel em: . Acesso em: 4 Mar. 2019.

FANTIN, M.; RIVOLTELLA, P. C. Interfaces da docência (des)conectada: usos das mídias e consumos culturais de professores. REUNIÃO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO – ANPED, Caxambu, MG, v. 33, p. 1-16,2010.Disponivelem:. Acesso em: 6 Jan 2017.

FINCO, M. D.; REATEGUI, E. B.; ZARO, M. A. Laboratório de exergames: um espaço complementar para as aulas de educação física. Movimento, Porto Alegre, v. 21, n. 3, p. 687-699, jul./set. 2015. Disponivel em: . Acesso em: 4 Mar 2019.

JOHNSON, S. Surpreendente! A televisão e o videogame nos tornam mais inteligentes. 1ª. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. 216 p. ISBN 8535218823.

KUNZ, E. Transformação didático-pedagógico do esporte. 7ª. ed. Ijuí: Unijuí, 2006. 160 p

MARTINI, C. O. P.; VIANA, J. D. A. "Jogando" com as diferentes linguagens: a atualização dos jogos na educação física escolar. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Porto Alegre/RS, v. 38, n. 3, p. 243-250, Jul/Set. 2016. ISSN 2179-3255. Disponivel em: . Acesso em: 13 Mar. 2019.

SILVA, A. P. S. D.; SILVA, A. M. Jogos eletrônicos de movimento: esporte ou simulação na percepção de jovens? Motrivivência, Florianópolis/SC, v. 29, n. 52, p. 157-172, Set. 2017. ISSN21758042.Disponivelem:. Acesso em: 13 Mar. 2019

TORI, R. Game e treinamento profissional. Game Cultura: Festival de Jogos Eletrônicos. São Paulo. 2005.




DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv6n6-009

Refbacks

  • There are currently no refbacks.