Redução da biodiversidade pela proliferação de Leucaena leucocephala e formas de contenção e controle desenvolvidos no município de Itapira-SP / Reduction of biodiversity by the proliferation of Leucaena leucocephala and forms of containment and control developed in the municipality of Itapira-SP

Anderson Martelli, Luís Antônio Dias de Sá, Edgar Manuel Miranda Samudio

Abstract


Espécies invasoras da flora são consideradas a segunda maior causa de perda de biodiversidade no mundo. Uma destas espécies é Leucena (Leucaena leucocephala) uma leguminosa. Originária da América Central está distribuída em grande parte do Brasil, onde foi introduzida para alimento na bovinocultura. Tentativas de controle falhavam, pois quando cortada sua rebrota sai de forma vigorosa, assim como, seu banco de semente disperso no solo inibindo o crescimento das nativas. O objetivo deste artigo foi retratar a perda da biodiversidade diante de uma espécie exótica e a descrição de uma metodologia empregada pelo município de Itapira-SP em uma área visando o controle desse vegetal e o enriquecimento com espécies nativas. As leucenas foram erradicadas desse local, controle da rebrota, retirada das sementes do solo e o replantio de espécies nativas com porte de três metros de altura e DAP de 2 a 3cm. A infestação da leucena ameaça habitats naturais. A técnica empregada e os resultados obtidos neste estudo podem favorecer estratégias de erradicação e manejo dessa espécie, desenvolvimento das nativas e aumento da biodiversidade.


Keywords


Leucena, espécie exótica, invasora, arborização, controle

References


Alves JS, Reis LBO, Silva EKC, Fabricante JR, Siqueira Filho JA. Leucaena leucocephala (Lam.) de Wit. In: FABRICANTE JR. Plantas exóticas e exóticas invasoras da Caatinga. Florianópolis: Bookes, 2014; 4:13-18.

Araujo HJB, Correia MF, Siviero A, Macedo PEF, Oliveira LC. Plantios de Enriquecimento em Florestas de Produção no Acre. Embrapa Circular Técnica 66, Outubro, 2013.

Baskin CC, Baskin JM. Seeds: ecology, biogeography, and evolution of dormancy and germination. San Diego: Academic Press, 2014:586.

Chou CH, Kuo YL. Allelopathic research of subtropical vegetation in Taiwan. III. Alelopathic exclusion of understrory by Leucaena leucocephala (Lam.) de Wit. Journal of Chemical Ecology, New York, 1986;12(6):1431-1448.

Colautti RI, Macisaac HJ. A neutral terminology to define ‘invasive’ species. Diversity and Distributions. 2004;10:135-141.

Colon SM, Lugo AE. Recovery of a subtropical dry forest after abandonment of different land uses. Biotropica 2006;38(3):354-364.

Costa JNMN, Durigan G. Leucaena leucocephala (Lam.) de Wit (Fabaceae): Invasora ou ruderal? Revista Árvore. 2010;34(5):825-833.

Crone EE, Menges ES, Ellis MM, Bell T, Bierzychudek P, Ehrlén J, Kaye TN, Knight TM, Lesica P, Morris WF, Oostermeijer G, Quintana-Ascencio PF, Stanley A, Ticktin T, Valverde T, Williams JL. How do plant ecologists use matrix population models? Ecology Letters. 2011;14:1–8.

Drumond MA, Ribaski J. Leucena (Leucaena leucocephala): leguminosa de uso múltiplo para o semiárido brasileiro. Comunicado Técnico, 262: Embrapa Florestas, Colombo, PR; 2010;142.

Farinaccio MA, Roque FO, Graciolli G, Souza PR, Pinto JOP. A flora no Biota-MS: montando o quebra-cabeça da biodiversidade de Mato Grosso do Sul. Iheringia, Série Botânica, Porto Alegre, 2018; 73(supl.):11-17.

Franco AA, Souto SM. Leucaena leucocephala: uma leguminosa com múltiplas utilidades para os trópicos. Seropédica: EMBRAPA-UAPNBS, Comunicado Técnico, 2. 1986;2:7.

Giulietti, AM, Harley RM, Queiroz LP, Wanderley MGL, Van Den Berg C. Biodiversidade e conservação das plantas no Brasil. Megadiversidade 2005 jul;1(1).

Green PT, Lake PS, O’dowd DJ. Resistance of Island Rainforest to Invasion by Alien Plants: Influence of Microhabitat and Herbivory on Seedling Performance. Biological Invasions 2004;61:1-9.

Hughes CE, Harris SA. A second spontaneous hybrid in the genus Leucaena (Leguminosae, Mimosoideae). Plant Systematics and Evolution. 1998;212:53-77.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2018. Disponível em: Acesso: março, 2020.

Lacerda DM, Figueiredo PS. Restauração de matas ciliares do rio Mearim no Município de Barra do Corda-MA: seleção de espécies e comparação de metodologias de reflorestamento. Acta Amazonica, 2009;39(2):295-304.

Lima PCF. Comportamento de Leucaena leucocephala (Lam) DE WIT comparado com Prosopis juliflora (SW) DC e Eucalyptus alba Reinw Ex Blume em Petrolina (PE).1982. 98 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

Machado MTS. A espécie Leucaena leucocephala (Lam.) no Parque Nacional de Brasília, DF: implicações ambientais de uma espécie exótica invasora. Tese Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília, 2018.

Marques AR, Costa CF, Atman APF, Garcia QS. Germination characteristics and seedbank of the alien species Leucaena leucocephala (Fabaceae) in Brazilian forest: ecological implications. Weed Research, Oxford, 2014;54:576-583.

Martins CR, Hay JDV, Carmona R, Leite RR, Scaléa M, Vivaldi LJ, Proença CEB. Monitoramento e controle da gramínea invasora Melinis minutiflora (capim-gordura) no Parque Nacional de Brasília, Distrito Federal. IV Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação. Seminário. Curitiba. 2004:5-96.

Mauli MM, Fortes AMT, Rosa DM, Piccolo G, Marques DS, Corsato JM, Leszczynski R. Alelopatia de leucena sobre soja e plantas invasoras. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, 2009;30(1):55-62.

Mignoni DSB. Potencial fitotóxico de sementes de Sesbania virgata (Cav.) Pers. sobre a germinação de sementes e o crescimento inicial de Leucaena leucocephala (Lam.) de Wit. São Paulo, Tese (Mestrado) -- Instituto de Botânica da Secretaria de Estado do Meio Ambiente. 2015. 89p.

Ministério Do Meio Ambiente. Panorama da Biodiversidade Global, 2010;3:94.

Miranda JC. Sucessão ecológica: conceitos, modelos e perspectivas. SaBios: Rev. Saúde e Biol. 2009;4(1):31-37.

Pires NM. et al., Efeito do extrato aquoso de leucena sobre o desenvolvimento, índice mitótico e atividade da peroxidase em plântulas de milho. Revista Bras. Fisiol. Veg. 2001;13(1):55-65.

Pivello VR. Invasões biológicas nos cerrados brasileiros: efeitos da introdução de espécies exóticas sobre a biodiversidade. Ecologia, INFO. 2011;33.

Raven PH, Evert RF, Eichhorn SE. Biologia Vegetal. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996:728.

Sakai AK. et al. The population biology of invasive specie. Annual Review of Ecology and Systematics, Palo Alto. 2001;32:305-32.

Sampaio AB, Schmidt IB. Espécies Exóticas Invasoras em Unidades de Conservação Federais do Brasil. Revista BioBrasil 2013;3(2):32-49.

Scherer LM, Zucareli V, Zucareli CA, Fortes AMT. Efeito alelopático do extrato aquoso de folha e de fruto de leucena (Leucaena leucocephla Wit) espécies invasoras. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, 2005;26(2):153-158.

Simberloff D, Rejmánek M. Encyclopedia of biological invasions. Califórnia: University of California Press, 2011.

Simberloff D. Invasive species – what everyone needs to know. Oxford University Press, New York, 2013:329.

Souza Filho AP, Rodrigues RA, Rodrigues TJD. Efeitos do potencial alelopático de três leguminosas forrageiras sobre três invasoras de pastagens. Pesquisa Agropecuária Brasileira 1997;32:165-170.

Valéry L, Fritz H, Lefeuvre JC, Simberloff D. In search of a real definition of the biological invasion phenomenon itself. Biological Invasions. 2008;10:1345-1351.

Vilà M, Espinar JL, Hejda M, Hulme PE, Jarosik V, Maron JL, Pergl J, Schaffner U, Sun Y, Pysek P. Ecological impacts of invasive alien plants: a meta-analysis of their effects on species, communities and ecosystems. Ecology Letters. 2011;14:702-708.

Walton CS. Leucaena (Leucaena leucocephala) in Queensland – Pest Status Review. Series – Land Protection. Brisbane: Department of Natural Resources and Minas, 2003.




DOI: https://doi.org/10.38152/bjtv3n1-001

Refbacks

  • There are currently no refbacks.