Efeito do exercício físico no músculo esquelético de camundongos com câncer colorretal: revisão de literatura / Effect of physical exercise on the skeletal muscle of mice with colorectal cancer: literature review

Alessandra de Figueiredo Gonçalves, Marcelo Barbosa Neves, Gabriela Rodrigues Alves, Michele Selzler, Cesar Augusto Sobrinho, Antônio Carlos de Abreu, Thais da Cruz Penha Jabrayan, Rondon Tosta Ramalho

Abstract


Introdução: O câncer de cólon e reto é bastante frequente na população e com elevado índice de mortalidade. Para o estudo da doença são utilizados cultivos celulares e modelos animais, que sejam capazes de reproduzir o processo de desenvolvimento da doença em humanos. Dos modelos existentes, os mais comumente utilizados são os animais induzidos ao desenvolvimento tumoral por agentes químicos e os animais geneticamente modificados. Objetivo: verificar a produção nacional e internacional acerca de publicações especificas de câncer colorretal em modelos animais associado a exercício físico. Método: Para o desenvolvimento dessa revisão foi realizada uma busca por artigos científicos nas bases de dados PubMed, Lilacs, Cochrane, utilizando como palavras-chave “modelos animais”, “câncer de colorretal induzido” e “exercício físico”. Resultado: O 1,2 dimetilhidrazina e o Azoximetano são agentes carcinógenos por isso, as duas substâncias são amplamente utilizadas. Os exercícios mais utilizados são a natação, esteira e escada vertical com protocolos de intensidade e duração diferentes além de positivos em todos os estudos. Conclusão: Cada modelo animal apresenta vantagens e desvantagens, não havendo um único modelo para estudar a ação do exercício físico no câncer colorretal como prevenção ou controle da doença, sendo este tipo de estudo necessário para maiores conhecimentos dos mecanismos do câncer e como afetam o corpo como um todo.


Keywords


Câncer colorretal induzido; exercício físico; modelos animais.

References


AL-MAJID, S.; MCCARTHY, D. O. Cancer-induced fatigue and skeletal musclewasting: the role of exercise. Biol. Res. Nurs. 2: 186-197, 2001.

BATTAGLINI, C.L; BOTTARO, M; CAMPBELL, J.S; NOVAES, J; SIMÃO, R. Atividade Física e níveis de fadiga em pacientes portadores de câncer. Universidade Gama Filho – CEPAC – RJ, 2004.

BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer. Estimativas 2014. Incidência do câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA 2013.

BRITO, G.A.P. Estudo da transferência lipídica de linfócitos para o músculo esquelético exercitado. Curitiba (PR): Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Paraná, 2005.

COURNEYA, K.S.; BLANCHARD, C.M.; LAING, D.M. Exercise adherence in breast cancer survivors training for a dragon boat race competition: a preliminary investigation. Psychooncology,10 (5):444-52, 2001.

COURNEYA, K.S.; SEGAL, R.J.; REID, R.D.; JONES, L.W.; MALONE, S.C.; VENNER, P.M.; PARLIAMENT, M.B.; SCOTT, C.G.; QUINNEY, H.A.; WELLS, G.A. Three independent factors predicted adherence in a randomized controlled trial of resistance exercise training among prostate cancer survivors. J Clin Epidemiol. 57 (6):571-9, 2004. 54

COURNEYA, K.S.; KEATS, M.R.; TURNER, A.R. Physical exercise and quality of life in cancer patients following high dose chemotherapy and autologous bone marrow transplantation. Psychooncology, 9 (2):127-36, 2000.

FREITAS, S.O. Proposta de teste físico de natação com sobrecargas para ratos espontaneamente hipertensos. Revista Kinesis, n29, Jul/Dez, 2010.

FRIEDENREICH, C.;ORENSTEIN, M. .Physical Activity and Cancer Prevention: Etiologic Evidence and Biological Mechanisms. Journal of Nutrition 132: 3456S-3464S, 2002.

GOBBATO, C.A.; MELLO, M.A.R.; GOBBATO,F.B.M.; PAPOTI,M.;VOLTARELLI, F.A.;CONTARTEZE,R.V.L.;ARAÚJO,G.G.Avaliações fisiológicas adaptadas à roedores: roedores: aplicações ao treinamento em diferentes modelos aplicações ao treinamento em diferentes modelos experimentais. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte – 2008, 7 (1): 137-147

GUEDES, J. M. Efeitos de diferentes protocolos de treinamento resistido sobre a adiposidade em camundongos obesos / Janesca Mansur Guedes; orientador: Claudio Teodoro de Souza, – Criciúma, SC : Ed. do Autor, 2016.

HOFFMAN-GOETZ, L. Treadmill exercise in mice increases intestinal lymphocyte loss via apopitosis. Acta Physioloy Scand. V.179, n.23.2003.

HORNBERGER, T.A.Jr; FARRAR, R.P. Physiological hypertrophy of the FHL muscle following 8 weeks of progressive resistance exercise in the rat. Can J Appl Physiol. 2004; 29(1):16-31.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA - INCA. Estimativa 2013: incidência de câncer no Brasil [Internet]. Rio de Janeiro: INCA; 2014

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA - INCA. Estimativa 2014: incidência de câncer no Brasil [Internet]. Rio de Janeiro: INCA; 2015

JOHNSON ,R.L.; FLEET, J.C. Animal Models of Colorectal Cancer. Cancer Metastasis Rev. 2013;32(0):39-61.

KIM, J. J.; SHAJIB, Md. S.; MANOCHA, M. M.; KHAN, W. I. Investigating intestinal inflammation in DSS-induced model of IBD. Journal of Visualized Experiments, v. 1, n. 60, Feb. 2012.

KOKUBUN, E. Interações entre o metabolismo de glicose e ácidos graxos livres em músculo esquelético. São Paulo, Tese de Doutorado. USP, 1990. Protocolo de treinamento de natação

LEARY, L.; UNDERWOOD, W.; RAYMOND, A.; CARTNER, S.; COREY, D.; GRANDIN, T.; GREENACRE, C.; GWALTNEY-BRANT, S.; McCRACKIN, M. A.; MEYER, R.; MILLER, D.; SHEARER, J.; YANONG, R. Guidelines for the Euthanasia of Animals: 2013 Edition. American Veterinary Medical Association, 2013.

LEE, I-MIN. Physical Activity And Cancer Prevention . Data From Epidemiologic Studies. Medicine and Science in Sports and Exercise, v. 35, n. 11, p. 1823-1827, 2003.

McNEELY M.L, CAMPBELL K.L, ROWE B.H et al.,. Effects of exercise on breast cancer patients and survivors: a systematic review and meta-analysis. Canadian Medical Association Journal, Jul 4;175(1):34-41, 2006.

ORTEGA, E.; PETERS, C.; BARRIGA, C.; LÖTZERICH, H. A atividade física r eduz o risco de câncer. Rev Bras Med Esporte, São Paulo, v.4, n.3, p.81-86, 1998.

SÁEZ, Maria del Carmem; BARRIGA, Carmem; GARCÍA, Juan José; RODRÍGUEZ, Ana Beatriz; ORTEGA, Eduardo. Exercise-induced stress enhances mammary tumor growth in rats: Benefical effect of the hormone melatonin. Molecular and Cellular Biochemistry, 2006.

SANDLER, R.S. Epidemiology and risk factors for colorectal cancer. Gastroenterol Clin North Am, Philadelphia, v.25, n.4, p.717- 735, 1996.

SCHEFFER, D.L. Diferentes intensidades de exercício resistido produzem diferentes alterações nos parâmetros de estresse oxidativo. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso). Curso de Educação Física; Criciúma: UNESC-SC, 2010.

SIEGEL, R.L; MILER, K.D; JEMAL, A. Cancer Statistics, 2015. CA: a Cancer Journal for Clinicians. 2015 January/February; 65(1): 5-29.

SMITH, S. Physical exercise as an oncology nursing intervention to enhance quality of life. Oncol Nurs Forum;2:771-8; 1996.

SMITH, J.A.; GRAY, A.B.; PYNE, D,B,.; BAKER, M.S.; TELFORD, R.D.; WEIDEMANN, M.J. Moderate exercise triggers both priming and activation of neutrophil subpopulations. American Journal Physiology. 270(4 Pt 2):R838-45,1996.

STEVINSON C., FOX K.R. Feasibility of an exercise rehabilitation programme for cancer patients. Eur J Cancer Care 15 (4), 386–396, 2006.

TANAKA, T.; KOHNO, H.; SUZUKI, R.; YAMADA, Y.; SUGIE, S.; MORI, H. A novel inflammation-related mouse colon carcinogenesis model induced by azoxymethane and dextran sodium sulfate. Cancer Science, v. 94, n. 11, p. 965-973, Nov. 2003.

WHO – World Health Organization (Organização Mundial da Saúde) 2007. Disponível em www.who.int/.

WHO – World Health Organization (Organização Mundial da Saúde) 2015. Disponível em www.who.int/topics/cancer/en




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n2-194

Refbacks

  • There are currently no refbacks.